Mancini explica escalação, ideias nas substituições e cobra Corinthians: 'Faltou muita coisa'

13 mil visualizações 266 comentários

Por Rodrigo Vessoni e Tomás Rosolino

Mancini no jogo contra o Red Bull Bragantino, na Neo Química Arena, pelo Brasileirão

Mancini no jogo contra o Red Bull Bragantino, na Neo Química Arena, pelo Brasileirão

Rodrigo Coca / Agência Corinthians

O técnico do Corinthians, Vagner Mancini, deu na noite desta segunda-feira mais uma entrevista tentando achar motivos para o fato de o clube, depois de uma grande atuação, ser dominado no jogo seguinte. Para o treinador, que explicou as opções pelo titulares e os reservas escolhidos, o time não conseguiu se achar em campo no primeiro tempo.

"Opção pelos volantes vai da estratégia. Hoje era uma equipe veloz, de transição, que chega bem no contra-ataque e volta rápido. Teríamos que ter uma atividade física intensa. O gol aos dois minutos atrapalha tudo da estratégia, tivemos que mudar, adiantar a marcação, e o quadrado central sofreu. Jô, Cazares, Ramiro e Gabriel. Abrimos o quadrado e ai você toma bola entre linha toda hora, zagueiros e meias deles chegavam. Isso foi determinante para o jogo", avaliou, reconhecendo que a ideia era mais volta à marcação do que à armação.

"A estratégia em cima de Claudinho e Artur era para não deixar a bola chegar, diminuir o espaço. Por isso a opção da dupla de volantes, que tem forte poder de marcação, e foi a dupla que nos estabilizou naquela sequencia de quatro jogos. Quero ser o mais justo possível, tenho boas opções, mas não posso esquecer o que eles fizeram", relembrou Mancini.

Depois de iniciar a partida com Gabriel e Ramiro na proteção da zaga e ver o adversário ir para o intervalo ganhando por 2 a 0, Mancini promoveu algumas alterações no intervalo. Entraram Léo Natel e Otero logo de cara e, minutos depois, Luan e Everaldo completaram a troca do quarteto ofensivo.

"Pelas substituições, era pra voltar mais agressivo, com mais força em campo. O que eu vi no primeiro tempo foi um adversário nos surpreendendo, marcação adiantada e assim tomamos o gol. Semelhante ao do Palmeiras, mas hoje diferente. O jogo teve característica diferente, a equipe deles está encaixada, jogadores rápidos. Isso fez nossa estratégia ser neutralizar algumas peças e tentar pela velocidade equilibrar o jogo, mas não aconteceu no primeiro tempo, por isso Otero e Natel, ter mais corpo em campo", avaliou, elencando uma série de fatores.

"Sabemos onde erramos, faltou concentração, boa leitura de jogo, ainda tinha o físico, e na saída de bola tomamos gol com dois minutos e ai você tem que abrir mais, marcar adiantado. Marcação também teve que mudar, tivemos que adiantar Jô e Cazares para ter marcação alta e o meio campo ficou aberto, nossa equipe teve marcação instável", observou.

Mancini ainda deixou claro que não considera o seu time como uma equipe que demonstra falta de repertório quando colocada em dificuldade. Para ele, o que mais se viu foi uma lentidão para encarar o que propunha o duelo.

"Nós tentamos de todas as formas na segunda etapa, mudamos equipe, ficamos com um volante, colocamos velocidade. Na minha ótica faltou velocidade, sim, eles desarticularam nosso sistema de marcação e tínhamos que ter além de bola agressividade. melhoramos na segunda etapa, não fizemos um bom jogo, mas equilibramos fisicamente, concentração também. Segundo tempo foi outro jogo. No primeiro não foi legal. Hoje faltou muita coisa que sabemos, reconheço que não fomos bem. Nossa estratégia teve que ser modificada pelo gol cedo, tivemos que nos expor, e uma equipe bem montada, confiante e que já vencia, as coisas fica ainda mais difíceis. Eles mereceram a vitória, jogaram melhor, fora donos das principais ações do jogo, e nós tivemos que correr atrás do resultado. Assim os erros aparecem", concluiu.

Veja mais em: Vagner Mancini e Campeonato Brasileiro.

Veja Mais:

  • Varanda comemorando seu gol contra o Palmeiras, na Neo Química Arena, pelo Paulistão

    Corinthians recebe Ponte Preta para tentar primeira vitória no Paulistão; saiba tudo

    ver detalhes
  • João Victor pode ser a principal novidade do Corinthians contra a Ponte Preta

    Méndez em nova posição e estreante na lateral direita: o possível time do Corinthians contra a Ponte

    ver detalhes
  • Vagner Mancini tem novas baixas por Covid-19 no elenco do Corinthians

    Corinthians confirma novos casos de Covid-19 e chega a 14 atletas afastados; veja lista

    ver detalhes
  • Felipe Augusto (de colete) é uma das novidades da lista de relacionados do Corinthians

    Com novidades, Corinthians divulga relacionados para jogo contra Ponte Preta; veja lista

    ver detalhes
  • Goleiro Yago é uma das novidades da Lista B do Corinthians para o Paulistão

    Corinthians inscreve mais dois atletas e Lista B do Campeonato Paulista chega a 15 nomes

    ver detalhes
  • Fuller se destaca em vitória do Corinthians sobre o Fortaleza neste sábado

    Com Miller e Fuller inspirados, Corinthians vira no fim e vence Fortaleza no NBB

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x