Corinthians tem R$ 23 milhões bloqueados pela Justiça por dívida da venda de Jucilei

11 mil visualizações 179 comentários

Presidente Andrés Sanchez tem pela frente bloqueio de R$ 23 milhões nas contas do Corinthians

Presidente Andrés Sanchez tem pela frente bloqueio de R$ 23 milhões nas contas do Corinthians

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

A Justiça autorizou o bloqueio de R$ 23.053.579,81 das cotas de televisão do Corinthians. O pedido, encaminhado à TV Globo e à CBF, foi feito pelo J. Malucelli, agremiação extinta do Paraná, por uma dívida contraída pelo clube do Parque São Jorge na venda do volante Jucilei, em 2011. O caso foi revelado pelo Meu Timão no último final de semana.

O Corinthians está ciente da situação e, neste momento, tenta fazer algum tipo de acordo com o escritório de advocacia curitibano para um parcelamento do débito. A intenção é mostrar que, com a queda abrupta das receitas por causa da pandemia, o clube não poderá abrir mão de uma quantia de dinheiro tão volumosa.

Em nota oficial ao Meu Timão, o clube informou que "em razão dos fatos extraordinários que estão afetando o orçamento do clube, novo acordo vem sendo negociado".

Caso dê aval para um novo parcelamento, o J. Malucelli estará dando também mais uma chance ao Corinthians, que não cumpriu os acordos firmados anteriormente. Esse é o motivo, aliás, para o débito chegar aos R$ 23 milhões (veja sequência abaixo).

Relembre o imbróglio jurídico, revelado pelo Meu Timão

Em maio de 2009, o Corinthians pagou R$ 2 milhões para adquirir Jucilei do J. Malucelli. O Timão, então, passou a ser dono de 50% dos direitos econômicos do jogador, deixando a outra metade com a equipe paranaense. Em 28 de fevereiro de 2011, o Corinthians o vendeu à Russia por 10 milhões de euros (na cotação da época, R$ 22.936.000,00).

A ação indenizatória por parte do J. Malucelli não se dá apenas pela falta de pagamento. O clube também alega má-fé por parte do Corinthians, além de uma série de descumprimentos de cláusulas contratuais.

O J. Malucelli diz ter direito a receber por 50% se a multa (R$ 40 milhões) fosse aplicada. O clube recebeu R$ 9.942.925,00 até hoje (explicação abaixo) e, por isso, pedia uma diferença de R$ 10.057.075,00.

O clube paranaense ainda cobra indenização pela demora do Corinthians em transferir os valores recebidos, além de um valor pendente. Segundo o processo, o Timão recebeu a totalidade do valor em duas parcelas. Na primeira, recebeu pouco mais de R$ 11 milhões e transferiu ao J. Malucelli R$ 5.042.925,00 com quarenta dias de atraso - o valor de R$ 711.075,00 ficou pendente. Na segunda, o Corinthians, além de ter pago em três parcelas - e novamente com atraso - , deixou pendente mais R$ 914.000,00. Na soma, então, o clube paranaense deixou de receber R$ 1.625.075,00. Com juros, o valor atualizado é de R$ 2.832.423,98.

O caso foi julgado e o Corinthians foi derrotado. Foi, então, firmado um acordo com os valores corrigidos: R$ 8.128.048,11 de indenização corrigida; R$ 3.982.743,57 de juros desde fevereiro de 2011; R$ 3.728,49 de custas; e R$ 1.816.618,75 de honorários. Com juros, o acordo ficou no total R$ 14.437.000,00, que seria pago em 13 parcelas.

O Corinthians, porém, mais uma vez não cumpriu com o combinado.

O J. Malucelli, então, entrou com uma intimação para receber o valor, inclusive pedindo a penhora e/ou o bloqueio de cotas da Globo e da Confederação Brasileira de Futebol. Importante ressaltar: o valor que era de pouco mais de R$ 14 milhões foi recalculado com juros, multas e somado aos custos advocatícios e, agora, é de R$ 23.053.579,81.

Veja mais em: Ex-jogadores do Corinthians, Andrés Sanchez, Diretoria do Corinthians e Processos do Corinthians.

Veja Mais:

  • Vital abraçou Mancini com o restante do grupo na goleada contra o Fluminense

    Mateus Vital exalta influência de Mancini em melhora individual e coletiva: 'Nos dá confiança'

    ver detalhes
  • Romero marcou 38 gols em 221 jogos pelo Corinthians; 27 tentos foram na Neo Química Arena, onde o jogador é artilheiro

    Presidente do Corinthians menciona 'ano de poucos investimentos' e descarta volta de Romero ao clube

    ver detalhes
  • Renê terminou sua passagem pelo Corinthians treinando separado

    Renê Júnior entra com ação contra o Corinthians por atrasos de pagamento e assédio moral; entenda

    ver detalhes
  • Eduardo Caggiano será o diretor administrativo de Duilio Monteiro Alves no triênio 2021-2023

    Duilio define mais dois membros da diretoria; anúncio oficial de todos escolhidos já tem data

    ver detalhes
  • Corinthians faz primeiro treino de olho no Palmeiras

    Corinthians se reapresenta ao CT com atletas do Sub-23 e inicia preparação para o Dérbi

    ver detalhes
  • Corinthians tenta a quinta vitória seguida e Ramiro volta a ficar à disposição

    VÍDEO: Corinthians tenta a quinta vitória seguida e Ramiro volta a ficar à disposição

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: