'Demonstra desinteresse': presidente do Corinthians ainda não definiu um candidato à presidência

1.6 mil visualizações 23 comentários Comunicar erro

Por Meu Timão

Andrés Sanchez ainda não apoiou um candidato sequer neste período eleitoral

Andrés Sanchez ainda não apoiou um candidato sequer neste período eleitoral

Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

A atual temporada tem sido bastante movimentada nos bastidores do Parque São Jorge. Não bastasse a instabilidade dentro de campo e uma sequência de protestos por parte da torcida, o Corinthians vive um conturbado ano de eleições presidenciais. E uma diferença chama atenção em 2020.

Diferente do que costuma acontecer, o atual presidente Andrés Sanchez vem sendo pouco participativo neste período eleitoral. Apesar da paralisação das atividades da sede social em meio ao surto do novo coronavírus, o mandatário alvinegro ainda não apoiou um candidato sequer.

A demora para definir Duílio Monteiro Alves, diretor de futebol, ou até mesmo Paulo Garcia como candidato à presidência tem incomodado alguns conselheiros nas últimas semanas.

“O Andrés sempre age assim. Sempre que vai chegando algum momento de dificuldade ele demonstra um certo desinteresse, fala que quer ir embora, que não aguenta mais, mas não acredite. Ele vai lutar como puder para eleger o candidato dele. Só acredita nisso quem não conhece o Corinthians e não conhece o Andrés”, disse Antonio Roque Citadini, conselheiro vitalício, que apoia Augusto Melo e foi vice-presidente entre 2001 e 2004, em entrevista ao jornalista Flávio Ortega, da ESPN.

“Sim, ele está desanimado. Mostra que ele está desanimado politicamente, muito disso passa pela dependência política do apoio que precisa e vem recebendo do Paulo Garcia. A base atual de gestão do Andrés necessita do grupo do Garcia para aprovações internas. E o fato da situação financeira do clube já estar catastrófica antes mesmo do coronavírus faz Andrés perder boa parte das cartas na manga que tem”, detalhou Felipe Ezabella, membro da oposição e do Movimento Corinthians Grande, ex-vice de esportes terrestres e que apoia a possível candidatura de Gobbi.

Até este momento, cabe destacar, Paulo Garcia e Augusto Melo são os únicos candidatos confirmados. As eleições para decidir o presidente do Corinthians por mais três anos estão previstas para acontecer no mês de novembro.

Veja mais em: Andrés Sanchez e Diretoria do Corinthians.

Veja Mais:

  • Malcom chegou ao Zenit, da Rússia, em agosto de 2019

    Ex-Corinthians, Malcom relembra 'momento delicado' em 2019 e detalha adaptação ao Zenit, da Rússia

    ver detalhes
  • Presidente Andrés Sanchez é quem baterá o martelo em relação ao que será feito com os salários durante a paralisação

    Corinthians estuda medidas em relação a salários de atletas e funcionários; saiba as possibilidades

    ver detalhes
  • Candidato na última eleição, Felipe Ezabella pode apoiar Mário Gobbi neste ano

    Conselheiro projeta dívida de R$ 1 bilhão e admite que Gobbi pode ser candidato único da oposição

    ver detalhes
  • Mauro Boselli é um dos destaques do Corinthians neste início de temporada

    Boselli comenta possível redução de salário em meio ao surto do coronavírus: 'O mais justo possível'

    ver detalhes
  • Os desafios de Tiago Nunes no Corinthians

    [Mayara Munhoz] Os desafios de Tiago Nunes no Corinthians

    ver detalhes
  • Corinthians escolheu gol de Fábio Santos contra o Emelec

    Corinthians aceita novo desafio e posta golaços de ex-jogadores que estão no Atlético Mineiro; veja

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: