#Mundial20anos: Corinthians derrotava o Vasco para conquistar o primeiro Mundial há 20 anos

7.9 mil visualizações 102 comentários Comunicar erro

Defesa de Dida na disputa por pênaltis ajudou o Corinthians a conquistar o título

Defesa de Dida na disputa por pênaltis ajudou o Corinthians a conquistar o título

Reprodução/Internet

Há duas décadas, o Corinthians superava o cansaço de uma temporada, a torcida adversária e um dos times mais fortes da história do Vasco para assegurar o seu primeiro título do Mundial de Clubes. O Meu Timão faz aqui um relato para você de como foi aquela partida na noite de sexta-feira, no estádio do Maracanã.

Vale lembrar que você também pode conferir um material com entrevistas e curiosidades sobre aquele título no site, preparado especialmente para o aniversário de 20 anos do triunfo do Todo Poderoso Timão.

Leia o conteúdo especial do Meu Timão:
#Mundial20anos: Números e curiosidades que você pode não saber sobre o título do Corinthians
#Mundial20anos: 'A música Todo Poderoso Timão foi o que nos deu força', lembra Oswaldo de Oliveira
#Mundial20anos: onde estão e o que fazem os 23 jogadores do Corinthians campeões do Mundial?
#Mundial20anos: Vampeta explica 'frieza' de Dida em lance histórico e se orgulha ao falar da Fiel
#Mundial20anos: Título do Corinthians fez maior rival criar dossiê para tentar ressuscitar 1951

Com o 0 a 0 no tempo normal e na prorrogação, combinado a um 4 a 3 na disputa de pênaltis, o clube do Parque São Jorge capitalizou uma campanha que teve vitórias sobre o Raja Casablanca-MAR e o Al-Nassr-ARS, ambas por 2 a 2, e um empate por 2 a 2 com o Real Madrid.

Escalação

Sem poder contar com o lateral direito Daniel, suspenso, e o zagueiro João Carlos, machucado, o técnico Oswaldo de Oliveira promoveu duas mudanças na equipe para encarar os vascaínos. Entraram desde o início Índio e Adilson, respectivamente. Assim, o Corinthians foi a campo com Dida; Índio, Fábio Luciano, Adilson e Kléber; Vampeta, Rincón, Marcelinho e Ricardinho; Edilson e Luizão.

Como foi o jogo

Primeiro tempo

O Timão, mais cansado e com cuidados para proteger a sua linha defensiva, que jogava pela primeira vez junta, não se lançou ao ataque como costumava fazer. Com Vampeta e Rincón mais postados à frente da zaga, a equipe se dedicou a conter principalmente a liberdade de Edmundo.

O primeiro lance de perigo, no entanto, foi dos paulistas. Lançado na ponta direita, Edilson levantou para Luizão, que matou no peito tirando de Odvan, mas um toque a mais para ajeitar foi o bastante para que Paulo Miranda travasse o chute.

A resposta dos vascaínos veio com Felipe, driblando três corintianos e rolando na entrada da área para Edmundo. Dessa vez, porém, Adilson apareceu bem para travar e desviar o chute, salvando o Corinthians.

Até o intervalo, o lance de maior perigo foi para os corinthianos, em uma rara combinação entre Ricardinho e Marcelinho naquela noite. O canhoto achou o destro dentro da área vascaína e Marcelinho bateu cruzado, exigindo boa intervenção de Helton.

Segundo tempo

O Timão teve uma grande chance logo aos cinco minutos, quando Edilson recebeu, invadiu a área pela direita e bateu cruzado, raspando a trave do adversário. No lance seguinte, porém, quase se viu em apuros.

Felipe, mais uma vez, avançou com a bola e tentou o toque por cima da zaga. Adilson afastou mal e Gilberto, de primeira, bateu forte. Dida ficou parado e foi só mais um torcedor a ver a bola sair à direita do gol.

O Corinthians foi se soltando com o passar do tempo, liberando Rincón para chegar mais ao ataque após a entrada de Edu na vaga de Ricardinho, e teve boas chances de sair vitorioso. Os escanteios de Marcelinho e um chute de fora da área do colombiano, porém, erraram o alvo por poucos centímetros.

Prorrogação

Como de costume nos torneios organizados pela Fifa, um tempo-extra de 30 minutos foi dado às equipes para tirar os zeros do placar. O Timão, já com Gilmar Fubá na vaga de Vampeta, ameaçou em outro chute de fora da área de Edilson, dessa vez por cima do gol. O Vasco, por sua vez, se lançou todo ao ataque.

O técnico Antonio Lopes colocou Viola e Donizete na equipe, sacando os meias Juninho Pernambucano e Ramon. Em bom lance de Romário, o ex-corinthiano Viola quase marcou o gol do título, mas chegou atrasado em chute cruzado de Donizete.

Uma falta bem batida por Alex Oliveira e defendia com maestria por Dida foi o último ato do duelo com bola rolando, levando a decisão para a disputa de pênaltis.

Pênaltis

A disputa de penalidades foi aberta por Rincón, que cobrou no canto direito e viu a bola tocar a trave antes de entrar. Romário abriu para o Vasco batendo rasteiro, sem força, mas a bola passou embaixo de Dida. Fernando Baiano, pelo Corinthians, e Alex Oliveira, pelo Vasco, ambos deslocando os goleiros com categoria, subiram os números para 2 a 2.

Luizão fez 3 a 2 para o Timão e viu Dida acertar o canto da batida de Gilberto, praticando uma defesa já habitual para quem acompanhava o clube na época. Edu, com sua já tradicional curta distância, chutou forte rasteiro para fazer 4 a 2, deixando o clube do Parque São Jorge a um acerto/erro do rival do título.

Viola, com classe, manteve o Vasco vivo. Marcelinho, então, tinha a chance de assegurar a conquista, mas a batida à meia-altura facilitou o serviço de Helton. Para a sorte do camisa 7, porém, Edmundo, escolhido para fechar a série vascaína, chutou à direita do gol de Dida, assegurando o título corinthiano.

Falando em Mundial...

Veja mais em: Títulos do Corinthians, Ex-jogadores do Corinthians, Mundial de Clubes, Jogos Históricos, História do Corinthians e Especiais do Meu Timão.

Veja Mais:

  • Ruan Oliveira é um dos titulares do Timãozinho na partida

    Corinthians confirma escalação com uma alteração para semifinal da Copinha

    ver detalhes
  • Volante Ralf vai procurar um novo clube para si a partir da rescisão com o Corinthians

    Ralf não abre mão de salários, mas aceita condição e fica perto de rescisão com o Corinthians

    ver detalhes
  • Corinthians enfrenta o Internacional pela semifinal da Copinha

    Disputa do Corinthians por vaga na final da Copinha será exibida apenas na TV fechada; saiba mais

    ver detalhes
  • Corinthians fez primeiro treinamento no Brasil após disputa da Florida Cup

    Primeiro treino do Corinthians após Flórida tem mudança no meio de campo; veja provável time

    ver detalhes
  • Goleiro falou com a imprensa na manhã desta terça-feira

    Cássio vê Corinthians como o time a ser batido no Paulista: 'Como o Flamengo no Brasileiro'

    ver detalhes
  • Guilherme Romão foi campeão da Copinha pelo Corinthians em 2017

    Corinthians veta a participação de lateral emprestado ao Botafogo-SP na estreia do Paulistão

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: