Portuguesa x Corinthians

Pelo Campeonato Paulista, o Corinthians vai empatando contra a Portuguesa

Acompanhe ao vivo

Último remanescente do Mundial, Cássio comenta saídas de ex-companheiros no Corinthians

1.6 mil visualizações 16 comentários Comunicar erro

Por Rodrigo Vessoni e Tomás Rosolino, no CT Joaquim Grava

O goleiro Cássio, pela primeira vez desde o Mundial de Clubes de 2012, é o único atleta do elenco remanescente daquela conquista. Depois de anos acompanhado de ao menos um dos heróis daquele título, o arqueiro comentou sobre as saídas de referências como Ralf e Jadson, estabelecendo a si como grande figura do grupo de atletas.

"Confesso que não me preocupo com isso, tem situações que tem que fazer o melhor sem pensar em outras coisas, saiu esse, aquele... aconteceram coisas na minha vida que nem eu esperava, nem nos meus melhores sonhos eu imaginaria. É pensar no presente, fazer o melhor hoje e ver o que acontece amanhã", comentou o camisa 12.

A saída que culminou na "solidão" de Cássio como remanescente do Mundial foi a de Ralf, que está próximo de assinar sua rescisão com o clube por não fazer parte dos planos do técnico Tiago Nunes. Para o arqueiro, quem joga no Corinthians precisa se acostumar a essas mudanças anuais.

Leia também:
Ralf não abre mão de salários, mas aceita condição e fica perto de rescisão com o Corinthians
Cássio vê Corinthians como o time a ser batido no Paulista: 'Como o Flamengo no Brasileiro'
Corinthians perde Victor Cantillo para estreia no Paulistão

"De 2015 para 2016 saíram 15 para 16 jogadores. Aquela época mudou bastante jogador. Acho que está próximo disso (este ano). A grande maioria saiu, mudou bastante. O Gil foi para a Florida Cup e de lá mesmo foi vendido. Mas foi aquele ano, nos outros, não", avaliou, elogiando a atuação da diretoria no mercado.

"O mais importante é que o Corinthians tentou contratar, foi atrás de jogadores, trabalharam bem, fundamental começar a temporada com jogadores e um corpo técnico, Tiago já chegou no ano passado. A grande base está aqui. O Corinthians é um clube em que é preciso ter envolvimento de todos, uma harmonia muito legal, a perspectiva para o ano é muito boa", continuou, dividindo a liderança com os companheiros.

"Peguei anos em que saíram 15, 16 jogadores. O Corinthians é um time que, pela visibilidade do clube, muda jogadores. Não fazemos diferença do mais novo ou mais velho. Todos se sentem líderes e se ajudam. Maior tempo de clube talvez seja eu, mas todos têm voz ativa e dividem essa responsabilidade no Corinthians", concluiu Cássio.

Veja mais em: Cássio, Campeonato Paulista, Mundial de Clubes, Ralf e Jadson.

Veja Mais:

  • De Chicão a Felipe: como um elenko do Corinthians virou balcão de negócios

    [Lucas Faraldo] De Chicão a Felipe: como um elenko do Corinthians virou balcão de negócios

    ver detalhes
  • Proposta do Palmeiras e 'não' do Corinthians em 2015: Chicão abre o jogo ao Meu Timão

    VÍDEO: Proposta do Palmeiras e 'não' do Corinthians em 2015: Chicão abre o jogo ao Meu Timão

    ver detalhes
  • MP-SP triplica valor cobrado do Corinthians por acordo não cumprido após oito anos

    Em nota oficial, Corinthians cita excesso de burocracia e contesta valores cobrados por MP-SP

    ver detalhes
  • Mais um quiz da Arena Corinthians para testar o conhecimento dos torcedores

    Jogos, números, dados... Esse quiz vai mostrar se você conhece bem a Arena Corinthians!

    ver detalhes
  • Terreno onde foi construída a Arena Corinthians, de quase 200 mil metros quadrados, foi concedido ao clube pela Prefeitura em 1988; concessão é válida por 90 anos, mas MP-SP ainda cobra contrapartidas

    Arena Corinthians: MP-SP triplica valor cobrado do clube por acordo não cumprido após oito anos

    ver detalhes
  • Boselli agradeceu importante apoio da torcida do Corinthians

    Boselli destaca adaptação da família ao Brasil e agradece torcida do Corinthians: 'Muito importante'

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: