Análise: Corinthians empolga em um tempo e impressiona por falhas no segundo

2.9 mil visualizações 69 comentários

Jemerson durante jogo entre Corinthians e Ferroviária, na Fonte Luminosa

Jemerson durante jogo entre Corinthians e Ferroviária, na Fonte Luminosa

Rodrigo Coca/Agência Corinthians

O Corinthians viveu dois mundos na noite desta terça-feira, em Araraquara. Depois de desempenhar um bom primeiro tempo, regido por Luan, com troca de passes e aproximação, caiu bastante na etapa final e falhou várias vezes de maneira individual. Curiosamente, Camacho era quem deixava o time em boa condição até a queda.

Vou me reservar uma análise a respeito da atuação de Luan no primeiro tempo. Participativo, fez o time ficar com a bola e produziu os melhores 45 minutos de futebol que o torcedor corinthiano acompanhou neste Campeonato Paulista.

Um dia depois de o clube abrir mão de Cazares, foi dele o passe para o belo gol de Camacho e para várias escapadas da equipe, ainda que não o acompanhasse da maneira necessária. Dominante, o Timão foi para o intervalo com um 1 a 0 justo, algo que não acontecia desde o 5 a 0 contra o Fluminense.

Além do desempenho ofensivo, chamou a atenção o número de duelos defensivos vencido por Raul Gustavo estreante como zagueiro. Canhoto e com coragem para jogar, mostrou que a rotação na zaga pode ir além da troca dos parceiros de Gil, até então dono de vaga cativa no setor.

Na etapa final, após um começo também controlado, o Corinthians viu a Ferroviária sair para o ataque e lhe empurrar para trás. Camacho, responsável por ajudar na saída de bola, era quem evitava um "abafa" adversário, mas sua saída por cansaço acabou com qualquer controle alvinegro.

O time passou a rebater diversas bolas desnecessariamente e viu o adversário ganhar corpo. Curiosamente, só tomou gol quando a opção foi outra: Xavier, que vinha em grande atuação, tentou girar sobre um atacante dentro da área, foi desarmado e viu sair o gol dos donos da casa.

O tento abriu caminho para um jogo de ataque contra ataque, sem trabalho no meio-campo e chances para os dois lados. Luan, claramente cansado, caiu de desempenho e até perdeu boa chance. Ramiro, Roni, Gabriel Pereira e Adson entraram para dar fôlego, mas o time não controlou o jogo.

Quando o ritmo caiu, porém, veio um golpe inesperado: Cássio formou barreira só com dois atletas, Adson saiu e Xandão acertou chute forte no canto do goleiro, que nem esboçou reação. O que era para ser uma noite de boas novidades terminou em um resultado amargo.

Veja mais em: Campeonato Paulista.

Veja Mais:

  • Robson Bambu e Willian participam de penúltimo treino do Corinthians antes de enfrentar o São Paulo

    Corinthians divulga relacionados para partida contra o São Paulo; veja a lista

    ver detalhes
  • Atacante Giovane está mais perto de ser adquirido em definitivo pelo Corinthians

    Corinthians agenda reunião para definir compra definitiva de Giovane

    ver detalhes
  • Matheus Araújo foi procurado pelo Sporting, mas negócio não avançou

    Corinthians recusa investida do Sporting por meia das categorias de base

    ver detalhes
  • Cássio já enfrentou rivais mais de 100 vezes com a camisa do Corinthians

    Cássio pode passar Ronaldo em número de clássicos pelo Corinthians; veja detalhes

    ver detalhes
  • Entre outubro de 2018 e dezembro de 2021, Michel Macedo atuou em apenas 30 jogos, com um gol marcado; lateral-direito conquistou o Estadual de 2019

    Corinthians é acionado na Justiça pelo lateral Michel Macedo com pedido de indenização milionária

    ver detalhes
  • Raul Gustavo vem se destacando na equipe de Vítor Pereira

    Raul Gustavo avalia sequência invicta do Corinthians e projeta clássico contra o São Paulo

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x