Tiago Nunes conta como trabalho não funcionou no Corinthians e nega arrependimento por vinda

14 mil visualizações 78 comentários

Por Meu Timão

Tiago Nunes em seu último jogo pelo Corinthians, em setembro de 2020

Tiago Nunes em seu último jogo pelo Corinthians, em setembro de 2020

Danilo Fernandes / Meu Timão

84 dias. Esse é o tempo que Tiago Nunes deixou o cargo de treinador do Corinthians após uma derrota para o Palmeiras, na Neo Química Arena. O técnico chegou à final do Paulista, mas não resistiu aos resultados negativos no Brasileirão.

Em entrevista à ESPN Brasil, o treinador, hoje sem clube, explicou o motivo pelo qual não conseguiu implementar seu trabalho no CT Joaquim Grava. O técnico avaliou as mudanças que precisou fazer em sua curta passagem pela equipe, mas lamentou o processo de continuidade.

"Eu trabalhei três meses. Teve o Paulista e a Florida Cup, onde eu fiz a preparação. Aí paramos para a quarentena, quase 4 meses, mais de 100 dias. Voltamos, e eu fiquei mais dois meses e meio. Se você pegar um processo de continuidade, ele não existiu. Foram 28 jogos, e se você consegue mudar um time em 28 jogos, temos maneiras diferentes de avaliar. A continuidade não existiu. Eu não consigo enxergar uma mudança (em uma cultura) tão impregnada e tão enraizada como havia. Tanto que tenho que tentar mudar muito as características do jogadores", explicou Tiago.

"Quando a gente vai pra quarentena, fiz mudanças pontuais. Coloquei o Carlos Augusto na lateral esquerda, a gente passa a jogar praticamente com três zagueiros: Carlos, Avelar e Gil, liberando mais o Fagner. Eu coloco Gabriel e Ederson, jogadores que não têm o potencial de construção técnico de Camacho e Cantillo, mas tem mais potencial físico e atlético para competir e ser mais agressivos na disputa. E tiro um jogador de velocidade, porque a gente não estava conseguindo achar esse jogador. E coloco o Mateus Vital para jogar. primeiro com o Boselli, depois com o Jô, para tentar criar uma equipe mais consistente defensivamente, mas que tivesse o mínimo potencial técnico para não perder as ideias construídas", seguiu.

Demitido após um revés para o Palmeiras em casa, o técnico reconheceu que não conseguiu engatar uma sequência com a equipe, mas que fatores extracampo também foram determinantes para sua saída do Timão.

"Antes da parada, era uma equipe que criava muito e sofria muito. Depois, sofria menos mas não criava muito, e a gente não conseguiu encontrar, precisava mais tempo, mais jogos. O equilíbrio foi o desafio até a minha saída. A gente não conseguiu encontrar uma sequência. Eu havia subido alguns da base como Xavier, Roni, Gabriel Pereira, Ruan Oliveira, o processo fica naquilo de tentativa, erro e acerto. E você começa a ser avaliado externamente. E começam a dizer que o treinador está perdido. Isso numa realidade que tem o corona, eleição e os salários atrasados", contou Tiago Nunes.

Mesmo com um trabalho questionável, o treinador, que chegou com a grande expectativa de mudar a filosofia do clube, negou qualquer arrependimento em ter aceitado o convite para treinar a equipe do Parque São Jorge e que não descarta uma volta ao CT Joaquim Grava.

"Não, de maneira alguma, zero arrependimento, até porque foi uma decisão muito pensada. Eu, quando vou mudar meu rumo profissional, penso no melhor e no pior cenário. Eu dimensionei que, se desse certo, abriria portas no Brasil e fora. E, se desse errado, sofreria críticas e geraria uma interrogação sobre mim. A gente ainda tem no Brasil, e em outros lugares, o ‘melhor treinador da semana’. Você tá sendo julgado semanalmente, e isso não é o que interfere na minha carreira. Eu precisava dessa experiência de dirigir um clube com essa representatividade e cobrança e exposição para entender o que é estar na alça de mira de opinião pública. (O Corinthians) me trouxe aprendizado e confiança para lidar nos próximos trabalhos, para não voltar a cometer erros que tive lá, de gestão e de ideias", afirmou o treinador.

"Não tenho nenhuma restrição em relação ao Corinthians. E, sobre o Athletico, tenho certeza que vou voltar. Não tenho a mínima noção de quando. No Corinthians, não sei, porque o clube se transforma. Não foi como eu gostaria, e isso me provoca para tentar conquistar um caminho. Mas isso é incontrolável. É deixar na mão de Deus e merecer ser convidado, se não no Corinthians, num outro clube desse tamanho", completou.

No comando do Corinthians, Tiago Nunes disputou 27 partidas, sendo nove vitórias, dez empates e oito derrotas. O treinador, que levou o time à final do Paulistão, teve aproveitamento de 45,68% em sua passagem pelo CT Joaquim Grava.

Veja mais em: Tiago Nunes e Técnicos do Corinthians.

Veja Mais:

  • Corinthians e Sport se enfrentam na noite desta quinta-feira

    Saiba como assistir ao jogo entre Corinthians e Sport nesta quinta-feira

    ver detalhes
  • Renan Lima e Danilo falaram com o elenco pela primeira vez

    Danilo se apresenta ao elenco Sub-23 do Corinthians ao lado de novo preparador físico da categoria

    ver detalhes
  • Cássio e Vagner Mancini tentam achar respostas para a equipe voltar a vencer nesta quinta

    Corinthians recebe o Sport na Neo Química Arena para recuperar moral no Brasileiro; veja detalhes

    ver detalhes
  • Fixo chega para se juntar a outros dez jogadores que ficaram no clube

    Corinthians anuncia fixo experiente como reforço para time de futsal: 'Sonho de criança'

    ver detalhes
  • Corinthians é o favorito em casas de apostas para o duelo desta quinta-feira

    [Publi] Em busca de recuperação, Corinthians enfrenta o Sport como favorito

    ver detalhes
  • Depois de ser goleado pelo Flamengo, Corinthians venceu o Vasco

    Corinthians reagiu bem a últimas goleadas sofridas e soma bons números após grandes derrotas

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

  • Comentários mais curtidos

    Foto do perfil de AILTON

    Ranking: 2750º

    Ailton 580 comentários

    por @ailton.targino

    Tiago Nunes entrou em uma verdadeira barca furada, acreditou em uma diretoria que só denigre a imagem do clube, pediu 5 jogadores, entregaram 3, um elenco recheado de jogadores ruins e insatisfeitos com salários atrasados frequentemente, então TN você na verdade teve sua culpa no trabalho, mas também não teve nenhuma retaguarda da Direção.

  • Foto do perfil de Bruno

    Ranking: 1º

    Bruno 50448 comentários

    por @bruno.souza47

    Ninguém recusa um convite do Corinthians, infelizmente essa passagem dele foi péssima..

  • Últimos comentários

    Foto do perfil de Wilson

    Ranking: 84º

    Wilson 7560 comentários

    78º. por @wilson.r.balera

    Demoraram muito pra tirar ele do cargo.

  • Publicidade

  • Foto do perfil de CAIO

    Ranking: 8641º

    Caio 143 comentários

    77º. por @caio.filipe.ribeiro1

    Claro que não ia dar certo, a diretoria não entende de futebol, a torcida é burra e não tem paciência e a imprensa massacra (além de também ser um bando de gente que não saba nada de bola, com exceção de alguns comentaristas da spotv e ESPN). O pior erro do Corinthians essa ano, foi ter mandado o Nunes embora, não só não vai ganhar nada esse ano, como ano que vem também e ainda trouxeram um treinador que é um bosta que nunca ganhou nada... Cara toda vez que vejo o Mancini na beira do campo gritando onde o jogador tem que dar o passe eu fico com raiva, da o controle do playstation pra ele então.

