Médico do Corinthians contrai Covid-19 em intervalo das doses, mas garante eficácia da vacina

2.3 mil visualizações 13 comentários

Por Meu Timão

Dr. Júlio Stancati é um dos 19 infectados do Corinthians pelo novo coronavírus

Dr. Júlio Stancati é um dos 19 infectados do Corinthians pelo novo coronavírus

Agência Corinthians

Na última terça-feira, o Corinthians divulgou que oito atletas e outros 11 funcionários do CT Joaquim Grava testaram positivo para Covid-19. Dentre eles, está o médico do clube, Júlio Stancati.

Segundo a Folha de S. Paulo, Stancati foi vacinado por fazer parte de um dos grupos prioritários para receber a vacina - no caso, profissional da saúde. O médico recebeu duas doses da Coronavac, imunizante produzido pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório Sinovac.

Ainda segundo a publicação, a suspeita é que o médico alvinegro tenha contraído o vírus no intervalo da primeira e segunda dose da vacina, que aconteceu na última segunda-feira. O médico fez questão de explicar que, apesar da infecção, o imunizante aplicado é eficaz.

"Eu não estava imune. Tomei a primeira dose em 9 de fevereiro e acredito que fui infectado na viagem a Porto Alegre, para o jogo contra o Internacional, dia 25. Só fui tomar a segunda dose em 1º de março", afirmou Stancati que, mesmo sem sintomas graves, está internado em um hospital em São Paulo.

"Muitas pessoas trabalham contra a vacina, então é importante esclarecer: minha infecção não significa que a vacina não funciona. Os anticorpos se desenvolvem cerca de 20 dias depois da aplicação da segunda dose, então eu estava exposto ao vírus como a maioria das outras pessoas", completou o médico do Timão.

Veja mais em: Departamento Médico e Pandemia do coronavírus.

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x