Lulinha relembra surgimento no Corinthians, comenta sobre Tiago Nunes e fala de amor ao clube

2.6 mil visualizações 28 comentários

Por Meu Timão

Lulinha surgiu na mesma época de Dentinho no Corinthians

Lulinha surgiu na mesma época de Dentinho no Corinthians

Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

O meia-atacante Lulinha foi o responsável pela talvez maior expectativa da torcida do Corinthians neste século quando surgiu no futebol profissional, em 2007. Nem de longe um nome que fez jus à repercussão que teve seu início no Timão, o jogador lembrou em entrevista seu amor pelo clube do Parque São Jorge, que ele acompanha até hoje.

Aos 29 anos e prestes a assinar contrato com o Jubilo Iwata, o atleta recordou do seu começo pelo Corinthians, depois de ser um grande fenômeno das categorias de base, e disse ao Lance! não se arrepender de ter recusado grandes clubes da Europa que gostavam do seu futebol.

"Na época não houve propostas oficiais, mas realmente existiram sondagens desses grandes clubes. De criança eu sempre tive um sonho de jogar no profissional do Corinthians. Entrei lá com oito anos de idade. Quando eu fiz meu primeiro jogo, com 16 anos, foi inesquecível para mim. Vai ficar pra sempre na minha memória", comentou Lulinha, lembrando das dificuldades no ano do rebaixamento.

Leia também:
Corinthians trocou quase metade dos seus passes contra o Mirassol na linha de defesa
Técnico do Sub-20 do Corinthians, Coelho inicia intercâmbio no exterior: 'Experiência importante'
Tiago Nunes fala sobre desgaste, não descarta mudança no Corinthians e pede tempo por entrosamento

"Naquele ano (2007), foi um ano bem ruim para o Corinthians em todas as partes. A nossa equipe não era muito qualificada. A nossa peça mais importante acabou saindo pro Shakhtar, que era o Willian. As pessoas nos cobraram muito, mas eu estive em poucos jogos, porque teve Pan-Americano, Mundial e Sul-Americana pela Seleção e eu estava lá. Voltava e jogava dois, três jogos e voltava pra Seleção. A torcida sempre me deu confiança, mesmo depois do rebaixamento", avaliou Lulinha.

O armador, aliás, se mantém próximo do Timão quando pode. Na expectativa por um futebol mais ofensivo do que o último período de Fábio Carille na equipe, ele teceu elogios às ideias de Tiago Nunes.

"Vejo até mesmo o Corinthians com o treinador novo (Tiago Nunes), que já está colocando isso, posse de bola, sair jogando lá de trás, que é o que o futebol pede hoje em dia. Não é só ganhar partidas, mas também mostrar um jogo bonito, que os torcedores se agradem. Os torcedores acabam abraçando a causa", contou, defendendo seu potencial como profissional.

"A cobrança é muito difícil. Você é um menino novo cheio de sonhos e expectativas. Jogar num dos maiores clubes do Brasil e já ter essa cobrança, esse peso, é muito difícil. Tem que ter uma cabeça muito boa para passar por essa situação e passar bem. No ano seguinte (2008) eu joguei quase todos os jogos da Série B e consegui dar a volta por cima conquistando o título e colocando o Corinthians no lugar que ele nunca deveria ter saído. Mas, olhando hoje, acho que foi bom pro Corinthians esse rebaixamento, para conseguir se reestruturar e se reerguer, para poder conquistar todos esses títulos que conseguiram nos últimos anos", concluiu Lulinha.

Veja mais em: Ex-jogadores do Corinthians.

Veja Mais:

  • Parceria entre Corinthians e IBM foi anunciada no final de 2018

    Corinthians e IBM entram em rota de colisão e site do Fiel Torcedor sai do ar

    ver detalhes
  • Corinthians conheceu detalhes de próximo compromisso pelo Paulistão

    Corinthians conhece horário de duelo decisivo contra a Inter de Limeira; jogo vai para a TV aberta

    ver detalhes
  • Mandaca foi um dos destaques de Corinthians x Novorizontino

    Mandaca em destaque e discurso de Flávio de Oliveira: veja os bastidores da vitória do Corinthians

    ver detalhes
  • Bruna e Rafael se conheceram no Parque São Jorge, quando o goleiro fez parte das categorias de base durante os anos de 2010 e 2011

    Rival do Corinthians, goleiro da Inter de Limeira é casado com funcionária da Neo Química Arena

    ver detalhes
  • Matheus Alexandre, lateral-direito, de 22 anos, e Thiaguinho, volante, de 24 anos; dupla tem contrato com o Corinthians e não poderá atuar nesta terça=feira

    Corinthians veta participação de dupla da Inter de Limeira; rival tem quatro ex-atletas do clube

    ver detalhes
  • Timão terá sequência dura de jogos pela frente

    Corinthians pode ter até três duelos decisivos na semana; veja programação completa

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x