Corinthians Feminino vai atuar com mensagem contra a homofobia na camisa; veja detalhes

1.2 mil visualizações 20 comentários

Por Meu Timão

O Corinthians entra em campo a partir das 20h (de Brasília) pelo Campeonato Brasileiro Feminino e levará em seu uniforme várias mensagens de tolerância para marcar o Dia Internacional da Luta Contra a Homofobia, celebrado justamente nesta segunda-feira, dia 17 de maio.

"No Dia Internacional da Luta Contra a Homofobia, nossas atletas terão, como parte de seu uniforme, uma máscara e uma pulseira especial", escreveu o clube, que encara o Grêmio, no Parque São Jorge.

A

Reprodução

A pulseira que as jogadoras vão utilizar tem o arco-íris da bandeira LGBT, símbolo internacional na luta contra a homofobia, enquanto a máscara tem a figura de um punho cerrado em riste também nas cores do arco-íris.

Determinado em 2004, o dia foi escolhido por ser a data em que a Organização Mundial de Saúde (OMS) deixou de classificar a homossexualidade como um distúrbio mental, uma das primeiras grandes vitórias do ativismo LGBT.

Veja mais em: Corinthians Feminino.

Veja Mais:

  • Corinthians finalizou o primeiro treino preparatório para enfrentar o Bahia, no domingo, pelo Campeonato Brasileiro

    Corinthians se reapresenta e faz treino técnico e de finalizações de olho no duelo contra o Bahia

    ver detalhes
  • Paolo Guerrero deixou o Corinthians em 2015; jogador tem contrato com o Internacional até o final de 2021, mas não deve vir ao Timão

    Diretor de futebol do Corinthians nega procura por Paolo Guerrero: 'Não há interesse'

    ver detalhes
  • Organizadas do Corinthians apoiaram Movimento Salve O Corinthians e reivindicam postura da diretoria

    Movimento de torcedores e organizadas do Corinthians enviam carta com reivindicações à diretoria

    ver detalhes
  • Corinthians x Magnus realizaram clássico nesta quinta-feira

    Corinthians é derrotado pelo Magnus por 3 a 2 em jogo da Liga Nacional de Futsal

    ver detalhes
  • Da venda de Jucilei em 2011 até essas últimas penhoras das cotas do clube, o Caso J. Malucelli passou pela mesa de cinco presidentes: Andrés Sanchez, Mário Gobbi, Roberto de Andrade, Andrés Sanchez e, agora, Duilio Monteiro Alves

    Caso J. Malucelli: Corinthians paga R$ 22 milhões e tenta se livrar de outros R$ 6 mi na Justiça

    ver detalhes
  • Marquinhos começa como reserva, mas tem histórico de gols

    [Publi] Quanto vale um gol de um ex-Corinthians no jogo entre Brasil e Peru nesta quinta?

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x