Coelho pede tempo a Sylvinho e descarta necessidade por 'sombra' a Cássio no Corinthians

1.4 mil visualizações 25 comentários

Por Meu Timão

Dyego Coelho descartou semelhanças com Sylvinho

Dyego Coelho descartou semelhanças com Sylvinho

Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

O técnico Dyego Coelho, que teve passagens pelo Sub-20 e pelo profissional do Corinthians, cedeu entrevista nessa quinta-feira. Ele respondeu a uma série de perguntas, inclusive sobre uma possível semelhança entre sua passagem pelo Corinthians e o atual contexto vivido pelo técnico Sylvinho no clube.

"Tem uma situação semelhante, mas o Sylvinho é o treinador do Corinthians, eu não tive essa situação de ser efetivado, contratar peças, entre outras coisas. Mas vejo nele um cara muito seguro nas decisões, por mais que tenha esse externo forte, tanto de imprensa e torcedor, mas o Corinthians é gigantesco, não tem como fugir disso, e ele foi sabendo disso. Mas ele tem um respaldo muito grande, do Duílio e do Alessandro, e isso conta bastante para ele seguir no clube", disse Coelho, ao Globo Esporte.

"Teve situações no ano passado, envolvendo família, uma série de situações, e vi que ele tinha um propósito para ele cumprir no Corinthians, e acho que ele dá conta. É um cara competente demais, tem um nível muito alto. Tem que dar tempo para esses caras trabalharem, que tem um nível realmente acima, para em um clube grande, dar certo", concluiu, sobre Sylvinho.

Além da passagem pelo Sub-20, Coelho ascendeu ao profissional em duas oportunidades, ambas de forma interina, sendo uma em 2019 e uma em 2020. Segundo o próprio, a primeira delas foi a que conseguiu entregar o melhor trabalho.

"A primeira tinha uma organização do Fábio (Carille), muito grande. A gente pega o time com uma situação de colocar para frente, pois tinha uma organização defensiva que já vinha de muito tempo. Quando o Fábio sai, a gente já tem essa facilidade, sabemos da competência que ele tem. Viramos a chavinha para um jogo mais ofensivo, e os jogadores compraram a ideia", contou Coelho.

"Na segunda passagem, encontrei o clube completamente desorganizado. E leva tempo para você organizar, vem a questão de você tentar mudar as coisas com o carro andando, e é complicado. Quando eu chego, a gente tenta traçar uma linha, mas estava realmente complicado, por uma desorganização que eu encontrei", avaliou.

Ainda que tenha assumido a categoria profissional somente como interino, Coelho não guarda mágoa por não ter sido efetivado no cargo. Segundo o treinador, a pouca idade, e a pequena experiência como treinador, colaboram para sua curta vivência como comandante técnico do Corinthians.

"Estou com 38 (anos), sei das etapas que tenho que fazer, o alicerce que tenho que criar, as coisas acontecem muito rápido no Corinthians. Fica sim uma dúvida, sobre como seria, mas não fico chateado, nada disso, foi uma oportunidade que muitos queriam e eu tive duas vezes", analisou o treinador.

Coelho ainda teve que analisar um movimento do Corinthians no mercado da bola. O treinador foi perguntado sobre a necessidade de contratar Ivan, já encaminhado com o clube, em um contexto de criar uma sombra ao goleiro Cássio, titular do Corinthians há dez temporadas.

"Convivendo com o 'Gigante', a gente tem algumas situações que as pessoas de fora precisariam saber, de um cara que é um ídolo. O profissionalismo dele é algo absurdo. Eu tenho certeza absoluta do que estou dizendo, pode ser o Ivan, qualquer outro goleiro, ele não precisa de sombra. É um goleiro que trabalha de maneira espetacular, toma conta da situação, sabe a responsabilidade que tem dentro do Corinthians. É um cara que tem totais condições de jogar por muito mais tempo", afirmou o treinador.

"Tecnicamente é evoluído, tem um jogo com os pés que melhorou bastante, mas o dia a dia com o Cássio, ele não deixa nada abaixar o nível dele. Ele continua em um nível alto, na relação com as pessoas do clube, do nível dos treinos. Independente de ter sombra ou não, ele vai sempre fazer a mesma coisa", finalizou.

Veja mais em: Dyego Coelho, Cássio e Sylvinho.

Veja Mais:

  • Corinthians publicou primeiro balancete de 2022

    Corinthians publica primeiro balancete de 2022 e registra superávit de R$7,7 milhões

    ver detalhes
  • Róger Guedes é um dos relacionados do Corinthians para a partida, mas Luan não é opção

    Corinthians divulga relacionados com desfalques para decisão contra o Always Ready; veja lista

    ver detalhes
  • Corinthians está pronto para enfrentar o Always Ready

    Corinthians finaliza preparação para enfrentar o Always Ready; veja provável escalação

    ver detalhes
  • Fagner será desfalque em duelo decisivo pela Libertadores nesta quinta-feira

    Corinthians não relaciona Fagner contra o Always Ready; veja quando ele pode voltar a jogar

    ver detalhes
  • Torcedor foi identificado e punido pelo Corinthians

    Corinthians suspende torcedor que acendeu sinalizador no Majestoso e o bane da Neo Química Arena

    ver detalhes
  • Sandor Romanelli tem em seu currículo passagens por empresas como Disney e Warner Media

    Corinthians cria superintendência comercial e anuncia contratação de novo chefe para a área

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x