Cobrança, sequência ruim e esperança por 'lei do ex': como chega o Bahia para duelo com Corinthians

6.9 mil visualizações 44 comentários

Rodriguinho é o grande destaque do Bahia no Brasileirão

Rodriguinho é o grande destaque do Bahia no Brasileirão

Divulgação/Bahia

Na noite desta quarta-feira, às 21h30, Corinthians e Bahia se enfrentam em situações parecidas na Neo Química Arena, em jogo válido pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro. As duas equipes chegam para o confronto com apenas nove pontos conquistados e pressionadas por seus respectivos desempenhos.

Sendo assim, o Meu Timão conversou com o jornalista Marinho Júnior, da Rádio Metrópole, que cobre diariamente o Bahia em Salvador, para entender melhor a situação do rival. Segue abaixo algumas informações importantes passadas pelo comunicador. Confira!

Sequência ruim

Assim como o Corinthians, o Bahia não teve um bom início no Brasileirão. Em nove jogos disputados, o time baiano conquistou duas vitórias, três empates e quatro derrotas, com dez gols marcados e 15 sofridos. Não à toa, se encontra uma posição atrás do Timão na tabela, em 15º, e trocou recentemente de treinador.

O momento ruim da equipe nordestina, no entanto, começou antes mesmo da competição nacional, com a derrota para o Ceará na tradicional Copa do Nordeste.

"Bahia vem de sete jogos sem vencer. O momento é ruim desde o retorno do futebol, por conta do título perdido para o Ceará na Copa do Nordeste. O torcedor já pedia a saída do Roger Machado, mas a diretoria não atendeu de imediato, só tirou ele quando perdeu de cinco para o Flamengo", disse o comunicador.

Chegada de Mano Menezes

Contratado após a demissão de Roger Machado, Mano Menezes estreou com derrota para o Atlético-GO, por 1 a 0, no último fim de semana. Apesar de iniciar sua trajetória no futebol nordestino com o pé esquerdo, o treinador tem a confiança da torcida para melhorar o desempenho do Bahia.

Para Marinho Júnior, portanto, o momento do clube de Salvador é bem parecido com o Corinthians.

"A chegada de Mano Menezes deu uma esperança para o torcedor do Bahia. Porém, foi o primeiro jogo, mas bem abaixo do esperado. O torcedor segue na expectativa que o Mano possa dar jeito no time. Falam de nomes, contratações, mas são só especulações", analisou.

"O Mano até falou na coletiva que o jogo contra o Corinthians vai ser o jogo chave para identificar as posições carentes. São dois times em crise, que o empate não é bom para ninguém. A torcida está tão chateada quanto o Corinthians aqui, a torcida chegou a ir no CT há umas semanas... Então a pressão está parecida", concluiu.

Lei do ex?

Por fim, há de se ressaltar que o Bahia conta com três ex-corinthianos no elenco, além do técnico Mano Menezes. São eles: o lateral-esquerdo Juninho Capixaba, o meia Rodriguinho e o atacante Clayson. Com isso, o jornalista informou como está o desempenho do trio na retomada do futebol.

"Rodriguinho, até pela sequência de jogos, teve um desgaste maior e acabou caindo de rendimento, mas o torcedor sabe o potencial do Rodriguinho. Cobra dele por isso e ele vem dando conta do recado. O Juninho Capixaba também está bem e deve jogar", expôs.

"Já o Clayson, a torcida pega muito no pé. O torcedor não vê um resultado imediato, a cobrança é maior pois o Bahia comprou o Clayson por 4 milhões de reais, por 40%, mas o torcedor espera uma lei do ex para comemorar o triunfo", encerrou.

Veja mais em: Campeonato Brasileiro, Rodriguinho, Clayson, Juninho Capixaba e Ex-jogadores do Corinthians.

Veja Mais:

  • Caio Campos, superintendente de marketing do clube e gestor da Neo Química Arena, criticou volta do público nos estádios

    Responsável pela Neo Química Arena sobre público reduzido nos estádios: 'Prejuízo será maior'

    ver detalhes
  • Corinthians começa sua trajetória na Copa do Brasil em outubro

    Corinthians conhece adversário das oitavas de final da Copa do Brasil na próxima quinta-feira

    ver detalhes
  • Daniel Portella foi fisiologista do elenco principal do Corinthians entre janeiro de 2008 e maio de 2010

    Corinthians é condenado na Justiça do Trabalho em ação movida por Daniel Portella, ex-fisiologista

    ver detalhes
  • Fagner, Avelar e Gil compõem a defesa do Corinthians, além de Lucas Piton

    Corinthians não sofria gols em nove jogos seguidos desde 2018; desempenho defensivo preocupa

    ver detalhes
  • Timão tem cometido muitos pênaltis no Brasileirão

    Mão na bola faz o Corinthians ter três pênaltis marcados contra si nos últimos quatro jogos

    ver detalhes
  • Cássio foi eleito o melhor em campo pela Fiel

    Cássio e Otero se salvam em noite de avaliações ruins no Corinthians; atacante beira o zero

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: