Análise: Corinthians mostra acertos táticos, mas pena com erros técnicos contra o Atlético Nacional

20 mil visualizações 218 comentários Comunicar erro

Corinthians jogou no campo de ataque durante quase todo o primeiro tempo

Corinthians jogou no campo de ataque durante quase todo o primeiro tempo

Rafael Ribeiro/Divulgação

O Corinthians teve boa atuação, dominou o rival no primeiro tempo e, mesmo diminuindo o ritmo, chegou mais perto do gol na etapa final. Com uma proposta de sufocar o rival, porém, faltou apenas demonstrar que sabe matar os jogos na derrota por 2 a 1 para o Atlético Nacional-COL, neste sábado. A impressão deixada, porém, foi boa.

O Timão foi a campo com a mesma formação que começou o duelo frente ao New York City e conseguiu impor um ritmo ainda melhor do que o apresentado frente aos americanos. Apostando no perde-pressiona, a equipe praticamente não saiu do campo de ataque na primeira meia hora de jogo, sempre rondando a área adversária.

Cantillo e Camacho, dupla que comanda esse estilo de marcação, tiveram boa jornada, acertando os passes e cortando as tentativas de contra-ataque adversário. Foi dos pés do colombiano, aliás, que começou a jogada do gol de Ramiro. Passe em profundidade para Janderson, toque para Piton e cruzamento na medida para o meio-campista marcar.

O colombiano Cantillo foi um dos destaques do primeiro tempo

O colombiano Cantillo foi um dos destaques do primeiro tempo

Reprodução

As passagens constantes dos laterais, aliás, também deram o tom da etapa inicial. Gil, Camacho e Pedro Henrique formavam a última linha às vezes até à frente do meio-campo, dando espaço para Piton e Fagner serem sempre opções. Amplitude e rapidez para o Timão, que acumulou chances na etapa inicial.

Janderson, cara a cara, Boselli, no travessão, e Cantillo, de fora da área, foram os lances mais emblemáticos. Somou-se a isso um pênalti bem marcado sobre Fagner, porém desperdiçado pelo centroavante argentino. Sem aproveitar seus lances, o clube paulista acabou punido pelos colombianos.

Pênalti desperdiçado por Boselli poderia ter dado mais tranquilidade ao Corinthians

Pênalti desperdiçado por Boselli poderia ter dado mais tranquilidade ao Corinthians

Reprodução

Em uma rara escapada pelo meio do Nacional, passando pela pressão corinthiana, Quiñones cruzou para Torres cabecear no canto de Cássio. Em que pese o mérito do centroavante colombiano, com boa impulsão e cabeceio preciso, Gil e Piton não poderiam deixá-lo livre de marcação.

O segundo tempo reservou o Atlético mais consistente no meio-campo e um Corinthians, mesmo com poucas mudanças, menos intenso na sua marcação. Os alvinegros ainda tiveram uma chance clara criada em roubada de Ramiro, com Vagner Love perdendo sem goleiro, mas não conseguiram mais dominar as ações.

Tiago Nunes passou a trocar de três em três os seus atletas, buscando dar mais fôlego aos seus atletas. O Nacional quase chegou em duas oportunidades até que Nunes mandasse a campo Gabriel, Richard e Vital. Com um novo meio, o Timão voltou a ser mais presente no ataque e, novamente, perdeu uma sucessão de gols.

Sem aproveitar os bons lances de Sidcley, Love e Madson, os paulistas viram uma escapada em velocidade dos colombianos não ser afastada e a bola terminar nos pés de Gómez, finalizando para o gol sem goleiro. Um castigo para os alvinegros, donos de boa atuação, mas pouco precisos na finalização.

Veja mais em: Florida Cup.

Veja Mais:

  • Malcom se mostra otimista por sequência do Corinthians em 2020

    Ao Meu Timão, Malcom detalha pandemia na Rússia e diz ser questão de tempo para Corinthians engrenar

    ver detalhes
  • Araos é um dos pedidos de contratação de Sampaoli, do Atlético-MG

    Meia corinthiano entra na mira do Atlético-MG a pedido de Sampaoli, diz portal

    ver detalhes
  • Os gols mais emocionantes da Arena Corinthians na visão de quem estava lá

    VÍDEO: Os gols mais emocionantes da Arena Corinthians na visão de quem estava lá

    ver detalhes
  • [Rafael Castilho] Como você faz falta, Corinthians!

    ver detalhes
  • Corinthians define logo que será utilizado na celebração dos 110 anos do clube

    Corinthians define logo que será utilizado na celebração dos 110 anos do clube

    ver detalhes
  • Cria do Corinthians, Caíque França segue emprestado ao Oeste

    Caíque França comenta preparação durante quarentena e destaca importância de empréstimo ao Oeste

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: