Ramiro explica decisão por esquema de três zagueiros e fala sobre espaço para jovens no Corinthians

2.1 mil visualizações 33 comentários

Por Meu Timão

Ramiro falou sobre o esquema de três zagueiros usado pelo Corinthians no clássico contra o São Paulo

Ramiro falou sobre o esquema de três zagueiros usado pelo Corinthians no clássico contra o São Paulo

Rodrigo Coca/Ag. Corinthians

Corinthians e São Paulo se enfrentaram na noite do último domingo e a ficaram no empate em 2 a 2. A partida, que garantiu a manutenção do Tabu na Neo Química Arena, teve uma grande novidade dentro de campo: o esquema alvinegro com três zagueiros, o que não acontecia há 11 anos. Jogando nessa disposição pela primeira vez, o volante Ramiro falou sobre o processo de montagem da equipe.

Ramiro foi um dos titulares da equipe no clássico de domingo e detalhou como a equipe foi definida por Vagner Mancini nos treinos antecedentes ao clássico. Com apenas dois dias de preparação, o jogador admitiu que a maior parte do trabalho foi em conversa e não dentro do campo.

"Na véspera ele montou a equipe titular, juntamente com quem ia ficar fora, simulando o posicionamento do São Paulo. E aí a gente se prepara, não tem muito tempo para treinar, é mais na conversa, no treino rápido no campo e na concentração de cada um de colocar em prática aquilo que foi pedido pela comissão", analisou, em entrevista ao Podcast GE Corinthians.

"Acho que desde a base eu não jogava assim... Não, minto, em 2013 eu cheguei a jogar no Grêmio com três zagueiros, mas fazia quase oito anos que eu não jogava, foi uma experiência nova. A gente treinou na véspera, o Mancini adotou a estratégia, e a gente trabalhou no campo a forma que iria enfrentar o adversário, para espelhar o sistema e trazer dificuldade para eles. Acredito que outros jogadores já tinham trabalhado nesse sistema alguma vez na carreira, mas juntos foi uma experiência nova, que demandou muita concentração", completou em seguida.

Seguindo o que já havia revelado o técnico Vagner Mancini, o volante contou que a opção tática foi para "espelhar" o esquema do rival tricolor. Além disso, Ramiro explicou como a equipe fica mais ofensiva com essa disposição em campo e analisou as principais mudanças individuais necessárias para que a escalação funcione.

"Na realidade, a gente troca um jogador ofensivo por um jogador defensivo. Defensivamente, a gente fica mais protegido, então a função dos volantes não é mais tanto necessária na parte defensiva, mas aí a gente tem que atacar um pouco mais, ajudar o pessoal da frente, estar se somando lá para não chegar numa situação de linha de fundo, de término de jogada, e ter somente o centroavante na área, ter só uma ou duas opções de passe na hora da finalização. A gente teve que se adaptar também, mas os volantes e centroavantes são os menos afetados nesta troca de sistema", detalhou o corinthiano.

Além da mudança tática, a escalação alvinegra também foi marcada pela grande presença de jovens. Um deles, inclusive, acabou se destacando negativamente: o zagueiro João Victor, que fez bom jogo, foi quem cometeu o pênalti que cedeu o empate ao São Paulo. Analisando a presença dos garotos da base, Ramiro frisou que as oscilações são naturais e garantiu que todos têm o respaldo dos atletas mais experientes e da comissão técnica.

"Quanto aos meninos e a oscilação, erros e acertos vão fazer parte, principalmente no início. Eles têm que ter o respaldo da comissão e de nós, os mais velhos. Comentamos que quando ganha ou vai bem o jogador não é o craque, e quando perde não é o pior jogador do mundo. Temos de ouvir quem está no dia a dia, ter uma autocrítica, que é importante para a evolução. Eles vão acerta e errar, estaremos aqui para respaldar, e eles também buscando uma melhora com a cabeça boa e tranquila, para futuramente dar alegrias ao clube. São jogadores jovens, com uma margem de evolução grande, a gente torce para que isso aconteça e eles estejam com cabeça boa depois de uma derrota ou um erro e eles consigam seguir trabalhando", finalizou.

Veja mais em: Ramiro, Elenco do Corinthians e Majestoso.

Veja Mais:

  • Donelli deve ter nova chance na meta alvinegra com ausência de Cássio

    Corinthians não relaciona titulares para duelo contra o Novorizontino; veja lista completa

    ver detalhes
  • Reservas foram a campo para último treino antes de duelo pelo Paulistão

    Corinthians faz último treino antes de encarar o Novorizontino no domingo; veja possível time

    ver detalhes
  • Em 2016, o Corinthians comprou 50% dos direitos econômicos de Marlone por R$ 4 milhões; pelo acordo, o Timão pagaria duas parcelas de R$ 500 mil e outras 20 parcelas mensais de R$ 150 mil

    Corinthians tenta efeito suspensivo para evitar cobrança de R$ 2,1 milhões na Justiça, que é negado

    ver detalhes
  • Último jogo do Corinthians no domingo à tarde na Neo Química Arena foi contra o Vasco, no Brasileiro

    Corinthians vai atuar pela primeira vez na temporada em um domingo à tarde; relembre horários

    ver detalhes
  • Pedrinho anota o primeiro gol do Corinthians no Brasileirão Sub-17

    Corinthians supera o Internacional e estreia com vitória no Brasileirão Sub-17

    ver detalhes
  • Corinthians conheceu detalhes de seu último compromisso na fase de grupos do Paulista

    Jogo entre Corinthians e Novorizontino é confirmado à tarde; jogos da rodada serão no mesmo horário

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x