Gabi Zanotti pede reajuste da premiação do Brasileiro Feminino: 'Precisa ser valorizado'

3.9 mil visualizações 43 comentários

Por Meu Timão

Gabi Zanotti no duelo entre Corinthians e Ferroviária, pela semifinal do Brasileirão

Gabi Zanotti no duelo entre Corinthians e Ferroviária, pela semifinal do Brasileirão

Celio Messias/ Ag Corinthians

Camisa 10 da equipe do Corinthians e uma das jogadoras mais experientes do elenco, Gabi Zanotti demonstrou insatisfação com o valor do prêmio pago pelo título do Campeonato Brasileiro Feminino e pediu valorização da modalidade.

"Eu não estou aqui brigando pelo Corinthians, estou brigando pela modalidade. Não é só o Corinthians, já tiveram outras equipes que poderiam ter uma premiação melhor. Não quero comparar com o masculino e querer a mesma coisa porque o produto é diferente, a gente está em outro patamar. Mas é algo que precisa ser valorizado", disse Zanotti, em entrevista ao Encontro, da TV Globo.

A reclamação se mostra válida quando se compara os valores das premiações dos dois torneios. Para o campeão feminino, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) desembolsa R$ 290 mil, enquanto para o masculino o valor é de R$ 33 milhões. É uma diferença de 113 vezes menos.

Autora de quatro gols no Brasileirão, Zanotti também comentou que a evolução da modalidade tem ficado muito mais dentro do campo. A jogadora de 36 anos está no Corinthians desde 2018 e participou da conquista de seis títulos.

"A gente vê que a modalidade está evoluindo, mas muitas coisas precisam evoluir junto. No Campeonato Brasileiro, se não me engano, a gente vai para o quinto ano sem ter reajuste de premiação. Acho que isso é inadmissível por tudo o que conseguimos conquistar nesses anos", contou.

No final, a camisa 10, que também já atuou em clubes dos Estados Unidos e China, compartilhou as diferenças na questão do investimento e visibilidade da categoria.

"Nos EUA, o futebol feminino sempre foi uma grande referência, desde o escolar até a universidade. É só acreditar e dar oportunidade. Os EUA sempre foram um grande modelo. A china e os países da Ásia estão começando também", finalizou.

Veja mais em: Gabi Zanotti e Corinthians Feminino.

Veja Mais:

  • Marcelinho Carioca fez inúmeras críticas aos jogadores e ao técnico Sylvinho durante live no canal oficial do Corinthians

    Críticas e palavras de Marcelinho Carioca incomodaram jogadores e Sylvinho no CT do Corinthians

    ver detalhes
  • Ao Meu Timão, Kyle Fuller fala sobre sua volta ao clube do Parque São Jorge e relação com a torcida

    Fuller conta ao Meu Timão detalhes de seu retorno ao Corinthians e projeta reencontro com a torcida

    ver detalhes
  • Mandaca marcou o gol da segunda vitória do Corinthians em dois jogos na atual fase do Paulista Sub-20

    Corinthians vence São Caetano em casa e segue 100% na segunda fase do Paulista Sub-20

    ver detalhes
  • O técnico Mano Menezes em sua apresentação, em 2014, ao lado do hoje diretor de futebol, Roberto de Andrade

    Duilio descarta chance de Mano Menezes assumir o Corinthians durante o seu mandato, diz Neto

    ver detalhes
  • Luan, Cantillo e Giuliano em penúltimo treino antes de enfrentar o Internacional

    Corinthians faz atividades específicas em penúltimo treino antes de visitar o Internacional

    ver detalhes
  • Tcheco permaneceu sob contrato entre os anos de 2010 e 2012, mas atuou pelo clube apenas na primeira temporada, sendo emprestado nas demais

    Justiça do Trabalho define valor de indenização do Corinthians ao ex-meia Tcheco

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x