Corinthians abre boa vantagem, mas sofre virada na última posse e perde para o Pinheiros no NBB

1.6 mil visualizações 23 comentários Comunicar erro

Rafael Bianco

Por Rafael Bianco, de Ginásio Wlamir Marques, no Parque São Jorge

O Corinthians enfrentou o Pinheiros na noite desta segunda-feira, no Ginásio Wlamir Marques

O Corinthians enfrentou o Pinheiros na noite desta segunda-feira, no Ginásio Wlamir Marques

Beto Miller/Ag Corinthians

Corinthians 81 X 82 Pinheiros

NBB 2019
09 de dezembro de 2019, 20:00
Corinthians 81 x 82 Pinheiros
Wlamir Marques

O Corinthians entrou em quadra na noite desta segunda-feira e enfrentou o Pinheiros, pela nona rodada do Novo Basquete Brasil, no Wlamir Marques. Em jogo bastante disputado, a equipe alvinegra perdeu na última posse, pelo placar de 82 a 81, e teve a sua sequência de sete triunfos consecutivos encerrada.

Depois de um começo ruim, terminando o primeiro quarto atrás no placar, a equipe alvinegra conseguiu reagir e voltou "pegando fogo" do intervalo. Foram onze pontos em menos de três minutos no terceiro quarto para abrir uma vantagem de 15 pontos no placar.

Mesmo assim, o Pinheiros reagiu e empatou nos minutos finais, conseguindo uma cesta milagrosa na última posse e virando a partida, com o placar de 82 a 81.

O Corinthians agora chega motivado para decidir a final da Liga Sul-Americana de Basquete, já nesta quinta-feira, diante do Botafogo, no Parque São Jorge. A equipe alvinegra venceu o jogo de ida e precisa de mais uma vitória para conquistar o título continental.

Escalação

O Corinthians chegou para a partida tendo à disposição os seguintes jogadores: Arthur Pecos, Ricardo Fischer, "Zoom" Fuller, Felipe Vezaro, Tracy Robinson, Felipe Dalaqua, Daniel Von Haydin, Nesbitt, Wesley, Douglas Santos, Anthony Johnson e Teichmann.

O técnico Bruno Savignani, no entanto, manteve o tradicional quinteto inicial e começou a partida com: Fuller, Pecos, Nesbitt, Robinson e Johnson.

Enquanto isso, o Pinheiros foi escalado com: Benett, Toledo, Dawkins, Betinho e Ware.

Como foi o jogo

Primeiro quarto - Corinthians 17 x 20 Pinheiros

Apesar da boa pressão inicial do Corinthians junto com o apoio da torcida, o que rendeu os primeiros dois pontos da partida, foi o Pinheiros que começou a abrir uma boa distância no marcador.

Em um começo um pouco lento, o Pinheiros anotou seis pontos nos primeiros cinco minutos e viu o Corinthians marcar apenas quatro. Na sequência, o adversário do Timão embalou uma sequência de cinco pontos consecutivos e deixou o placar de 11 a 4.

O Corinthians, no entanto, não queria deixar barato. Depois de sucessivos erros do Pinheiros no ataque, a equipe alvinegra aproveitou uma boa sequência, com uma cesta de dois de Fischer seguida de uma cesta de três pontos de Felipe Vezaro e empatou a partida depois de oito minutos, com o placar de 15 a 15.

Apesar da boa reação do Timão, o Pinheiros foi novamente superior no minuto final de quarto e acabou anotando mais cinco pontos. Com isso, a partida foi para o primeiro intervalo com o placar de 20 a 17.

Segundo quarto - Corinthians 42 x 36 Pinheiros

Com um começo parecido no segundo quarto, o Pinheiros voltou a abrir uma boa vantagem no placar, novamente de sete pontos. Depois de duas cestas consecutivas do adversário, o Timão estava perdendo por 24 a 17 e se via na obrigação de correr atrás da desvantagem.

No entanto, bastante desconcentrado, o Corinthians perdeu uma boa oportunidade depois de contra-ataque de Fischer e passe para Wesley, que não conseguiu subir para fazer a bandeja. Por sorte, o Pinheiros não conseguia converter as suas bolas no campo de ataque e a vantagem chegou a cair para 24 a 21.

