Rafael Ramos é indiciado por injúria racial após conclusão de inquérito; Corinthians vai recorrer

57 mil visualizações 543 comentários

Por Meu Timão

Rafael Ramos foi indiciado por injúria racial no caso envolvendo Edenilson, do Internacional

Rafael Ramos foi indiciado por injúria racial no caso envolvendo Edenilson, do Internacional

Rodrigo Coca / Agência Corinthians

Lateral do Corinthians, Rafael Ramos foi indiciado por injúria racial no caso envolvendo o volante Edenilson, do Internacional. A decisão foi tomada após a conclusão do inquérito da polícia. O delegado Roberto Sahagoff, titular da 2ª Delegacia de Polícia Civil de Porto Alegre, foi o responsável pela decisão.

O inquérito foi enviado ao Ministério Público, que decidirá os próximos rumos do caso. O órgão pode decidir dar prosseguimento no caso ou solicitar o arquivamento do mesmo. A informação é do ge.globo.

"O caso foi concluído por mim e encaminhado ao Ministério Público. O promotor definirá se ingressa com ação, arquiva ou pede alguma diligência", disse o delegado ao site.

Na última semana, Roberto Sahagoff já havia dito que pediria o indiciamento do atleta corinthiano mesmo após o laudo da perícia oficial definir como inconclusivo o que foi dito por Rafael a Edenilson. Logo após o laudo, o atleta do Internacional se posicionou de maneira forte nas redes sociais.

Do outro lado, o Corinthians vai recorrer da decisão. A defesa, comandada por Daniel Bialski, contratado pelo Timão, vai entrar com um requerimento para cancelar o indiciamento. A ideia, segundo o ge.globo, é também fazer uma representação contra Sahagoff para apurar "abuso de autoridade e excesso".

Alessandro Nunes, gerente de futebol do Corinthians, também já tinha comentado sobre o caso e disse entender esta como uma situação absurda. Ele garantiu que os responsáveis pelos questões jurídicas do Corinthians cuidariam do caso.

A situação envolvendo Rafael Ramos e Edenilson começou no dia 14 de maio, quando as equipes se enfrentaram pelo Brasileirão. O atleta do Internacional acusou o corinthiano de chamá-lo de "macaco", o que acabou em prisão para Rafael Ramos ainda no Beira-Rio. O jogador alvinegro teve a fiança paga e foi liberado. Na ocasião, o jogador do Timão se defendeu.

Depois disso, Rafael Ramos contratou duas perícias para a investigação de sua fala. O primeiro laudo definiu que o corinthiano não disse "macaco" e o segundo confirmou o parecer do primeiro. Desde então, as partes também prestaram depoimento na Justiça.

Veja mais em: Rafael Ramos e Corinthians x Internacional.

Veja Mais:

  • Jogadores durante treino desta segunda-feira

    Corinthians treina no CT Joaquim Grava de olho na preparação para duelo decisivo na Copa do Brasil

    ver detalhes
  • Léo Mana foi convocado por Vítor Pereira ao time profisisonal

    Léo Mana é chamado ao profissional e desfalca o Corinthians em decisão no Sub-20

    ver detalhes
  • Guilherme Biro marcou um dos gols da vitória do Corinthians

    Corinthians controla o América-MG e larga na frente nas quartas de final do Brasileirão Sub-20

    ver detalhes
  • Elenco feminino do Corinthians teve baixas por lesão após o primeiro jogo das quartas de final do Brasileiro contra o Real Brasília

    Corinthians pede parecer à CBF sobre arbitragem e reforça importância do VAR no futebol feminino

    ver detalhes
  • Presidente Duílio Monteiro Alves assumiu a presidência do Corinthians em janeiro de 2021

    Atual gestão do Corinthians tem apenas 28,7% de aproveitamento em clássicos; relembre jogo a jogo

    ver detalhes
  • Mateus Vital tem treinado no CT Joaquim Grava mas ainda não foi relacionado para jogos do Corinthians

    Negociação esfria entre Corinthians e clube espanhol por Mateus Vital

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x