Em ritmo de adeus, William admite que pode ficar para 2011

1.9 mil visualizações 0 comentários

Por Meu Timão

Paulo André, na foto com William, é um dos que podem substituir o capitão no Corinthians

Paulo André, na foto com William, é um dos que podem substituir o capitão no Corinthians

Adhil Rangel/Gazeta Press

Depois de publicar uma carta de despedida e confirmar sua aposentadoria no fim deste ano, o zagueiro corintiano William até disse adeus ao Pacaembu, no último domingo, contra o Vasco. Em entrevista coletiva, três dias depois, o capitão admitiu que ainda há uma possibilidade de continuar a jogar no próximo ano.

"Não tomo decisões impensadas. Venho ponderando há muito tempo, mas na minha vida aprendi que não pode se fechar uma porta. São 10% (de chances de jogar em 2011) por várias coisas", afirmou William, que também admitiu ouvir constantes pedidos dentro do clube para que jogue na próxima temporada.

O zagueiro, que também foi capitão do Grêmio, lembrou que durante muito tempo não achou que pudesse se transferir para o Corinthians. Assim, deixou aberta a possibilidade de jogar em 2011. "Quando se especulou minha vinda, eu falava que não tinha chance nenhuma, que tinha multa alta, e acabei vindo. A vida te ensina muitas coisas", deixou no ar.

A sucessão na defesa corintiana, e também na função de capitão, são dois problemas que o Corinthians terá para resolver sem William em 2011. Ele negou dar nomes, mas disse conversar com a direção sobre eventuais contratações para o ano que vem. Já para a passagem da braçadeira, citou quatro membros do elenco.

"A gente conversa sobre alguns jogadores, mas obviamente a minha palavra não será a definitiva. A diretoria já vem analisando nomes. Não só pela minha parada, mas em reforços que possam deixar o grupo mais forte para o ano que vem", afirmou. William negou que tenha citado o nome de Luisão, hoje no Benfica, para substituí-lo.

"Temos vários líderes. Às vezes a tarja é meramente figurativa. Ronaldo, Roberto Carlos, Chicão e Alessandro podem perfeitamente usar, estaria em boas mãos. E os outros não deixariam de ser líderes. Às vezes há outros que lideram e não são capitães", definiu.

Prestes então a realizar aquela que pode ser sua última partida, William também disse não pensar na aposentadoria a todo instante, mas sim na possibilidade de erguer o quarto troféu de campeão pelo Corinthians. "Estou focado nisso e o Corinthians tem que focar nisso. É minha preocupação, é estudar o adversário. Independente de quem entre em campo, e não é porque estão rebaixados e sem os titulares, que vai ser fácil", analisou.

Fonte: Terra

Veja Mais:

  • Fábio Carille e Jô trabalharam juntos no Corinthians, conquistando Estadual e Brasileirão na temporada 2017

    Carille tem interesse na contratação de Jô; calendário pode jogar a favor do Corinthians

    ver detalhes
  • Sainz esteve na Arena Corinthians em 2016

    Novo piloto da Ferrari gosta do Corinthians e prefere Ronaldo Fenômeno a ídolo do seu clube espanhol

    ver detalhes
  • Grupo com maioria de palmeirenses compareceu a ato contra corinthianos na Avenida Paulista

    Grupo responde manifestação pró-democracia de corinthianos em tom de ameaça

    ver detalhes
  • Corinthians corre risco de cruzeirar e também ter pontuação negativa no brasileirão?

    VÍDEO: Corinthians corre risco de cruzeirar e também ter pontuação negativa no brasileirão?

    ver detalhes
  • Carlão vestiu as cores do Corinthians entre 2005 e 2008

    Título, queda e reestruturação: Carlão relembra trajetória de extremos no Corinthians

    ver detalhes
  • Fagner é o maior assistente do Corinthians no ano

    Em bom início, Fagner já supera número de assistências de duas temporadas passadas

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

William deveria ficar pra Libertadores?

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!