Comentarista vê 'felicidade' de Cássio em títulos no Corinthians: 'Outro grande goleiro ganharia'

8.4 mil visualizações 72 comentários Comunicar erro

Por Meu Timão

No dia em que teve a sua biografia lançada oficialmente, o goleiro Cássio foi tema de discussão em diversos programas sobre futebol na TV brasileira. Em um deles, o comentarista Mauro Cezar Pereira, da ESPN Brasil, apontou o que chamou de "felicidade" do arqueiro por atuar no Corinthians em uma fase tão vencedora do clube.

"O Cássio é um ótimo goleiro que teve a felicidade de fazer parte de um período da história do clube no qual os títulos sonhados foram alcançados. Um outro grande goleiro da história do Corinthians – se o Gylmar (dos Santos Neves) fosse o goleiro hoje -, acho que também ganharia esses títulos pelo Corinthians", disse ele, em participação no Linha de Passe.

"Não é tirar o mérito do Cássio, pelo contrário. Mas acho que outro grande goleiro, outro goleiro bom também ganharia os mesmos títulos", continuou Mauro sobre a performance do jogador com a camisa corinthiana. O título do livro, escrito por Celso Unzelte, coloca o jogador como "maior goleiro da história do Corinthians".

Leia também:
Gil discute com torcedor do Corinthians em saída de evento; veja vídeo e entenda a confusão
Lançamento do livro sobre Cássio tem fila desde a manhã e presença de figuras do Corinthians
Cássio celebra lançamento de livro sobre trajetória no Corinthians: 'Não caiu a ficha'

Cássio, que chegou ao clube em 2012, foi tetracampeão paulista (2013, 2017, 2018 e 2019), bicampeão brasileiro (2015 e 2017), campeão da Recopa Sul-Americana (2013), da Libertadores da América (2012) e do Mundial de Clubes (2012).

Presente no elenco que disputou a Copa do Mundo pela Seleção Brasileira, em 2018, ele foi eleito o melhor goleiro da Libertadores de 2012, o melhor jogador do Mundial de Clubes de 2012, o melhor goleiro do Brasileiro de 2015 (Prêmio CBF) e do Campeonato Paulista de 2019.

Nos Estaduais recentes, apareceu como decisivo em várias ocasiões, com destaque para a final de 2018, defendendo dois pênaltis de jogadores do Palmeiras no título conquistado no Allianz Parque. Na Libertadores, assumiu uma posição sob pressão após falhas de Júlio César, fazendo a defesa mais famosa da sua carreira em lance com Diego Souza, do Vasco.

Presentes na mesa, Leonardo Bertozzi, William Tavares e Vitor Birner concordaram que o arqueiro não é o maior jogador da história do clube. Gian Oddi, por sua vez, defendeu que o camisa 12 já tem esse status como atleta corinthiano.

Veja mais em: Cássio e História do Corinthians.

Veja Mais:

  • Zagueiro Pedro Henrique durante partida contra o Água Santa

    Pedro Henrique destaca bom momento individual e vê 'pressão exagerada' no Corinthians

    ver detalhes
  • Corinthians anuncia promoção para sócios do Fiel Torcedor

    Corinthians anuncia promoção para Fiel Torcedor durante pandemia de Covid-19

    ver detalhes
  • Boselli vê Janderson com um futuro promissor no Corinthians

    Boselli comenta relação com garotos e revela conselho para Janderson evoluir no Corinthians

    ver detalhes
  • Ezabella se reúne com Mario Gobbi para viabilizar candidatura forte de oposição no Corinthians

    [Marco Bello] Ezabella se reúne com Mario Gobbi para viabilizar candidatura forte de oposição no Corinthians

    ver detalhes
  • Zagueiro Ronald anotou dois gols na Copinha de 2020

    Ronald deixa em aberto futuro no Corinthians, mas não descarta empréstimo para 'ganhar rodagem'

    ver detalhes
  • Jogador argentino fez sucesso com a camisa do Benfica

    Atacante argentino foi oferecido ao Corinthians no fim de 2019, mas Tiago Nunes negou contratação

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: