Andrés Sanchez: 'Quem errou com o Jonathan Cafu não fui eu. Quem errou foi quem pediu a contratação'

27 mil visualizações 168 comentários

Por Meu Timão

Jonathan Cafu ficou poucas semanas no Corinthians e atuou apenas três jogos; atacante está emprestado ao Cuiabá

Jonathan Cafu ficou poucas semanas no Corinthians e atuou apenas três jogos; atacante está emprestado ao Cuiabá

Rodrigo Coca / Agência Corinthians

Presidente do Corinthians em três oportunidades, o ex-mandatário Andrés Sanchez voltou a falar sobre um dos assuntos muito polêmicos de sua última gestão: a contratação de alguns jogadores. Neste caso, a do atacante Jonathan Cafú.

"Todos os jogadores contratados são trazidos porque o treinador, o Cifut ou os auxiliares pediram. Todos. Até o Cafu. Eu nunca contratei ninguém que não foi pedido. Agora, quando vender o Cafu, o Léo Natel, o Davó... aí você (internauta) manda mensagem. Jogador, às vezes, não consegue jogar. E aí vai acontecer o mesmo que aconteceu com Weverton (hoje no Palmeiras), Éverton Ribeiro (hoje no Flamengo), o Marquinhos (hoje no PSG), que eram nossos... joga dois, três, cinco jogos mal... vem esses caras reclamando e o cara não consegue jogar. O amadurecimento, às vezes, é com 20, 21, 24 anos... não dá pra ter Messi toda hora no time", disse Andrés em entrevista ao canal Inteligência Ltda, no YouTube, ao rebater a pergunta de um torcedor.

"Alguém reclamou quando veio Ralf? Paulinho? Castán? Mas aí deu certo e ele (internauta) fica contente. É comentarista de resultado. Mas eu contratei jogadores que não deram resultado, mas o Corinthians não perderá dinheiro com nenhum deles", seguiu o ex-presidente do Corinthians.

Andrés Sanchez ainda seguiu sua justificativa afirmando que não foi o responsável pelas contratações de outros atletas questionados pela torcida, como Matheus Davó, Léo Natel e Sergio Dias. Segundo o ex-mandatário, ele apenas atendeu pedidos de treinadores. Na época de Jonathan Cafú, por exemplo, o técnico alvinegro era Vagner Mancini.

"Presidente pode vetar. Mas o treinador pede, diz 'quero', 'quero', 'quero'... ou você traz ou manda o técnico embora. Não tem opção. Não é eu que decido, é o treinador, o auxiliar, o maldito do Cifut, tem 40 caras dando palpite. Quem errou com o Cafu não fui eu, não. Quem errou foi quem pediu a contratação dele. Era de graça, o Corinthians não pagou nada... e o salário era R$ 210 mil, não R$ 300 mil, que também é bastante, não é pouco, não", afirmou.

"Quando se contrata, dois, três, dez... nem sempre vai acertar. Mas é preciso ter um pouco de paciência, o GP queriam matá-lo, hoje é craque. O Raul (Gustavo) estava largado no Sub-23, ninguém queria falar dele. Eu trouxe o João Vitor em 2019, só pra lembrar. Estamos passando um momento difícil, nunca foi negado, ter mais pés no chão. Não tem problema ficar dois anos sem título, eu fiquei 23 anos", concluiu o ex-presidente do Corinthians.

Veja mais em: Andrés Sanchez, Jonathan Cafu e Mercado da bola.

Veja Mais:

  • Pressão sobre Sylvinho cresceu depois da derrota do Corinthians para o São Paulo, na última segunda-feira

    Duilio banca permanência de Sylvinho mesmo em caso de derrota do Corinthians

    ver detalhes
  • Corinthians caiu para a sétima posição na tabela, mas terá confronto direto na próxima rodada

    Corinthians perde uma posição no Brasileirão após empate do Internacional; veja classificação

    ver detalhes
  • Camisa 11 do Corinthians esteve presente em todo o treinamento desta quinta-feira

    Corinthians tem volta de Renato Augusto e Giuliano em treino; veja provável escalação

    ver detalhes
  • Corinthians bateu a Ferroviária por 1 a 0 no jogo de ida da semifinal do Paulistão Feminino

    Corinthians explica motivo de mandar semifinal do Paulistão Feminino na Arena Barueri; veja nota

    ver detalhes
  • Corinthians TV não pode ser palco de ofensas a Sylvinho e Cássio

    [Andrew Sousa] Corinthians TV não pode ser palco de ofensas a Sylvinho e Cássio

    ver detalhes
  • Prefeitura de São Paulo cobra mais de R$ 15 milhões de IPTU do Corinthians referente aos anos de 2016 e 2017

    Corinthians tem pedido contra cobrança de R$15,4 milhões de IPTU negado pela Justiça

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x