Torcedores do Corinthians que denunciaram racismo ganham ingressos para jogo na Argentina

1.8 mil visualizações 16 comentários

Por Meu Timão

Guilherme e Giovane já estão na Argentina para acompanhar a partida

Guilherme e Giovane já estão na Argentina para acompanhar a partida

Arquivo Pessoal

O Corinthians enfrenta o Boca Juniors na noite desta terça-feira, em partida válida pelas oitavas de final da Libertadores. O confronto será realizado na Argentina, na Bombonera, e dois torcedores corinthianos ganharam ingressos para acompanharem a partida direto do estádio.

Guilherme Vieira da Silva, 19 anos, e Giovane Marcos de Zouza, 47, foram dois dos três torcedores que denunciaram os gestos racistas de torcedores do Boca Juniors antes da partida da semana passada entre as equipes começar e acabaram não assistindo ao confronto. Na ocasião, cinco membros da torcida argentina foram detidos e dois presos.

Os dois foram diretamente para o Juizado Criminal Especial (Jecrim), localizado na Neo Química Arena para dar processo a denúncia, fornecendo provas e seus testemunhos. Porém, foram liberados apenas de madrugada, bem depois do final da partida.

No dia seguinte, os dois torcedores receberam a notícia que ganhariam os ingressos da partida de volta. O empresário Milson Januário se solidarizou com o gesto feito pelos torcedores e resolveu bancar a viagem dos corinthianos.

"Na quarta-feira, consegui terminar o serviço mais cedo e cheguei em casa umas 16h, tinha dormido cerca de duas horas só. (...) Na hora que chegou a mensagem, já estava em casa. Na hora você cria uma expectativa", disse Giovane, em entrevista ao ge.globo.

"Do nada, está vendo como Deus é bom? Nós fizemos isso por nossa dignidade, não pensando em ter um bônus em cima disso. Somos honrados, queríamos fazer a coisa certa. Foram várias sensações quando caiu a ficha", continuou.

Os torcedores ainda falaram sobre a indignação que tiveram no momento e que jamais deixariam passar em branco essa situação. Ainda na arquibancada, os policiais perguntaram se eles gostariam de seguir com com a acusação.

"Meu pai é negro, minha avó, que faleceu há muito tempo, era negra, tenho amigos negros, familiares... Eu jamais poderia ver isso acontecer na minha e não tomar uma atitude. Claro que estávamos ali pelo Corinthians, mas diante de um ato como o que ocorreu, jamais podemos nos calar", disse Guilherme.

"Tinha quinze minutos para começar o jogo. Eu apontei o cara que eu vi fazendo o gesto racista, apontei para o policiamento, para a segurança, porque era um sentimento de indignação. Eu não tinha como ficar quieto, tinha que ter feito o que fiz mesmo, barulho para os policiais pegarem o cara e ele ver que não é bagunça", completou.

O terceiro torcedor era Gabriel Breu, de 18 anos, amigo de Guilherme. O garoto não conseguiu ir para a Argentina, mas também participou do caso. Os dois colegas moram em Franco da Rocha e demoram cerca de uma hora e meia para chegar à Neo Química Arena. No dia do acontecimento receberam ajuda dos oficiais para conseguirem retornar para suas casas.

Veja mais em: Corinthians x Boca Juniors e Libertadores da América.

Veja Mais:

  • Vítor Pereira se retratou após declaração polêmica

    Vítor Pereira se retrata e explica declaração sobre medo de demissão no Corinthians

    ver detalhes
  • Corinthians venceu o primeiro jogo das quartas de final do Brasileiro Feminino

    Corinthians supera o Real Brasília fora de casa e larga em vantagem nas quartas do Brasileirão

    ver detalhes
  • Corinthians já iniciou os treinos de olho no jogo com o Atlético-GO

    Corinthians se reapresenta após derrota em Dérbi e inicia preparação para decisão na Copa do Brasil

    ver detalhes
  • Corinthians volta a jogar na Neo Química Arena com a partida das quartas de final do Brasileiro

    Corinthians anuncia mudança de jogo decisivo do Brasileiro Feminino para Neo Química Arena

    ver detalhes
  • Bernard falou sobre a possibilidade de jogar no Corinthians

    Bernard se pronuncia após informações de negociação com o Corinthians

    ver detalhes
  • Renato Augusto foi eleito o melhor do Corinthians na noite contra o Palmeiras

    Meia é eleito craque do Corinthians em noite de derrota em Dérbi; lateral é o pior

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x