Miriã destaca chegada ao Corinthians após saída do Cruzeiro e comenta amizade no elenco feminino

1.1 mil visualizações 12 comentários

Miriã (no centro, de colete) ao lado de Andressinha em atividade do Corinthians; atacante comentou chegada ao clube do Parque São Jorge

Miriã (no centro, de colete) ao lado de Andressinha em atividade do Corinthians; atacante comentou chegada ao clube do Parque São Jorge

Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

A atacante Miriã é uma das atletas recém-chegadas ao Corinthians para a temporada 2021. A jogadora veio do Cruzeiro, onde esteve nos últimos três anos e, mesmo aos 22 anos, era um dos pilares da equipe mineira.

Em entrevista coletiva na manhã desta terça-feira, Miriã contou como foi a troca de um time em que já tinha uma titularidade consolidada por uma equipe em que a briga para iniciar as partidas é mais acirrada e que muitas jogadoras são presença constante nas convocações da Seleção Brasileira. Na posição dela, por exemplo, o Corinthians tem nove opções de nomes.

"Minas ainda está em processo de evolução. O Cruzeiro está há dois anos investindo, mas aqui, principalmente o Corinthians, o investimento já acontece há mais tempo. Lá ainda está em processo, aqui já é mais avançado. Treinar com essa equipe é muito bom, as meninas ajudam muito com a minha evolução, estou muito feliz de estar com jogadoras de Seleção", afirmou Miriã.

"Quando aceitei o convite, estava ciente que seria um desafio muito grande. Aceitei por essa proposta. Não gosto de ficar estacionada, então quero muito evoluir, continuar minha evolução e vir para o Corinthians significa isso. Evoluo a cada treino como pessoa, como atleta. Mato dois, três leões para encaixar nesse time do Corinthians, são todas muito boas", explicou a atacante.

Miriã chegou à equipe do Parque São Jorge sem conhecer nenhuma atleta previamente. Apesar disso, a jogadora afirmou que a adaptação tem sendo facilitada pelo elenco e comissão técnica, e que a relação com a equipe inteira é muito próxima.

"É um desafio enorme. Como fiquei três anos por lá, com a Duda, a Vanessa, dois anos com a Micaelly, era o quarteto do time. Vir para o Corinthians é diferente, não conhecia ninguém. Até me adaptar, tem uma diferença. Você está acostumada com uma coisa e chega aqui e é diferente. Mas estou me adaptando aos poucos, com o time, o espaço, os treinos e as meninas. Está sendo muito bom e quero cavar meu espaço", disse a atacante.

"Eu estou sempre ali. Sou próxima da Grazi, da Bianca, Yasmim, Portilho. Porque moram comigo. Mas lá na Argentina, me aproximei muito da Tamires, da Poli, da Paty também. Me sinto super à vontade com elas, são todas muito receptivas, todo mundo é amigo aqui. Estamos sempre juntas, é um grupo muito bom", concluiu Miriã.

Veja mais em: Corinthians Feminino e Miriã.

Veja Mais:

  • Corinthians decide a vaga nas oitavas de final da Libertadores contra o Always Ready

    Corinthians inicia venda de ingressos para jogo contra o Always Ready, na Libertadores; saiba tudo

    ver detalhes
  • Cássio falou com a imprensa no CT

    Cássio rebate pergunta sobre dificuldade do Corinthians contra o São Paulo e valoriza Arena

    ver detalhes
  • Corinthians conheceu maiores detalhes das rodadas 11 a 15 do Brasileirão

    Corinthians conhece jogos de mais cinco rodadas do Campeonato Brasileiro; veja detalhes

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians em frente à Bombonera horas antes de duelo contra o Boca Juniors - Fiel passou por apuros na Argentina

    Corinthians e FPF enviam ofícios à Conmebol para cobrar punição ao Boca Juniors

    ver detalhes
  • Colombianos passaram tranquilamente pelos bolivianos dentro de casa

    Deportivo Cali vence o Always Ready e assume liderança do grupo do Corinthians na Libertadores

    ver detalhes
  • Du Queiroz comemora o seu gol contra o Boca

    Du Queiroz é o 15º atleta da base do Corinthians a marcar um gol na Libertadores; veja lista

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x