Jô admite que ainda está longe do ideal, fala em coração e projeta condições físicas para domingo

14 mil visualizações 81 comentários

Por Meu Timão

Jô concedeu entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira no CT Joaquim Grava

Jô concedeu entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira no CT Joaquim Grava

Rodrigo Coca/Ag. Corinthians

Críticas absorvidas e compreendidas, admissão de que ainda não está bem fisicamente, lembrança de que a vontade de dar certo é compensação e uma projeção para o duelo deste domingo, contra o Mirassol, pela semifinal do Paulistão.

Esse é o resumo da entrevista coletiva de Jô na tarde sexta-feira no tocante ao tema de sua condição de atleta. O centroavante entrou em campo diante do Red Bull Bragantino após 236 dias sem uma partida oficial - última havia sido em dezembro do ano passado, ainda pelo Nagoya Grampus, do Japão.

O camisa 77 foi questionado sobre as críticas que recebeu quanto à falta de mobilidade, apesar do gol marcado e de ter suportado os 90 minutos em campo. E demonstrou bastante tranquilidade quanto ao assunto.

"Eu recebo muito bem (as críticas), estou calejado nessa questão. Mas é natural, depois de sete meses, quarentena e de ter um mês e alguns dias de preparação. Eu não digo pesado ou acima do peso, porque tem profissionais aqui para me avaliar, se tivesse fora do padrão, nem teria feito a estreia. Agora, fora do ritmo, sim, é natural. Foi meu primeiro jogo. Estou longe do ideal, mas dei o melhor, fazer o que tinha que ter feito e, com a confiança de todos, fiz uma grande partida", lembrou.

Questionado pela reportagem do Meu Timão sobre como estará fisicamente no domingo, com apenas três dias de diferença de um jogo para outro, Jô lembrou que essa rotina não aconteceu no Japão nos dois anos que atuou por lá, já que o calendário daquele país apresenta apenas jogos aos finais de semana.

"É claro que a gente tem profissionais aqui no clube que fazem esse trabalho de recuperação e cada jogador responde de uma maneira. Eu não tinha uma sequência assim há muito tempo, no Japão é raro jogar de quarta e quinta e no domingo de novo. Mas agora, como eu falei, tem que ir do jeito que der, claro que sempre tendo condições. Em 2017, eu tinha recuperação rápida. Mas temos que ir com dedicação e coração, como tiver, para fazer uma grande partida", afirmou.

E mais: olha o que Jô já causa no Corinthians

Veja mais em: , Campeonato Paulista e CT Joaquim Grava.

Veja Mais:

  • Camisa do Corinthians pode ganhar o novo logo do BMG nos próximos dias

    Camisas do Corinthians devem ganhar novo logotipo do BMG; veja imagens

    ver detalhes
  • Mudanças no Corinthians para estreia no Brasileirão| Boselli saindo? Quem pode chegar | #RMT 10/8/20

    VÍDEO: Mudanças no Corinthians para estreia no Brasileirão| Boselli saindo? Quem pode chegar | #RMT 10/8/20

    ver detalhes
  • Jô é quem mais agrada a Fiel até aqui nesta temporada

    Veja o que a torcida pensa da temporada de cada jogador do Corinthians; zagueiro surpreende

    ver detalhes
  • Nathan é emprestado para clube espanhol por uma temporada

    Corinthians acerta empréstimo de atacante Nathan para clube espanhol

    ver detalhes
  • Cássio foi eleito apenas pela segunda vez entre os melhores do Paulista

    Corinthians tem três representantes, domina defesa e 'divide' seleção do Paulista

    ver detalhes
  • Primeiros meses de Tiago Nunes no Corinthians foram intensos

    Agora é Brasileirão! Como foi a temporada do Corinthians até antes da estreia no torneio nacional

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: