Gil analisa nova filosofia do Corinthians, lamenta queda na Liberta e valoriza evolução defensiva

1.5 mil visualizações 24 comentários

Por Meu Timão

Gil deu um panorama geral sobre o início de temporada do Corinthians

Gil deu um panorama geral sobre o início de temporada do Corinthians

Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

O assunto principal do início de temporada no Corinthians é a mudança de filosofia. Após anos de futebol reativo, o clube passa por reformulação e propõe mais o jogo sob o comando de Tiago Nunes. Parte importante dessas transformações, Gil comentou o processo, que exige muito mais sua participação durante as partidas.

"Realmente existe uma mudança e toda mudança leva algum tempo para a gente se acostumar. Temos trabalhado muito no dia a dia para evoluir e isso tem sido mostrado dentro de campo. Hoje a gente propõe mais o jogo, então acabamos ficando mais com a bola e participamos mais da partida. Todos precisam participar muito, mas ao mesmo tempo também precisamos estarmos atentos no momento de defender, que é a nossa principal responsabilidade", afirmou, ao Lance!.

Leia também: Queda na Liberta não afeta orçamento do Corinthians, que busca ajustes para evitar déficit em 2020

Embora venha mostrando alguns pontos positivos no meio dessa transição, o Corinthians já sofreu o primeiro baque: caiu de forma precoce na Pré-Libertadores, contra o Guaraní. Para Gil, isso pode servir de aprendizado para a sequência da temporada.

"Claro que a gente não queria e lutamos muito para buscar essa vaga, mas não podemos ficar pensando nisso mais. Era um objetivo muito grande da temporada, mas infelizmente não foi possível. Tem que servir de lição e de aprendizado para não cometermos outros erros. Pressão não vejo, mas com certeza vamos ter que provar a cada jogo que temos condições de ir longe nas competições e vamos trabalhar muito para isso", lamentou.

Leia também: Ralf desabafa em primeira entrevista após saída do Corinthians: 'Tratado como qualquer um'

Apesar do adeus ao torneio continental, Gil faz questão de valorizar a evolução defensiva dos últimos jogos. A equipe alvinegra não sofreu gol em dois clássicos estaduais.

"É um início de trabalho e também início de uma mudança de filosofia. Conseguimos, por exemplo, não sofrer gols em clássicos importantes contra Santos e São Paulo, o que é relevante. Temos que seguir trabalhando para buscar o melhor equilíbrio. Não dá pra dizer que fica mais exposto, até porque a gente acaba propondo mais a partida e, na maioria das vezes, tem mais posse. É questão mais de ajustes e também de entrosamento com os novos jogadores que chegaram", concluiu.

Veja mais em: Gil, Tiago Nunes e Libertadores da América.

Veja Mais:

  • Gabriel marcou o gol de empate do Corinthians diante do Palmeiras

    Corinthians melhora no segundo tempo e empata com o Palmeiras pelo Brasileirão

    ver detalhes
  • Mosquito no Dérbi entre Corinthians e Palmeiras, no Allianz Parque, pelo Brasileirão

    Mosquito se destaca e é o melhor do Corinthians em empate no Dérbi; reserva é o pior

    ver detalhes
  • Sylvinho comandou seu primeiro Dérbi, no Allianz Parque, pelo Brasileirão

    Fiel destaca melhora do Corinthians com Sylvinho e exalta volantes; veja repercussão após empate

    ver detalhes
  • Volante Camacho negocia sua ida ao Santos; atleta está fora da partida contra o Palmeiras

    Camacho é liberado de clássico contra o Palmeiras; jogador negocia ida ao Santos

    ver detalhes
  • Sylvinho fez sua estreia em clássicos como técnico do Corinthians em Dérbi deste sábado

    Sylvinho elogia postura do Corinthians após gol sofrido e valoriza atletas: 'Vejo muito que querem'

    ver detalhes
  • Tite é um dos ídolos da história do Corinthians e comanda a Seleção neste domingo

    [Publi] Com quatro ex-Corinthians, Seleção estreia na Copa América como favorita em casas de apostas

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x