Tentando se recuperar na partida, o Corinthians via o caminho dos pontos com dois jogadores: Tracy Robinson e Ricardo Fischer. Se completando em quadra, o ala e o armador anotaram sete dos primeiros oito pontos do Timão no quarto e viraram o placar, para 26 a 25, com cinco minutos de segundo quarto.

O embalo de ficar na frente motivou de vez a equipe do Corinthians. Com duas cestas consecutivas de três pontos de Pecos e Robinson, a equipe alvinegra abriu uma boa vantagem pela primeira vez e chegou a vencer por 40 a 33 com um minuto restante no relógio.

No final, as equipes foram para o intervalo com vantagem do Corinthians, vencendo por 42 a 36.

Terceiro quarto - Corinthians 63 x 57 Pinheiros

O Corinthians começou com a bola no segundo tempo e tentou buscar a cesta logo na primeira jogada, mas Robinson viu o seu arremesso de três pontos bater no aro e sair. Por conta disso, foi o Pinheiros que anotou os primeiros pontos do terceiro quarto.

Logo depois, Fuller finalmente apareceu na partida e fez a sua primeira boa jogada. Depois de receber a bola na zona de três pontos, o armador fintou dois marcadores e invadiu o garrafão, fazendo boa bandeja. Com mais uma cesta de Pecos na sequência, o Corinthians abriu dez pontos de vantagem e vencia por 48 a 38 depois de dois minutos.

A boa distância no marcador aberta no início do quarto começou a dar indícios de que a vitória do Corinthians era inevitável. A equipe alvinegra passou a controlar a partida e chegava com calma, contando com o talento de Robinson e Fuller para anotar mais pontos.

Ainda com três minutos de quarto, Nesbitt anotou mais uma cesta de três pontos e colocou 15 pontos de frente para o Corinthians, que vencia por 53 a 38. Em pouco tempo, o Timão anotou 11 pontos e viu o Pinheiros marcar apenas dois.

O Pinheiros não se abateu e tentou reagir, chegando a anotar sete pontos seguidos e diminuindo a vantagem para apenas oito pontos. Mesmo assim, o Corinthians seguia seguro no ataque e administrava o placar, mantendo a diferença sempre na casa dos dez pontos.

Um nervosismo com a arbitragem e constantes faltas por parte do Corinthians fizeram com que a boa vantagem no placar caísse para apenas quatro pontos, chegando a ficar em 56 a 52 com dois minutos restantes. Foi a vez de Wesley aparecer e conseguir uma boa jogada ao anotar uma bandeja e sofrer a falta.

No fim, Fischer voltou a brilhar e encontrou um grande passe para Wesley, no meio do garrafão, que apenas precisou pular para fazer a enterrada. Com isso, o Corinthians foi para a etapa final vencendo por 63 a 57.

Último quarto - Corinthians 81 x 82 Pinheiros

Tentando voltar atrás no placar, foi o Pinheiros que anotou os primeiros pontos do quarto decisivo, em uma boa cesta de três na primeira posse de bola. Sem demorar, o Corinthians respondeu na jogada seguinte e Pecos, também de três, voltou a deixar a vantagem em seis pontos.

Depois de três minutos, Wesley apareceu novamente e aproveitou um rebote na defesa para partir ao ataque e anotar uma linda enterrada, deixando o placar em 70 a 63 para o Corinthians.

Logo depois, Cauê conseguiu uma jogada de três pontos para o Pinheiros, anotando uma bandeja e sofrendo a falta, mas Fuller foi capaz de resolver na sequência. Depois de boa troca de passes ao redor da área, o armador recebeu a bola e arremessou de longe, acertando mais uma cesta de três pontos.

Um erro de passe de Anthony Johnson, no entanto, gerou um novo contra-ataque para o Pinheiros, que anotou mais três pontos na jogada. Com isso, placar em 73 a 70 para o Corinthians e vantagem de apenas uma posse de bola com cinco minutos restantes no relógio.

