Análise: Corinthians faz primeiro tempo péssimo e paga a conta com derrota no fim

4.6 mil visualizações 113 comentários

Corinthians foi superado pelo Fluminense

Corinthians foi superado pelo Fluminense

Danilo Fernandes/ Meu Timão

O Corinthians teve uma etapa inicial desastrosa na tarde deste domingo, na Arena, e pagou o preço no resultado final. Mesmo melhorando com as substituições de Coelho e um time mais ligado no segundo tempo, o Timão mostrou muita desatenção no começo, ficou atrás do placar rapidamente e não conseguiu reagir.

O primeiro tempo mostrou um Corinthians com Janderson pelo lado esquerdo e Mateus Vital aberto pela direita. A armação central ficava praticamente a cargo de Vagner Love, atuando como uma espécie de segundo atacante, atrás de Boselli. O modelo parecia que ia dar certo nos primeiros minutos, mas logo ruiu, principalmente por Vital dificilmente preencher o seu lado, congestionando o meio.

Leia também: Corinthians melhora no segundo tempo, mas encerra temporada com derrota para o Fluminense

Depois de dois bons lances criados por Love, o Timão passou a mostrar desatenção e lentidão na hora de defender. Uma bola recuada na qual Cássio foi pressionado deu um lateral do Fluminense, que conseguiu construir seu gol sem que nenhum dos seus atletas fosse apertado. Na conclusão, a falha principal de Marllon, que foi antecipado por Evanilson.

Mateus Vital foi escalado pela direita, mas só conseguiu produzir quando foi para o outro lado

Mateus Vital foi escalado pela direita, mas só conseguiu produzir quando foi para o outro lado

Danilo Fernandes/ Meu Timão

O tento sofrido piorou bastante o desempenho do Timão, que tentou acelerar com a bola no pé e, sem machucar o adversário, viu os cariocas ganharem ainda mais espaço no contragolpe. Sempre perigoso quando saía ao ataque, o Fluminense ainda conseguiu ampliar a vantagem em outra falha feia de concentração: Boselli cabeceou para trás, Fagner demorou a sair e Evanilson mostrou qualidade para ampliar.

Um lance que pareceu incentivar os corinthianos a jogar mais foi uma trombada de Nenê em Fagner, que deveria ter causado o cartão vermelho ao meia adversário. Furiosos com o lance e a falta de punição, os donos da casa tentaram uma pressão, mas esbarraram sempre na escolha errada na hora de definir.

Fagner não perdoou a trombada que levou de Nenê, sem bola

Fagner não perdoou a trombada que levou de Nenê, sem bola

Reprodução

Insatisfeito com o desempenho, Coelho voltou para a etapa final com Lucas Piton na vaga de Carlos e Jadson no posto de Júnior Urso, abrindo mão de um volante e indo para cima do adversário. A troca deu mais qualidade à armação corinthiana, com Piton também liberado para ser quase um ponta pela esquerda.

Com Boselli mal, não demorou para o treinador trocar de centroavante e mandar a campo Gustavo. Com pouco tempo em campo, ele justificou: ganhou de Igor Julião e diminuiu a desvantagem, dando força para o restante do jogo.

O Timão seguiu em cima do adversário e, na base da pressão, até merecia o empate. A chance poderia vir em pênalti marcado sobre Jadson, mas o juiz anotou correta falta de Janderson sobre Nino. O atacante, aliás, mostrou seu pior e seu melhor no jogo: tentou a todo momento, mas pecou várias vezes na tomada de decisão. Fica como um dos pontos a se melhorar para o ano que vem.

Veja mais em: Retrospecto do Corinthians e Campeonato Brasileiro.

Veja Mais:

  • Ex-Corinthians, Léo Príncipe cobra R$ 257,3 mil do clube na Justiça do Trabalho

    Ex-Corinthians, Léo Príncipe move ação contra o clube e cobra quase R$ 260 mil

    ver detalhes
  • 'Meio sinistro' | Vim parar na Neo Química Arena e não sei por quê | Isso é Corinthians

    VÍDEO: 'Meio sinistro' | Vim parar na Neo Química Arena e não sei por quê | Isso é Corinthians

    ver detalhes
  • Jô fez o terceiro do Corinthians na vitória contra o Sport

    Jô mantém ótima média na Neo Química Arena em jogos do Brasileiro; atacante fica perto da artilharia

    ver detalhes
  • Corinthians se reapresentoou na tarde desat sexta-feira de olho em jogo contra o Red Bull Bragantino

    Com retorno de Otero e dupla suspensa, Corinthians se reapresenta no CT Joaquim Grava

    ver detalhes
  • A estratégia sufocante do Mancini para vencer o Sport

    VÍDEO: Uma máquina! A estratégia sufocante do Mancini para vencer o Sport

    ver detalhes
  • Daniela Alves, técnica do time de base do Corinthians feminino, projetou o desempenho do Timão na competição nacional

    Daniela Alves vê Corinthians pronto para o Brasileiro Feminino Sub-18 e aposta em torneio disputado

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: