Gabi Zanotti comenta domínio do Corinthians e diz não entender falta de convocações para Seleção

3.3 mil visualizações 27 comentários

Por Meu Timão

Gabi Zanotti afirmou não entender falta de convocações para Seleção de Pia Sundhage

Gabi Zanotti afirmou não entender falta de convocações para Seleção de Pia Sundhage

Danilo Fernandes/ Meu Timão

O ano de 2020 foi mais um ano vitorioso para o elenco feminino do Corinthians. A equipe comandada por Arthur Elias levantou as taças do Brasileiro e Paulista, confirmando a hegemonia na modalidade atualmente. Uma das principais peças do elenco, Gabi Zanotti comentou o destaque alvinegro na categoria.

“2020 foi um ano mágico para a gente, apesar de tudo que tem acontecido (pandemia). É o resultado do comprometimento do grupo, do profissionalismo de todas, dos profissionais capacitados na comissão técnica e da estrutura que o Corinthians nos dá. Isso é uma coisa que tem dado resultado e tem nos ajudado a melhorar cada vez mais nossa performance dentro de campo”, afirmou a meia em entrevista à ESPN Brasil.

Zanotti valorizou o trabalho feito pelo técnico Arthur Elias e o projeto realizado pelo clube. Desde o início da modalidade no Timão, em 2016, foram sete títulos conquistados pelo treinador.

São coisas que a gente trabalha no dia-a-dia. O mais importante é manter a base das atletas e a gente tem feito isso bem. Conheço o trabalho do Arthur desde 2012. Tudo que a gente executa dentro de campo, nós treinamos no dia-a-dia. Assumimos isso. Independentemente de ter o placar a nosso favor ou não, a gente joga para cima, um futebol muito ousado”, completou.

Tendo sido uma das peças fundamentais para o Corinthians nos últimos anos e, principalmente na temporada 2020, Gabi Zanotti não viu as boas atuações serem revertidas em convocações para a Seleção Brasileira. Ainda assim, a jogadora não escondeu o desejo de vestir a camisa da Seleção, mas que o foco é total no Corinthians.

Prefiro continuar fazendo o que tenho feito. Jogando leve, com alegria, saber a hora de cadenciar e colocar intensidade. Eu trabalho para o clube. Acredito que se eu tiver que ir, sempre honrei e honrarei a seleção, a amarelinha é um sonho”, analisou a meia.

“Acredito que até pode ter outras coisas envolvidas, eu não sei… eu até gostaria de saber, sempre me questionam e eu realmente não sei o que acontece. Se vocês souberem podem me falar. Se não estão olhando para mim, eu não posso fazer nada”, concluiu Zanotti.

Veja mais em: Gabi Zanotti, Corinthians feminino e Corinthianos na Seleção.

Veja Mais:

  • Corinthians finaliza preparação para enfrentar o Palmeiras nesta quarta-feira

    Com nove desfalques, Corinthians finaliza preparação para clássico com Palmeiras; veja provável time

    ver detalhes
  • Matheus Donelli briga por uma vaga no gol e pode fazer sua estreia pelo Corinthians

    Corinthians relaciona 23 jogadores e pode ter quatro estreias no profissional; veja lista

    ver detalhes
  • Caíque França passa a ser o substituto imediato de Cássio

    Corinthians inscreve mais dois jogadores na Lista A do Campeonato Paulista; veja nomes

    ver detalhes
  • Fagner e Cássio testaram positivo para a Covid-19 e não enfrentam o Palmeiras

    Corinthians confirma oito jogadores contaminados pela Covid-19 antes de Dérbi; veja lista

    ver detalhes
  • Walter se despede do Corinthians nas redes sociais

    Corinthians confirma empréstimo de Walter ao Cuiabá; goleiro não retorna mais para o Timão

    ver detalhes
  • Elenco chegou a posar com malas de viagem dadas de presente justamente para ir a Buenos Aires

    Barrado no aeroporto, Corinthians Feminino protesta e espera embarque à Argentina nesta quarta

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x