Venha fazer parte da KTO
x

Diretor do Corinthians nega conversa por Cavani e Suárez, mas avisa: 'Achavam impossível o Willian'

31 mil visualizações 225 comentários Reportar erro

Por Tomás Rosolino e Rodrigo Vessoni, no CT Joaquim Grava

Dupla foi ligada ao Corinthians, mas diretor negou proposta aos atletas

Dupla foi ligada ao Corinthians, mas diretor negou proposta aos atletas

Imago by Getty Images

A diretoria do Corinthians deu entrevista na tarde desta terça-feira, no CT Joaquim Grava, e tratou sobre a busca do clube por um centroavante. O diretor de futebol, Roberto de Andrade, adotou cautela ao tratar do tema e negou contato com os uruguaios Edinson Cavani e Luis Suárez, mas manteve o patamar alto na busca.

"A realidade é assim: o Corinthians busca um camisa 9, todo mundo sabe disso, esses nomes que você colocou não foi colocado por nós. São grandes atletas no mundo que nós não tivemos nenhum contato, nem com o Cavani, que é o mais falado, muito menos com o Suárez", disse Roberto, antes de atiçar a expectativa da torcida.

"Mas a gente não pode subestimar o Corinthians. Quando saiu a conversa do Willian, todo mundo falava também ‘é impossível trazer um jogador com o que ele ganhava na Europa’, e as coisas acabaram dando certo. São grandes nomes, são jogadores que a gente fica monitorando", avaliou. "Não precisa ser o Cavani, esquece isso. Não tem um negócio adiantado rolando", continuou depois.

O nome de Cavani ganhou força recentemente por se tratar de um jogador com apenas mais seis meses de contrato com o Manchester United, na Inglaterra. O Timão conta com o aporte financeiro da Taunsa, grupo do interior de São Paulo formado por quatro grandes áreas do agronegócio: commodities, agricultura, agro fomento e trade, que deve ser anunciado como novo patrocinador em breve.

A negociação inicial é para estampar uma de suas marcas no uniforme, mas o grupo também trabalha com a ideia de um aporte financeiro para grandes reforços. Quem lidera as tratativas é o presidente Duilio Monteiro Alves, mas a diretoria de futebol se mantém atenta à evolução. Segundo eles, porém, não houve uma proposta ao atleta.

"Não só ele como outros também que estão em período de final de contrato e se tornam mais fáceis, mas esses dois nomes que você citou nós não tivemos conversa com ninguém, não sabemos nem se eles têm vontade de vir jogar no Brasil. A gente ouviu nos últimos dias que ele queria contrato de três anos, isso não existe porque nós não tivemos nenhum contato com eles, não sei nem de onde surgiu isso. Mas a gente não descarta ninguém, porque tudo é possível, se amanhã haverá uma conversa que pode ser que aconteça, nós estamos aqui para conversar. O máximo que pode acontecer é saber que nós não temos condições. Não vamos criar uma expectativa mentirosa para o torcedor, porque pode ser que isso não avance de forma nenhuma, mas é sabido que um 9 o Corinthians busca", concluiu.

No decorrer da coletiva, Robeto de Andrade ainda voltou a falar sobre a posição de centroavante e as opções já citadas em especulações nos últimos dias.

"Agora, um Cavani, Suárez, isso é um pouquinho mais da nossa imaginação. Mas a gente não pode nunca subestimar, de repente alguém do Cavani nos procura e fala que ele tem vontade de jogar no Brasil, não sei, a gente nunca sabe. A gente usa o exemplo do Willian, apesar dele ter saído do Corinthians, era um negócio completamente fora da realidade do mundo brasileiro. Todos vocês sabem que ele ganhava 8 milhões de euros e todo mundo sabe quanto é isso virado em real. Impossível se tornou realidade, tudo bem com a ajuda do Willian, por vontade de querer estar conosco, abriu mão, enfim, acertou nosso bolso? Perfeito! Isso pode acontecer com qualquer outro grande jogador, agora não dá para cravar que é o Cavani, Suárez nem Lewandowski, mas nós vamos trazer um 9 isso vocês podem ter certeza”, finalizou.

Alessandro Nunes, gerente de futebol, também falou sobre o assunto na sequência.

“O nosso diretor de futebol Roberto muito bem disse, não houve nenhuma situação que nós pudéssemos estar trazendo para vocês e falássemos a respeito de prazo, de número, de período, não teve algo nesse sentido. Ele é um atleta excepcional, a carreira dele diz por si só, como muitos, inclusive, na posição e é um atleta de total capacidade para que se um dia houvesse a possibilidade e oportunidade de vestir a camisa do Corinthians. A camisa do Corinthians é tão grande quanto a carreira do próprio atleta", disse.

Veja mais em: Roberto de Andrade, Alessandro, Diretoria do Corinthians e Mercado da bola.

Veja Mais:

  • Corinthians enfrenta o lanterna Santo André para manter esperanças no Paulistão

    Corinthians enfrenta o lanterna Santo André para manter esperanças no Paulistão; saiba tudo

    ver detalhes
  • Corinthians e Santo André pelo Paulistão tem apenas duas opções de transmissão

    Saiba quais são as duas únicas opções de transmissão para Corinthians e Santo André no Paulistão

    ver detalhes
  • Marcelinho Carioca encontrou Claudinei Alves, diretor de base, e Batata, coordenador técnico

    Marcelinho Carioca se encontra com diretores do Corinthians no CT da base e anuncia 'novidades'

    ver detalhes
  • Corinthians conhece detalhes da segunda fase da Copa do Brasil

    Corinthians conhece detalhes da segunda fase da Copa do Brasil; confira

    ver detalhes
  • Matías Rojas durante a partida contra a Portuguesa

    Matías Rojas: Corinthians finaliza tratativas com estafe para rescisão antecipada do contrato

    ver detalhes
  • Cássio deve retornar ao time titular do Corinthians após se recuperar de lesão

    Corinthians faz último treino antes de decisão no Paulista contra o Santo André; veja provável time

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: