Cantillo fala sobre idolatria por Rincón, elogia clima do Brasil e projeta Florida Cup

3.2 mil visualizações 22 comentários Comunicar erro

Por Andrew Sousa e Rodrigo Vessoni, no CT Joaquim Grava

Cantillo se prepara para começar a trilhar sua história no Corinthians

Cantillo se prepara para começar a trilhar sua história no Corinthians

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Apresentado oficialmente pelo Corinthians nesta sexta-feira, o colombiano Victor Cantilo terá uma grande responsabilidade na equipe alvinegra. Aconselhado a não usar a 24, ele vai vestir o número 8, que já foi de seu conterrâneo Rincón, um de seus ídolos no futebol.

"O Freddy marcou história no Corinthians, vai ser difícil fazer algo igual. Mas estou com mentalidade de colocar meu futebol, conquistar meus objetivos, conquistar uma vaga entre os 11, competir em boa forma para o Corinthians ser ainda maior", pontuou sobre o ex-volante, que já deu alguns conselhos para o novo camisa 8 vingar no Parque São Jorge.

"Gosto de Freddy, para todos nós Colômbia ele é um ídolo, representa muito, mas gosto muito de Sergio Busquets do Barcelona, sempre olho, é um grande jogador", completou.

Leia também:
Cantillo assume a 8 do Corinthians e abandona antigo número: 'Explicaram que não podia a 24'
Quinto dia de treino do Corinthians tem esboços defensivos de Tiago Nunes

Para criar sua história, o jogador terá um longo período de adaptação, incluindo fuso-horário, como dito em sua primeira entrevista. Há, porém, um "facilitador": o clima mais ameno e a estrutura do Corinthians.

"Barranquilla o clima é muito quente, faz calor, aqui é mais agradável, mais tranquila. Sobre a torcida, Junior tem muita torcida, mas não vai tanto ao jogo, aqui acredito que é mais comum encontrar o estádio cheio. E as equipes brasileiras comparadas às colombianas em estrutura, há muita diferença. Lá não temos o que tem aqui. Esperamos que em algum momento as coisas melhorem para termos equipes mais competitivas", destacou.

Seu início no Timão, porém, não será no clima do Brasil. No domingo, ele embarca com o elenco para a disputa da Florida Cup. Depois de estreia contra o New York City FC, a equipe alvinegra terá um rival conhecido pela frente: o Atlético Nacional, da Colômbia.

"Nacional é uma equipe grande na Colômbia, que sempre briga por títulos, um time que joga com dois extremos abertos bem rápidos. Tem bons meias, não sabemos se vão com 3 ou 4 defensores, mudam muito. Será um jogo difícil", concluiu.

Veja mais em: Victor Cantillo e Florida Cup.

Veja Mais:

  • Boselli marcou três gols na goleada do Corinthians em Itaquera

    Com três gols de Boselli, Corinthians estreia com goleada no Campeonato Paulista

    ver detalhes
  • Dirigente esclareceu a busca do Corinthians por um ponta esquerda

    Diretor do Corinthians nega 'briga' por Rony, evita citar outros nomes e exalta volta de Everaldo

    ver detalhes
  • O argentino marcou três gols na estreia do Campeonato Paulista

    Fiel escolhe Boselli e Tiago Nunes como destaques de goleada do Corinthians; reserva é o pior

    ver detalhes
  • Camacho foi um dos mais elogiados pela Fiel nas redes sociais

    Tiago Nunes em alta, alegria por Boselli e muitos destaques: Fiel repercute goleada do Corinthians

    ver detalhes
  • Comandante fez seu primeiro jogo na Casa do Povo

    Postura ofensiva, pontos positivos e ansiedade: Tiago Nunes comenta estreia oficial no Corinthians

    ver detalhes
  • Boselli marcou três dos quatro gols alvinegros na estreia

    Mauro Boselli é o terceiro jogador a marcar um hat-trick pelo Corinthians na Arena

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: