Vagner Love comenta casos de racismo e sugere punição aos clubes para diminuir o problema

1.1 mil visualizações 27 comentários Comunicar erro

Por Andrew Sousa e Tomás Rosolino, no CT Joaquim Grava

Love falou sobre tema importante durante entrevista desta quarta-feira

Love falou sobre tema importante durante entrevista desta quarta-feira

Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Constantemente, o mundo do futebol sofre de forma direta com um problema que afeta toda a sociedade: o racismo. Nesta semana, o francês Moussa Marega, do Porto, optou por deixar o gramado durante por conta dos insultos que ouviu da torcida do Vitória de Guimarães. Questionado sobre o tema, Vagner Love, do Corinthians, falou sobre a situação, indo além das quatro linhas.

"Já era pra ter acabado isso no futebol, no mundo, é uma coisa chata para caramba. Nunca me estressei, me aborreci, nem procurei levar isso para frente. Eu acho que, se a gente acabar levando isso para frente, a gente dá mais margem. É no mercado, no shopping. Só passa para o mundo porque foi no futebol, mas tem muitos casos que acontecem diariamente a gente não sabe. A pessoa que for vítima tem que ficar tranquila porque ela sabe da índole dela, do carinho e o respeito que a família tem. Procuro sempre respeitar o próximo. Gosto de dar amor, carinho para receber em troca. É uma coisa que, para mim, dificilmente vai acabar. A vítima tem que tentar se manter tranquilo e saber que ela é muito importante para as pessoas próximas a ela", lamentou, em coletiva concedida nesta quarta-feira.

Leia também:
Corinthians tem treino de duas horas e testes táticos de Tiago Nunes no CT Joaquim Grava
Love diz que manda até 'e-mail em chinês' para segurar Paulinho no Corinthians

Mesmo sem ver a uma solução para a problemática, Vagner Love deu uma sugestão para diminuir o número de casos de injúria racial nos estádios. Para ele, o caminho pode ser punir os clubes, mudando, aos poucos, o comportamento da torcida.

"Não sei se traria solução, mas a punição para aquele torcedor do clube... se você punir o clube, a direção, os outros torcedores, vão falar: "Esse cara tem que estar fora". Se der uma punição, tirar pontos, cair pra segunda divisão, os caras vão tirar esse cara do clube, não entra mais no estádio. Os próprios torcedores vão recriminar quem está cometendo esse ato", sugeriu.

No ano passado, vale destacar, o Corinthians lançou um vídeo forte no Dia da Consciência Negra. A filmagem contou com a participação de nomes como Zoom Fuller e Júnior Urso, que chegou a chorar durante as gravações.

Veja mais em: Vagner Love.

Veja Mais:

  • Zagueiro Pedro Henrique durante partida contra o Água Santa

    Pedro Henrique destaca bom momento individual e vê 'pressão exagerada' no Corinthians

    ver detalhes
  • Corinthians anuncia promoção para sócios do Fiel Torcedor

    Corinthians anuncia promoção para Fiel Torcedor durante pandemia de Covid-19

    ver detalhes
  • Boselli vê Janderson com um futuro promissor no Corinthians

    Boselli comenta relação com garotos e revela conselho para Janderson evoluir no Corinthians

    ver detalhes
  • Ezabella se reúne com Mario Gobbi para viabilizar candidatura forte de oposição no Corinthians

    [Marco Bello] Ezabella se reúne com Mario Gobbi para viabilizar candidatura forte de oposição no Corinthians

    ver detalhes
  • Zagueiro Ronald anotou dois gols na Copinha de 2020

    Ronald deixa em aberto futuro no Corinthians, mas não descarta empréstimo para 'ganhar rodagem'

    ver detalhes
  • Jogador argentino fez sucesso com a camisa do Benfica

    Atacante argentino foi oferecido ao Corinthians no fim de 2019, mas Tiago Nunes negou contratação

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: