De Duilio gerente a Mancini preparador de goleiro: os bastidores do Corinthians após surto de Covid

19 mil visualizações 94 comentários

Mancini e os jovens que vieram da base durante treino no esvaziado CT; treinador perdeu 14 atletas por Covid-19, além de membros de sua comissão técnica

Mancini e os jovens que vieram da base durante treino no esvaziado CT; treinador perdeu 14 atletas por Covid-19, além de membros de sua comissão técnica

Rodrigo Coca / Agência Corinthians

O noticiário do Corinthians na última semana foi dominado pelo surto de Covid-19. O foco principal ficou nos 14 atletas contaminados, Porém, o problema atingiu também os funcionários do CT, fazendo com que diversos profissionais tivessem que se desdobrar em mais de um função.

A reportagem do Meu Timão apurou que teve de tudo um pouco nos últimos dias. O presidente Duilío Monteiro Alves, por exemplo, fez a função de Roberto de Andrade (diretor) e Alessandro Nunes (gerente), inclusive buscando contato direto com os atletas mais jovens. O mandatário ficou em tempo integral no CT Joaquim Grava.

O segurança mais antigo do clube, Ricardo Pereira Silva, ajudou com a parte burocrática (inscrição de novos atletas). Função essa que, tradicionalmente, é do supervisor André Dias. O preparador físico Flávio de Oliveira foi auxiliar-técnico de Mancini no banco de reservas diante da Ponte - aquecimento dos reservas ficou a cargo do auxiliar de preparação física Fabrício Ramos.

Mancini, por sua vez, foi preparador de goleiros no primeiro dia, gerente e diretor de futebol no contato com os atletas fora do campo e até chefe da delegação na ida para os dois jogos que tiveram os desfalques pela Covid-19.

Essa necessidade de "bater o escanteio e cabecear", como diz o jargão popular, foi consequência da ausência de quase 20 funcionários do clube (estafe, comissão técnica e diretoria) - o clube informou oficialmente 11 ausências, mas o Meu Timão apurou que o número aumentou após o segundo teste.

Após a vitória sobre a Ponte Preta, neste domingo, na Neo Química Arena, Vagner Mancini falou sobre o tema. Num tom emocionado, o treinador comentou como foram difíceis esses dias sem tantos colaboradores, mas o quanto isso fortaleceu quem permaneceu no CT.

"As pessoas, certamente, não sabem aquilo que nós estamos enfrentando. Há dez dias, a gente tinha um elenco com 29 jogadores. Nessa última semana, eram apenas 17. Você perde peças, olha ao lado e vê quem está à disposição. Para dificultar ainda mais, a gente tem um estafe no dia a dia, com diretoria, funcionários, grupo de apoio... e essas pessoas também foram infectadas. Então, nós tivemos uma perda muito acentuada em todos os setores do clube", disse.

"Eu, o Flávio de Oliveira (preparador físico) e o Duílio (presidente) chegamos às 7h da manhã no campo e tentamos resolver todos os assuntos, que também faziam parte dessas pessoas que infelizmente não puderam estar conosco. Tem sido uma rotina cansativa. Porém, isso tem nos dado muito prazer, é muito interessante quando você tem a oportunidade de viver o clube na sua intensidade. Viver o Corinthians é para poucas pessoas e eu sou muito grato por isso", completou.

"É muito importante você saber que fazer parte de um clube deste tamanho e poder realmente se doar até a alma, acaba sendo significativo porque quando chega no jogo, você chega com um conteúdo muito maior. Você consegue expressar para os atletas realmente aquilo que está acontecendo, eles estão entendendo e se superando".

Mancini chegou até a citar o período de reconstrução da Chapecoense, quando era técnico, após o acidente aéreo.

"Está sendo um aprendizado, uma experiência bacana. Vivi isso quando assumi a Chapecoense lá atrás, depois do acidente, no final de 2016. A gente não tinha um corpo de funcionários suficiente para tocar o futebol, fomos montando. Logico que agora é diferente, mas as cenas se repetem. Eu, Flávio de Oliveira, Duilio e os outros... a gente têm se desdobrado para que nosso dia a dia seja saudável em todos os sentidos. A gente tem feito mais exames que o normal, queremos ter um ambiente seguro, saúde em primeiro lugar", explicou.

"A gente arregaça as mangas e faz a mais. Eu sempre fui assim, nunca fugi de problemas. Unidos temos chances de superar os problemas, temos feito isso. Tem gente que chega muito cedo e sai muito tarde, para que a gente possa ser mais forte. Temos alguns como Roberto (de Andrade, diretor), Alessandro (Nunes, gerente), André (Dias, supervisor), fazendo a parte à distância, e outros que estão no dia a dia. É uma equipe forte, gerando energia positiva, enfrentando os problemas. Nossa energia é boa, o ambiente que encontrei aqui não encontrei em lugar nenhum no futebol. Fora pode ser que não enxerguem, mas temos momentos de prazer, além das cobranças, e de ajuda, que é a máxima do jogo", finalizou.

Veja mais em: CT Joaquim Grava, Vagner Mancini, Duílio Monteiro Alves e Pandemia do coronavírus.

Veja Mais:

  • Corinthians volta a entrar em campo pelo Paulistão neste domingo

    Corinthians visita Guarani pela retomada do Campeonato Paulista; saiba tudo

    ver detalhes
  • Corinthians desconhece interesse do Fluminense na contratação de Cazares

    Corinthians desconhece interesse do Fluminense por Cazares, mas faz ponderação

    ver detalhes
  • Fedato (quinto da esquerda para a direita) deixou o Corinthians para atuar no futebol árabe

    Fisiologista deixa o Corinthians após dez anos para atuar no futebol árabe com Mano Menezes

    ver detalhes
  • Mancini fez algumas ressalvas, mas se mostrou satisfeito com os meninos vindos da base

    Mancini demonstra satisfação com jovens da base e explica processo de adaptação na 'nova realidade'

    ver detalhes
  • Elenco do Corinthians fica no CT Joaquim até até o próximo dia 16

    Elenco do Corinthians inicia 'bolha' no CT para as próximas três partidas do Paulistão

    ver detalhes
  • Vitinho relembrou toda sua trajetória no Corinthians até sua estreia no profissional

    Vitinho relembra trajetória no Corinthians, dificuldade com Covid e garante 'muita raça' no clube

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x