Perdeu o elenco? Sanchez assume responsabilidade por demissão de Tiago Nunes: 'Mudei de ideia'

9.2 mil visualizações 66 comentários

Por Andrew Sousa e Rodrigo Vessoni

Tiago Nunes foi demitido na última sexta-feira

Tiago Nunes foi demitido na última sexta-feira

Danilo Fernandes/ Meu Timão

Na última sexta-feira, o Corinthians confirmou a demissão de Tiago Nunes. O desligamento veio dias depois de Andrés Sanchez garanti-lo no cargo "enquanto tiver o grupo". Por conta da declaração, muito se falou sobre a possibilidade do agora ex-treinador ter perdido o grupo, mas o mandatário fez questão de descartar o rumor e assumir a responsabilidade pela decisão.

"Não (perdeu o grupo). Ele saiu porque os diretores me convenceram que era momento de mudar. Mudamos, não teve participação de jogador, de nada. Eu falei aquilo e mudei de opinião dois dias depois. O futebol é dinâmico, algumas pessoas te falam isso e aquilo, você faz um bem bolado e toma a decisão. Não gostaria, mas tivemos que tirar", disse, antes de listar os motivos que o fizeram repensar.

"Resultado, o time realmente não estava encaixando com ele. Por isso que foi decidido. Me convenceram, cheguei a conclusão que era a hora de mudar naquele momento", completou.

Além de chamar a responsabilidade para si, o presidente fez questão de reforçar que o elenco não teve qualquer influência na decisão de demitir Tiago Nunes. Sanchez ainda valorizou o profissionalismo do grupo e projetou reação na temporada ruim.

"É bom esclarecer. Houve matérias dizendo que me reuni com jogadores. Isso é mentira. Na sexta eu estava na CBF, nem estive com jogadores. Só encontrei com eles no sábado a noite já no Rio de Janeiro. A intenção não era tirar o Tiago, mas conversando com os diretores, decidimos trocar. Mudei de opinião. Infelizmente o futebol é dinâmico. Jogador não tem responsabilidade alguma em trazer ou tirar treinador. Jogadores totalmente isentos. Nunca houve participação. Foi uma decisão minha com a diretoria", reforçou.

"Desde que participo do Corinthians, jogador nunca interferiu para trazer ou tirar treinador. O Tite já foi campeão aqui e em 2013 saiu xingado, Mano idem. Futebol tem isso. Jogadores estão trabalhando profissionalmente, como pouco foi visto. São dedicados e a qualquer momento saem desse momento ruim", ressaltou.

Sem Nunes, Dyego Coelho comandou o Timão em derrota para o Fluminense no domingo e deve estar a frente da equipe alvinegra na quarta, contra o Bahia. Depois disso, porém, o clube pode ter um novo treinador - Andrés admitiu que está no mercado para anunciar o novo nome "o mais rápido possível".

Veja mais em: Andrés Sanchez e Tiago Nunes.

Veja Mais:

  • Corinthians encara Sport para se distanciar da zona de rebaixamento

    Corinthians visita Sport para tentar segunda vitória seguida no Brasileirão; saiba tudo

    ver detalhes
  • Arena vai continuar vazia nos próximos jogos do Corinthians

    Governo de São Paulo mantém veto a torcedores nos estádios de futebol

    ver detalhes
  • Roni se destaca em vitória do Corinthians sobre Bahia, por 3 a 2, na Neo Química Arena

    Roni quer Corinthians na briga pelo 'topo' do Brasileirão e pede equilíbrio em duelo com Sport

    ver detalhes
  • Corinthians Feminino tem compromisso na Arena da Amazônia

    Corinthians visita o Iranduba para tentar se manter no topo do Brasileiro Feminino

    ver detalhes
  • Cazares se aproxima de acerto com Corinthians

    Cazares resolve pendências com Atlético-MG e está liberado para acertar com Corinthians

    ver detalhes
  • Luciano tem 94 jogos disputados pelo Corinthians

    Corinthians é acionado na Justiça por dívida ligada ao atacante Luciano

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: