Análise: Corinthians empolga em um tempo e impressiona por falhas no segundo

2.9 mil visualizações 69 comentários

Jemerson durante jogo entre Corinthians e Ferroviária, na Fonte Luminosa

Jemerson durante jogo entre Corinthians e Ferroviária, na Fonte Luminosa

Rodrigo Coca/Agência Corinthians

O Corinthians viveu dois mundos na noite desta terça-feira, em Araraquara. Depois de desempenhar um bom primeiro tempo, regido por Luan, com troca de passes e aproximação, caiu bastante na etapa final e falhou várias vezes de maneira individual. Curiosamente, Camacho era quem deixava o time em boa condição até a queda.

Vou me reservar uma análise a respeito da atuação de Luan no primeiro tempo. Participativo, fez o time ficar com a bola e produziu os melhores 45 minutos de futebol que o torcedor corinthiano acompanhou neste Campeonato Paulista.

Um dia depois de o clube abrir mão de Cazares, foi dele o passe para o belo gol de Camacho e para várias escapadas da equipe, ainda que Jô não o acompanhasse da maneira necessária. Dominante, o Timão foi para o intervalo com um 1 a 0 justo, algo que não acontecia desde o 5 a 0 contra o Fluminense.

Além do desempenho ofensivo, chamou a atenção o número de duelos defensivos vencido por Raul Gustavo estreante como zagueiro. Canhoto e com coragem para jogar, mostrou que a rotação na zaga pode ir além da troca dos parceiros de Gil, até então dono de vaga cativa no setor.

Na etapa final, após um começo também controlado, o Corinthians viu a Ferroviária sair para o ataque e lhe empurrar para trás. Camacho, responsável por ajudar na saída de bola, era quem evitava um "abafa" adversário, mas sua saída por cansaço acabou com qualquer controle alvinegro.

O time passou a rebater diversas bolas desnecessariamente e viu o adversário ganhar corpo. Curiosamente, só tomou gol quando a opção foi outra: Xavier, que vinha em grande atuação, tentou girar sobre um atacante dentro da área, foi desarmado e viu sair o gol dos donos da casa.

O tento abriu caminho para um jogo de ataque contra ataque, sem trabalho no meio-campo e chances para os dois lados. Luan, claramente cansado, caiu de desempenho e até perdeu boa chance. Ramiro, Roni, Gabriel Pereira e Adson entraram para dar fôlego, mas o time não controlou o jogo.

Quando o ritmo caiu, porém, veio um golpe inesperado: Cássio formou barreira só com dois atletas, Adson saiu e Xandão acertou chute forte no canto do goleiro, que nem esboçou reação. O que era para ser uma noite de boas novidades terminou em um resultado amargo.

Veja mais em: Campeonato Paulista.

Veja Mais:

  • Corinthians venceu seu último compromisso antes do mata-mata

    Corinthians bate o Novorizontino e se despede da primeira fase do Paulistão com vitória

    ver detalhes
  • Fiel gostou da atuação de Vital e já o cobra no time titular de Mancini

    Torcida do Corinthians rasga elogios a garotos e à dupla que briga por espaço; veja tuítes

    ver detalhes
  • Luis Mandaca fez sua estreia entre os profissionais do Corinthians na tarde deste domingo

    Conheça Luis Mandaca, o volante da base que estreou com gol no profissional do Corinthians

    ver detalhes
  • Timão faz clássico na Fazendinha

    Corinthians recebe o Palmeiras para se recuperar de derrota no Brasileirão Feminino; saiba tudo

    ver detalhes
  • Em 2016, o Corinthians comprou 50% dos direitos econômicos de Marlone por R$ 4 milhões; pelo acordo, o Timão pagaria duas parcelas de R$ 500 mil e outras 20 parcelas mensais de R$ 150 mil

    Corinthians tenta efeito suspensivo para evitar cobrança de R$ 2,1 milhões na Justiça, que é negado

    ver detalhes
  • Pedrinho anota o primeiro gol do Corinthians no Brasileirão Sub-17

    Corinthians supera o Internacional e estreia com vitória no Brasileirão Sub-17

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x