E o que parecia inevitável finalmente aconteceu. Depois de mais uma falta técnica contra o Corinthians, o Pinheiros anotou uma cesta e três lances livres e empatou a partida em 75 a 75. Com quatro minutos restantes no relógio, o Timão pediu mais um tempo e tentou colocar a cabeça no lugar para conquistar a vitória no Wlamir Marques.

E os primeiros pontos vieram com Anthony Johnson. Depois de um arremesso errado de Fischer, o pivô garantiu o rebote e foi para a bandeja, anotando dois pontos e sofrendo a falta. No lance livre, porém, nada feito e a vantagem ficou em apenas dois pontos.

Logo na sequência, Fischer roubou uma bola no campo de defesa e lançou Fuller, que apenas pulou para anotar mais uma cesta, o suficiente para inflamar a torcida no ginásio. Mesmo assim, o Pinheiros não se deixou abater e foi buscar o empate mais uma vez, deixando o placar em 79 a 79 com um minuto restante.

Com um lance livre convertido por Fuller na sequência, o Timão ficou com um ponto na vantagem e passou a administrar o relógio. O Pinheiros teve a chance da virada nos segundos finais, mas Bennett errou a cesta de três pontos e o Corinthians ficou com a posse restando apenas sete segundos.

Com isso, bola para Fuller, que sofreu a falta e foi para mais dois lances livres. Mas o armador converteu apenas um e deixou o placar em 81 a 79, com a possibilidade do Pinheiros virar na última posse da partida. O que realmente aconteceu.

Em jogada inacreditável, Betinho recebeu a bola fora da área e segurou até o segundo final, sendo pressionado pela marcação. Sem olhar, o jogador arremessou para a cesta antes do final da partida e acertou o arremesso final de forma surpreendente. Resultado final: Corinthians 81 x 82 Pinheiros.

Veja mais em: Basquete.

Quem Atuou

Jogadores

  • Tracy Terrell Robinson

    Tracy Robinson

    nota média: 7.0

    2 votos

    Pontos: 18
    Rebotes: 4
    Assistências: 1
    Tempo em quadra: 32m21s

  • David Ahmad Nesbitt

    >Craque da partida

    Nesbitt

    nota média: 8.0

    2 votos

    Pontos: 9
    Rebotes: 5
    Assistências: 2
    Tempo em quadra: 26m06s

  • Kyle Alejandro Fuller

    Fuller

    nota média: 7.5

    2 votos

    Pontos: 13
    Rebotes: 2
    Assistências: 1
    Tempo em quadra: 25m16s

  • Ricardo Fischer

    >Craque da partida

    Ricardo Fischer

    nota média: 8.0

    2 votos

    Pontos: 8
    Rebotes: 3
    Assistências: 8
    Tempo em quadra: 24m22s

  • Felipe André Vezaro

    >Craque da partida

    Felipe Vezaro

    nota média: 8.0

    2 votos

    Pontos: 8
    Rebotes: 4
    Assistências: 0
    Tempo em quadra: 23m38s

  • Wesley de Castro Ferreira

    Wesley

    nota média: 7.5

    2 votos

    Pontos: 10
    Rebotes: 3
    Assistências: 1
    Tempo em quadra: 22m06s

  • Anthony Laveal Johnson

    Anthony Johnson

    nota média: 6.0

    2 votos

    Pontos: 4
    Rebotes: 5
    Assistências: 0
    Tempo em quadra: 15m42s

  • Arthur Pecos Fernandes da Silva

    Arthur Pecos

    nota média: 7.0

    2 votos

    Pontos: 5
    Rebotes: 1
    Assistências: 4
    Tempo em quadra: 15m38s

  • Guilherme Frantz Teichmann

    >Craque da partida

    Teichmann

    nota média: 8.0

    2 votos

    Pontos: 2
    Rebotes: 4
    Assistências: 4
    Tempo em quadra: 11m05s

  • Douglas dos Santos Silva

    Douglas Santos

    nota média: 6.5

    2 votos

    Pontos: 4
    Rebotes: 1
    Assistências: 0
    Tempo em quadra: 4m46s

Técnico

Comente a notícia: