Revelação do Corinthians lembra título da Copinha e comenta falta de oportunidades no profissional

9.0 mil visualizações 49 comentários

Por Meu Timão

Abuda teve bom desempenho nas categorias de base do Corinthians

Abuda teve bom desempenho nas categorias de base do Corinthians

Divulgação

Tratado como promessa das categorias de base do Corinthians no início dos anos 2000, o atacante Abuda empolgou a torcida em seus primeiros jogos como profissional. Com o tempo, porém, ele não correspondeu todas as expectativas e ficou mais marcado pela Copinha de 2004.

"Não estava certo que eu ia jogar a Copa São Paulo. O Tite, que era o treinador na época, pediu pra descer. Eu e mais uns quatro ou cinco jogadores desceram pra jogar o torneio. Foi um ano muito especial pra mim, até porque deu mais chance no profissional. A gente acabou sendo campeão em cima do São Paulo. Foi 2 a 0. Júlio Cesar goleiro, Bobô, Jô, Rosinei, Fininho, Rafael Fefo, Elton, Ronny, Nilton, eu... Teve uma galera boa campeã", lembrou, ao UOL Esporte.

Nota da redação: o treinador, na verdade, era Juninho Fonseca, depois substituído por Oswaldo de Oliveira. Tite assumiu o Corinthians só no segundo semestre.

Apesar do bom desempenho na principal competição das categorias de base e das oportunidades iniciais no grupo profissional, Abuda não conseguiu sequência na temporada seguinte, marcada pela chegada de inúmeros reforços por meio da parceria com a MSI.

"Na época, era a MSI. E muitos jogadores foram contratados. Medalhões. A gente acabou perdendo um pouco de espaço. Eu vinha da base e, na época, surgiu uma proposta pra jogar fora. Eu não pensei duas vezes: não estava sendo aproveitado, estava naquele bate e volta de profissional para juniores, juniores para o profissional", pontuou.

"Mesmo fazendo alguns bons jogos no Brasileiro de 2005, não ficava. Joguei bem contra Flamengo, Vasco, Fortaleza... Mas aqueles jogadores acabaram sendo contratados e tinham que jogar, até pelos valores por que foram comprados. Preferi sair", completou.

Mesmo sem se firmar, o carinho pelo Timão continua e o atacante segue acompanhando o clube que lhe rendeu grandes histórias e bons amigos.

"Sempre, sempre (acompanho), hoje em dia eu tenho contato com o Willian, que está no Arsenal, com o goleiro Júlio César (Red Bull Bragantino). Hoje em dia a gente conversa por telefone, pelo WhatsApp, e, graças a Deus, a amizade continua com eles aí", concluiu.

Veja mais em: Ex-jogadores do Corinthians e Base do Corinthians.

Veja Mais:

  • Na visão da diretoria do Corinthians, Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica-POR, foi o entrave para a demora no recebimento no dinheiro de Pedrinho

    Corinthians desata nó em Portugal e inicia semana à espera do dinheiro de Pedrinho

    ver detalhes
  • Time masculino do Corinthians tem estreia na Copa do Brasil esta semana

    Agenda do Corinthians tem Copa do Brasil, Paulista Feminino e Brasileiro de todas as categorias

    ver detalhes
  • Corinthians dominou o Goiás e ganhou sua sexta partida no Campeonato Brasileiro

    Na reestreia de Coelho, Sub-20 do Corinthians vence fácil o Goiás e mantém liderança do Brasileiro

    ver detalhes
  • Crivelari marcou dois gols na vitória do Corinthians contra o Grêmio

    Corinthians bate o Grêmio fora de casa e encaminha classificação para semis do Brasileiro Feminino

    ver detalhes
  • Corinthians encarou o Santos e as poças d'água neste domingo

    Corinthians vira o jogo no Parque São Jorge e ganha clássico contra o Santos no sub-23

    ver detalhes
  • Vitória diante do Vasco foi importantíssima para o Corinthians

    Rodada chega ao fim e Corinthians confirma posição no meio da tabela; veja classificação

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: