Corinthians espera convocação para definir se pede liberação Pedrinho visando à Pré-Libertadores

2.9 mil visualizações 36 comentários

Pedrinho é hoje a referência técnica da equipe do Corinthians

Pedrinho é hoje a referência técnica da equipe do Corinthians

Danilo Fernandes/ Meu Timão

O Corinthians já sabe que vai jogar a Pré-Libertadores no ano que vem e começa a desenhar seu planejamento para estar pronto para encarar o desafio. O clube, porém, ainda não tem posição definida a respeito de um ponto importante: pedir liberação ou não do meia Pedrinho, provável convocado para a Seleção Brasileira no Pré-Olímpico da Colômbia.

Entenda: marcado para ocorrer entre 18 de janeiro e 9 de fevereiro, o torneio entre os países sul-americanos vale duas vagas nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Há uma primeira fase até o dia 30 do mês que vem e, quem passar ao quadrangular final, joga outras três vezes em fevereiro.

Os atletas que forem chamados perdem a preparação dos clubes no começo do ano e, mais importante no caso do Corinthians, podem ficar fora do primeiro jogo da Pré-Libertadores, marcado para 5 de fevereiro. O retorno seria apenas dias antes da volta, agendada para o dia 12.

Leia também:
Fora dos planos para 2020, Manoel se despede do Corinthians
Por que o Corinthians terminou o Brasileiro como segundo em média de público pagante
Uma troca e uma renovação pendente: o status dos nove patrocínios do uniforme do Corinthians

Pedrinho, camisa 10 da equipe de André Jardine e convocado em todas as ocasiões desde o Torneio de Toulon, dificilmente não estará na lista final. Sabedor dessa possibilidade, o Corinthians adota cautela para tratar do tema.

"Acho que é muito cedo. Vamos conversar com o Tiago (Nunes) sobre isso. Pedrinho é um grande jogador. Precisamos saber se ele vai ser chamado ainda. Se for chamado a gente conversa e vê o que é melhor para os dois", disse o diretor de futebol do clube, Duílio Monteiro Alves, dando a entender que a ida do armador sem pedido de liberação é o cenário mais provável.

"Sem esquecer que uma convocação para o Pré-Olímpico, para uma Olimpíada, é importante para o atleta e para nós", continuou o dirigente do Timão, que pode ficar sem a sua principal referência técnica de 2019 justamente em um momento decisivo para as suas pretensões do ano.

A postura de não pedir liberação, aliás, tem sido praxe no clube. O Corinthians ficou, por exemplo, sem o goleiro Cássio para três jogos decisivos do Brasileiro de 2017, que culminaram na conquista do título nacional, e sem Fagner para jogos de mata-mata dos Paulistas de 2018 e 2019.

Veja mais em: Pedrinho, Campeonato Brasileiro e Libertadores da América.

Veja Mais:

  • Neo Química já foi patrocinadora máster do Corinthians na época de Ronaldo Fenômeno

    Neo Química, dona do naming rights, volta à camisa do Corinthians; saiba os detalhes 

    ver detalhes
  • Foi assim que o Corinthians de Mancini ajudou a mudar a história do Brasileirão 2020

    VÍDEO: Foi assim que o Corinthians de Mancini ajudou a mudar a história do Brasileirão 2020

    ver detalhes
  • Ex-Corinthians, Léo Príncipe cobra R$ 257,3 mil do clube na Justiça do Trabalho

    Ex-Corinthians, Léo Príncipe move ação contra o clube e cobra quase R$ 260 mil

    ver detalhes
  • Jô fez o terceiro do Corinthians na vitória contra o Sport

    Jô mantém ótima média na Neo Química Arena em jogos do Brasileiro; atacante fica perto da artilharia

    ver detalhes
  • 'Meio sinistro' | Vim parar na Neo Química Arena e não sei por quê | Isso é Corinthians

    VÍDEO: 'Meio sinistro' | Vim parar na Neo Química Arena e não sei por quê | Isso é Corinthians

    ver detalhes
  • Daniela Alves, técnica do time de base do Corinthians feminino, projetou o desempenho do Timão na competição nacional

    Daniela Alves vê Corinthians pronto para o Brasileiro Feminino Sub-18 e aposta em torneio disputado

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: