Paulinho lembra cirurgia da filha e pior ano da carreira antes de chegar ao Corinthians

1.8 mil visualizações 14 comentários

Volante Paulinho treina no centro de treinamentos do Corinthians

Volante Paulinho treina no centro de treinamentos do Corinthians

Rodrigo Coca / Agência Corinthians

Paulinho voltou ao Corinthians como havia prometido no momento da sua saída, em 2013, mas passou por alguns percalços até construir o caminho. Sempre ponderado e calmo, o jogador lembrou os problemas extra-campo que acabaram refletindo no, segundo ele, pior ano da sua carreira.

"Foi praticamente um ano que fiquei fora dos gramados. Os primeiros seis, sete meses, por conta da pandemia porque não podia voltar para a China. Assim que deu abertura, aconteceu o episódio com a minha filha. E aí que vi que não era mais para retornar para a China. Aí teve a cirurgia da minha filha, onde para nós é uma coisa normal, mas para uma criança de três anos é muito sério. Fui para a Arábia, joguei dois, três meses, mas foi o momento mais complicado e pior ano como jogador na minha vida", disse o atleta, que atuou apenas quatro vezes no Al Ahli Jeddah em 2022.

"Você ficar afastado do que ama, do que gosta, da rotina, você acaba sem ter o que fazer. Estou ansioso, disposto, com vontade. Uma coisa que podem esperar sempre aqui, é minha entrega", afirmou.

Paulinho explicou que a passagem curta pelo último clube se deu única e exclusivamente pela sua decepção com o que encontrou à disposição. Sem entrar em detalhes, ele deixou claro que não gostou do que viu quando lá esteve.

"Minha ida para a Arábia, minha saída, óbvio que foi decidido com a família. Chegamos na Arábia, e vocês me conhecem, não vou chegar aqui e falar mal de um clube ou outro. Mas quando cheguei lá, encontrei situações que, para mim, não dava. Não foi problema financeiro, com técnico, com nada. Eu só não achei justo e, por isso, minha tomada de decisão por rescindir o contrato. Me colocaram como capitão, como líder como sempre tentei ser, mas como falei, encontrei situações e coisas que não estou acostumado. Sentei com a minha família e preferimos pela rescisão. Foi a melhor decisão que tivemos naquele momento para retornar ao Brasil", avaliou.

Presente nas duas últimas Copas do Mundo, o jogador ainda deixou claro que a edição deste ano, no Qatar, a princípio não faz parte dos seus planos. Vingar no Corinthians, mais uma vez, é a prioridade.

"Meu foco é o Corinthians. Obviamente que sei que é ano de Copa do Mundo, todos sonham em jogar, mas devido ao meu último ano ter sido difícil, complicado, e aí quando houve o acerto com o Corinthians, meu foco é aqui. Não consigo pensar em outra coisa antes do meu trabalho aqui. Meu foco, trabalho e ambição são com o Corinthians. Se tiver que acontecer, vai acontecer, mas estou muito feliz por estar em casa e por voltar a fazer o que amo. Meu foco é aqui dentro", concluiu.

Veja mais em: Paulinho e Treino do Corinthians.

Veja Mais:

  • Corinthians já mira o duelo contra o Always Ready, na quinta-feira

    Corinthians faz trabalhos táticos e conta com seis jogadores da base em reapresentação ao CT

    ver detalhes
  • Ramiro está emprestado ao Al Wasl, dos Emirados Árabes Unidos; clube de Dubai terá de pagar US$ 4 milhões para ficar com o meio-campista

    Corinthians deve ter a volta de seis emprestados em junho, mas apenas três têm chance de ficar no CT

    ver detalhes
  • Vítor Pereira ostenta um bom início de aproveitamento na Neo Química Arena

    Vítor Pereira tem segundo melhor início de um técnico do Corinthians na história da Arena

    ver detalhes
  • Corinthians enfrenta o América-MG pelo Brasileirão neste domingo, às 18h, na Neo Química Arena

    Corinthians inicia venda de ingressos para duelo contra o América-MG na Neo Química Arena

    ver detalhes
  • Boca Juniors vai pagar menos por casos de racismo do que Corinthians por infração a artigo que trata de propaganda no banco de reservas

    Conmebol multa Boca por racismo; valor é menor que pena ao Corinthians por propaganda no banco

    ver detalhes
  • Caio Mello não faz mais parte do quadro de funcionários do Corinthians

    Fisioterapeuta deixa o Corinthians após mais de 13 anos

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x