Venha fazer parte da KTO
x

Augusto Melo cita patrocínio fechado por antiga diretoria e questiona intermediação: 'Tudo certo?'

8.8 mil visualizações 54 comentários Reportar erro

Por Pedro Mairton, Rodrigo Vessoni, Vitor Chicarolli e Gustavo Lima

A Ezze Seguros assumiu as costas da camisa do Corinthians no fim da gestão Duilio

A Ezze Seguros assumiu as costas da camisa do Corinthians no fim da gestão Duilio

José Manoel Idalgo

Augusto Melo se defendeu da contratação da Workserv Serviços Terceirizados, empresa prestadora de serviços que custou aos cofres do Corinthians quase o dobro do valor da antecessora, conforme noticiado pela Gazeta Esportiva no último sábado.

O presidente corinthiano rebateu a pergunta e cobrou investigação sobre a intermediação do acordo com a Ezze Seguros, patrocínio fechado na reta final da gestão de Duilio Monteiro Alves e que atualmente ocupa o espaço traseiro superior e as omoplatas da camisa alvinegra.

Procura saber a empresa que trouxe nosso patrocinador de costas (Ezze Seguros) se ela tem o CNAE. Procura saber. Você falou alguma coisa? Tá tudo certo com a empresa (intermediadora)?”, questionou Augusto Melo durante entrevista coletiva na manhã desta segunda-feira, no CT Joaquim Grava.

Conforme apuração da Gazeta Esportiva, a Workserv não possui o CNAE (Certificação Nacional de Atividades Econômicas), além de não ter autorização da Polícia Federal para prestar serviços de segurança, fatos que podem resultar na interdição da Neo Química Arena e outras instalações do Corinthians em caso de fiscalização até que o clube contrate outra prestadora de serviços regularizada.

Além disso, a reportagem ainda apontou que o Corinthians não pagou cinco meses de serviços da Verssat Segurança LTDA, antiga empresa responsável pela segurança do clube, que cobra o valor de R$ 2,6 milhões, sem incluir os juros. O proprietário da firma, Anderson Dantas, afirmou que deve entrar na Justiça ainda neste mês caso não haja uma resolução sobre o caso.

A substituição entre as duas prestadoras de serviços ocorreu no último mês de maio. Mesmo sem ter o CNAE, a Workserv cobra R$ 359,9 mil apenas pelo serviço de segurança, enquanto a nota fiscal da Verssat consta o valor de R$ 176,8 mil pelo mesmo trabalho.

Segundo apurou o jornalista Flávio Ortega, apresentador do programa Tabelando no YouTube do Meu Timão, a Ezze Seguros planeja divulgar uma nota em breve para responder o questionamento de Augusto Melo sobre uma possível irregularidade na empresa que intermediou o patrocínio.

Veja mais em: Patrocinador do Corinthians, Augusto Melo, Diretoria do Corinthians, Presidentes do Corinthians e Duílio Monteiro Alves.

Veja Mais:

  • Athletico-PR e Corinthians tem até três opções de transmissão

    Saiba como assistir ao jogo do Corinthians contra o Athletico-PR pelo Brasileirão

    ver detalhes
  • Carlos Miguel nem sequer viajou para Curitiba

    Carlos Miguel irrita Corinthians após desfalque e não joga mais pelo clube

    ver detalhes
  • Corinthians enfrenta o Athletico às 16h, na Ligga Arena

    Corinthians visita Athletico-PR em busca de encerrar sequência negativa no Brasileiro; saiba tudo

    ver detalhes
  • Defesa do empresário Alex Cassundé afirma que ele é vítima em suposto esquema de 'laranja' envolvendo o Corinthians

    Defesa de Alex Cassundé diz que ele é vítima em possível esquema de laranja envolvendo o Corinthians

    ver detalhes
  • O último jogo de Pedro Raul como titular do Corinthians foi diante do Red Bull Bragantino, há dois meses atrás

    Atacante do Corinthians pode completar sétimo jogo no Brasileiro em meio a conversas por saída

    ver detalhes
  • Corinthians desembarcou neste sábado em Curitiba

    Corinthians desembarca em Curitiba com 26 jogadores para enfrentar o Athletico-PR; veja lista

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: