Mancini analisa peso de ausência da torcida do Corinthians e pede apoio da Fiel por reformulação

2.4 mil visualizações 57 comentários

Por Meu Timão

Vagner Mancini analisou a ausência da torcida e pediu apoio para a reformulação da equipe

Vagner Mancini analisou a ausência da torcida e pediu apoio para a reformulação da equipe

Rodrigo Coca/Ag. Corinthians

A ausência da torcida prejudicou o Corinthians no desempenho como mandante ao longo de 2020, resultando no pior aproveitamento da equipe em casa. No último domingo, Mancini analisou a situação e pediu o apoio do torcedor, mesmo que à distância, para a reformulação de 2021.

Com o empate sem gols diante do Vasco, o Corinthians encerrou sua temporada como mandante com 56,3% de aproveitamento, resultado de 13 vitórias, dez empates e seis derrotas na Neo Química Arena. Questionado sobre sobre o desempenho do Timão em Itaquera, Mancini preferiu falar apenas sobre seu período no clube, mas admitiu o impacto pela falta de torcida.

"É uma situação diferente, vivemos hoje uma vida diferente, a pandemia fez termos que jogar sem publico e temos que nos adaptar. A gente teve dificuldade em propor, por isso também, mas em outros jogos também, com outros times, que tinham apoio na torcida. A gente tem que se adaptar rápido. Eu vi hoje (domingo) um Corinthians propondo no segundo tempo. Com dificuldade no primeiro tempo, mas se for analisar a temporada eu seria injusto. Estou aqui há quatro meses, cheguei no meio de outubro, não posso falar por toda a temporada. O importante é olhar para frente, temos que melhorar, dentro de campo, no dia a dia, e vamos em busca disso", analisou, em entrevista coletiva.

Mancini falou sobre a ausência física da Fiel na Neo Química Arena, mas garantiu que a equipe sente a presença do torcedor de outras maneiras. Assim, ele pediu que a torcida apoie o clube durante a reformulação que será feita em 2021, com o uso da base.

"Temos o torcedor, eles têm peso, e se eles não podem estar no estádio estão nas redes sociais, em outras maneiras que a gente sente. Vai ser um ano de mãos dadas, eu digo ao torcedor, de reconstrução. Talvez a gente possa causa alguma situação atípica, porque há tempos que não temos essa reestruturação, mas é importante, temos a dificuldade do clube e tenho que dar a minha participação, assim como o torcedor. Vamos lutar com alma, brigar em campo. Se a gente aceitar que o cenário é esse, tudo vai melhorar. 2021 vai ser melhor, vamos evoluir e crescer consideravelmente", projetou o treinador.

Veja mais em: Vagner Mancini e Base do Corinthians.

Veja Mais:

  • Corinthians e Red Bull Bragantino fizeram jogo equilibrado na estreia do Paulistão

    Corinthians leva susto no fim, mas estreia com empate sem gols diante do Red Bull Bragantino

    ver detalhes
  • Cafú entrou em campo em apenas três oportunidades com a camisa do Corinthians

    Corinthians negocia empréstimo de Cafú para o Cuiabá; time deve acertar com Walter nesta semana

    ver detalhes
  • Cássio liderou as notas pelo segundo jogo consecutivo

    Fiel escolhe Cássio como melhor em campo pelo segundo jogo seguido; atacante volta a decepcionar

    ver detalhes
  • Igor, de colete laranja, era cotado entre os inscritos para a disputa do Campeonato Paulista

    Igor Formiga sofre lesão no joelho no Sub-23 e não deve ser aproveitado pelo Corinthians no Paulista

    ver detalhes
  • Fiel criticou Mancini e elogiou demais o garoto Rodrigo Varanda

    Ânimo com a garotada e críticas para Mancini: Fiel repercute empate do Corinthians

    ver detalhes
  • Garoto Janderson vai seguir por mais uma temporada no Atlético-GO

    Mancini explica opção do Corinthians de emprestar Janderson por mais um ano ao Atlético-GO

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x