    Os bambi são líder. Imagina se tivessem mandado embora o Diniz com 84 dias de trabalho! Imagina se tivessem mandado ele embora depois da derrota para o Mirassol?

    O spfc hoje tá anos luz na nossa frente porque deram continuidade pra um cara que sabe trabalhar! Esse fds vamos tomar um chocolate, quero só ver a cara de vocês.

    Sei que boa parte vai detestar meu comentário, mas isso só vai provar como eu to certo, porque é só você olhar pelo mundo ai a fora... Técnico que conhece de futebol e tem continuidade constroi times vitoriosos. Eu até duvido que muitos aqui sejam Corinthianos de verdade, porque se esqueceram fácil do trabalho de longo do Tite e do Carille... Imediatismo no futebol é inconsistente e só da merda. Olha o Flamengo como que tá, olha o Inter... Vocês precisam é conversar com quem entende mesmo de futebol pra melhorar a visão de vocês, ouvir mais o Pedrinho comentarista do que o Craque Neto.

  • Foto do perfil de Paulo

    Ranking: 5029º

    Paulo 293 comentários

    76º. por @.timo.tolta

    Infelizmente não deu certo fui um dia que torci para ele pelo trabalho no Atlético paranaense mais o Corinthians é outra história time que tem muita pressão e para ajudar ele aínda pega um elenco fraco rachado cheio de paneleiros e uma diretoria omissa receita para desastre

  • Foto do perfil de Leandro Ottoni

    Leandro 16 comentários

    75º. por @leandro.ottoni

    O erro do TN foi a soberba, em achar que pegando o Corinthians em qual fosse a situação ele conseguiria reverter a ruidade do elenco, mesmo com a contratação dos 5 jogadores que ele pediu e só vieram 3, ele tem culpa e a diretoria todo mundo sabe!

  • Foto do perfil de Rafael

    Ranking: 6737º

    Rafael 201 comentários

    74º. por @rafaeloliver

    O elenco do Corinthians não é excelente. Mas claro que poderia estar jogando bem mais. Treinar Atlético PR é uma coisa. Corinthians é totalmente outro. Outro mundo. Ele se mostrou fraco e dispreparado acontece. Talvez daqui uns 5 anos possa ser um bom técnico para clube grande. É igual o Rogério Ceni. Por enquanto não aguenta clube grande.

  • Foto do perfil de Luiz

    Ranking: 7º

    Luiz 38995 comentários

    73º. por @luiz.fernando.balest

    Foi muito injustiçado, pois o time é limitado e não teve nenhuma culpa, prova disso a situação que se encontra o time na tabela!

  • Foto do perfil de Leandro Ottoni

    Leandro 16 comentários

    72º. por @leandro.ottoni

    O erro do TN foi a soberba, em achar que pegando o Corinthians em qual fosse a situação ele conseguiria reverter a ruidade do elenco, mesmo com a contratação dos 5 jogadores que ele pediu e só vieram 3, ele tem culpa e a diretoria todo mundo sabe!

  • Foto do perfil de Leandro

    Ranking: 102º

    Leandro 6593 comentários

    71º. por @leandro.ferreira.da3

    Foi o menos culpado. E os resultados do Mancini no returno tão aí pra provar. Inclusive sendo também eliminado de forma precoce num mata-mata. Mas é isso. Continuidade no Brasil só em situações extraordinárias, como aconteceu com o Tite em 2011 e agora com o Diniz no São Paulo, que tá começando a colher os frutos. Enquanto a gente regrediu e joga igualzinho em 2019. Corre atrás do adversário, tenta se segurar e sair no contra-ataque. Só defende e não cria nada, é um parto pra fazer um gol. Quando pega adversários mais qualificados, a defesa não consegue se segurar na maioria das vezes e o ataque não existe. Enfim, vamos sofrer muito ainda tentando repetir o sucesso do passado com essa forma de jogar ultrapassada.