Dupla campeã ressalta importância da Fiel e de Dida para o título mundial do Corinthians em 2000

1.3 mil visualizações 24 comentários

Por Meu Timão

Título alvinegro completa 20 anos nesta terça-feira

Título alvinegro completa 20 anos nesta terça-feira

Divulgação/Corinthians

Esta terça-feira, dia 14 de janeiro, não é comum para os torcedores do Corinthians. Isso porque o primeiro título mundial do clube, conquistado em 2000, completa exatos 20 anos. Partes daquela conquista, o treinador Oswaldo Oliveira e o ex-meia Ricardinho seguem comemorando a data.

"É um dia que eu comemoro há vinte anos e vou continuar comemorando até que se passe o restante da minha vida", disse Oswaldo, em participação no SporTV.

"Esse é um período muito importante e marcante. Oswaldo sabe bem, meu filho mais velho nasceu no dia 11 de janeiro. Ele nasceu depois da semifinal, naquela madrugada. Foi até o jogo que acabei me machucando e eu não consegui ir para Curitiba ver o nascimento dele. Então é muito especial. Meu filho completou 20 anos e hoje mais uma comemoração, não só pela conquista, mas por aquele grupo de jogadores. Várias conquistas, uma mudança de característica de jogo, com posse de bola, criatividade, enfim", completou Ricardinho.

Leia também:
#Mundial20anos: Como jornais do Brasil e do mundo repercutiram o título do Corinthians em 2000
#Mundial20anos: Vampeta explica 'frieza' de Dida em lance histórico e se orgulha ao falar da Fiel
#Mundial20anos: Números e curiosidades que você pode não saber sobre o título do Corinthians

E para os dois protagonistas daquele título, a comemoração pode acontecer por um fator principal: a Fiel. Como contado por Oswaldo ao Meu Timão, o grito de "Todo Poderoso Timão" empurrou o elenco que já vinha desgastado de 83 jogos na temporada.

Segundo Ricardinho, no entanto, outro elemento da conquista tem de ser ressaltado: Dida. E não só por suas defesas essenciais nas cobranças de pênalti.

"Tínhamos um time desgastado e lesionado, com vários problemas. Mas o foco da conquista faz com que você se supere. Eu acho que foi isso que aconteceu, aliado a torcida do Corinthians. Aqueles 25 mil corinthianos que foram ao Maracanã naquela decisão, não tenha dúvida que eles fizeram a diferença. Cantaram o tempo todo. Não deixaram o time se entregar", relembra.

"E aí entra a participação do Dida, que a gente sabe que sempre foi tranquilo, mas que na volta para o segundo tempo chamou a gente e falou assim "eu sei que o time está cansado, que temos problemas e está difícil. Mas se a gente conseguir levar para os pênaltis, nós vamos ganhar porque eu vou pegar". Dificilmente ele fazia isso", relembra.

O Corinthians, vale destacar, ergueu o troféu após bater o Vasco nos pênaltis - o jogo ficou 0 a 0 no tempo regulamentar. Antes disso, o Timão tinha avançado na fase de grupos com sete pontos (com direito a empate contra o Real Madrid).

Veja mais em: Mundial de Clubes, Jogos Históricos, História do Corinthians e Ídolos do Corinthians.

Veja Mais:

  • Vagner Mancini encerrou  neste domingo a preparação para duelo contra o Red Bull Bragantino

    Corinthians encerra preparação para enfrentar o Red Bull Bragantino; veja provável escalação

    ver detalhes
  • Presidente do Corinthians lamentou tragédia que aconteceu na manhã deste domingo

    Presidente do Corinthians se solidariza após acidente aéreo que vitimou jogadores do Palmas

    ver detalhes
  • Corinthians e Red Bull Bragantino se enfrentam nessa segunda-feira

    Corinthians tem favoritismo contra o Bragantino nas casas de apostas

    ver detalhes
  • Duilio Monteiro Alves assumiu a presidência do Corinthians no último dia 4 de janeiro

    Corinthians deverá desembolsar R$300 mil por mês após veto de suspensão de pagamentos do Profut

    ver detalhes
  • [Vitor Chicarolli] Vitinho, do Flamengo, pode solucionar problemas do Corinthians em 2021

    ver detalhes
  • [Luis Fabiani] Mateus virou vital: a herança milionária que Mancini pode deixar no Corinthians

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: