Corinthians tem grande reação após ficar 21 pontos atrás, mas perde para o São Paulo

7.7 mil visualizações 107 comentários Comunicar erro

Fischer jogou muito bem, mas o Corinthians não conseguiu a vitória

Fischer jogou muito bem, mas o Corinthians não conseguiu a vitória

Beto Miller/Ag. Corinthians

São Paulo 89 X 80 Corinthians

NBB 2019
29 de fevereiro de 2020, 12:50
São Paulo 89 x 80 Corinthians
Ginásio do Morumbi

O Corinthians mostrou a capacidade da sua equipe, do técnico Bruno Savignani, em mudar ajustes de jogo na tarde deste sábado, no ginásio do Morumbi, mas não o bastante para derrotar o São Paulo. Depois de ficar 21 pontos atrás, a equipe chegou a passar na frente na parcial decisiva, mas sucumbiu por 89 a 80.

O placar dilatado não reflete a fase final da partida. Faltando 30 segundos, Fischer e Nesbitt tiveram a chance de empatar o duelo dentro do garrafão adversário, mas erraram. Um grande rebote do são-paulino Georginho (23 pontos, 9 rebotes e 5 assistências), seguido de uma sequência de faltas técnica e antidesportivas, aumentaram a distância entre os times no marcador.

Apesar de não terem acertado o lance decisivo, Fischer (21 pontos, 4 rebotes e 6 assistências) e Nesbitt (24 pontos e 11 rebotes) foram os grandes nomes da reação alvinegra, chegando exaustos para o momento final do duelo.

Agenda - Agora com 11 vitórias e 12 derrotas na tabela de classificação, o clube do Parque São Jorge volta a atuar no dia 6 de março, a próxima sexta-feira, quando o Corinthians recebe o Pato, às 21h10 (de Brasília), pelo NBB, no Ginásio Wlamir Marques.

O time

Buscando encaixes de marcação, o técnico Bruno Savignani começou a partida com Ricardo Fischer, Zoom Fuller, Humberto, Douglas Santos e Nesbitt.

O jogo

Primeiro quarto: Corinthians 21 x 29 São Paulo

O jogo começou muito intenso por causa do São Paulo, procurando sempre acelerar as jogadas nas mãos do armador Georginho. Mais alto e mais forte que os armadores corinthianos, ele conseguiu rápidos oito pontos e motivou Savignani a encaixar o ala Humberto na sua marcação.

Com o principal jogador adversário mais controlado, o Timão chegou até a passar na frente restando dois minutos, em uma bola de 3 de Fischer, melhor alvinegro em quadra. Uma série de três bolas de 3 seguidas dos anfitriões, porém, fez com que a parcial fechasse em 29 a 21 para os são-paulinos.

Segundo quarto: Corinthians 31 x 49 São Paulo

O Timão voltou para a segunda parcial determinado a frear o ímpeto ofensivo do São Paulo, mas se esqueceu de produzir no ataque. Com muitos erros e falta de movimentação, destacando-se negativamente as entradas de Robinson e Johnson, o Timão fez apenas cinco pontos em quase oito minutos de quarto.

Alguns contra-ataques do São Paulo fizeram os donos da casa chegarem a 21 pontos de vantagem. Uma bola de 3 de Fuller, no estouro do cronômetro, diminuiu o prejuízo corinthiano, que foi ao intervalo com 49 a 31 no placar.

Terceiro quarto: Corinthians 59 x 61 São Paulo

O retorno para o segundo tempo foi dos sonhos para o Corinthians. A equipe rapidamente conseguiu fazer 10 a 2, colocando certa dúvida no confiante jogo que praticava o rival. Fischer e Nesbitt, apostando muito no bloqueio na entrada do garrafão, tornaram-se um tormento para a defesa adversária, sem resposta.

Com Fuller acertando cestas importantes quando foi acionado, o Timão então conseguiu buscar a desvantagem, irritando os são-paulinos, com direito a falta técnica para o banco adversário. O Timão, então, acabou indo para o último quarto apenas dois pontos atrás no placar.

Quarto quarto Corinthians 80 x 89 São Paulo

O Timão manteve o bom momento ofensivo, mas se desguardou na defesa na volta para o último quarto. O São Paulo rapidamente anotou dez pontos, com as bolas de três voltando a cair. Depois de um descanso dado a Nesbitt e Fischer, porém, a dupla voltou a abusar do trabalho de bloqueio e os visitantes reagiram.

Uma bola de três de Fuller chegou a deixar a diferença em um ponto. Depois, faltando 30 segundos, Fischer bateu para dentro e teve a bandeja para empatar. A bola bateu na tabela, Nesbitt ficou com o rebote e não conseguiu concluir, vendo a vitória ficar com o São Paulo.

Veja mais em: Basquete.

Quem Atuou

Jogadores

  • David Ahmad Nesbitt

    >Craque da partida

    Nesbitt

    nota média: 7.4

    19 votos

    Pontos: 24
    Rebotes: 11
    Assistências: 1
    Tempo em quadra: 39m37s

  • Kyle Alejandro Fuller

    Fuller

    nota média: 6.8

    19 votos

    Pontos: 17
    Rebotes: 5
    Assistências: 2
    Tempo em quadra: 37m55s

  • Ricardo Fischer

    Ricardo Fischer

    nota média: 6.7

    19 votos

    Pontos: 21
    Rebotes: 4
    Assistências: 6
    Tempo em quadra: 30m14s

  • Humberto Luis Gomes da Silva

    Humberto

    nota média: 5.0

    19 votos

    Pontos: 4
    Rebotes: 4
    Assistências: 1
    Tempo em quadra: 20m45s

  • Felipe André Vezaro

    Felipe Vezaro

    nota média: 5.3

    19 votos

    Pontos: 0
    Rebotes: 4
    Assistências: 3
    Tempo em quadra: 19m18s

  • Wesley de Castro Ferreira

    Wesley

    nota média: 5.0

    19 votos

    Pontos: 8
    Rebotes: 1
    Assistências: 1
    Tempo em quadra: 15m46s

  • Tracy Terrell Robinson

    Tracy Robinson

    nota média: 4.8

    19 votos

    Pontos: 2
    Rebotes: 4
    Assistências: 2
    Tempo em quadra: 13m49s

  • Arthur Pecos Fernandes da Silva

    Arthur Pecos

    nota média: 3.8

    18 votos

    Pontos: 0
    Rebotes: 2
    Assistências: 0
    Tempo em quadra: 11m51s

  • Douglas dos Santos Silva

    Douglas Santos

    nota média: 5.4

    19 votos

    Pontos: 4
    Rebotes: 3
    Assistências: 0
    Tempo em quadra: 7m18s

  • Anthony Laveal Johnson

    Anthony Johnson

    nota média: 4.4

    18 votos

    Pontos: 0
    Rebotes: 1
    Assistências: 0
    Tempo em quadra: 3m27s

Técnico

Comente a notícia: