Preparador vê desgaste físico do Corinthians como fruto da tabela

221 visualizações 0 comentários

Por Meu Timão

'Um pouco esquisito, porque deveria ser agora que os jogadores estariam no melhor de suas formas'. A declaração foi do zagueiro Paulo André, estranhando o cansaço de seus colegas nesta reta final do Campeonato Brasileiro. Para Fábio Mahseredjian, porém, é hipocrisia pensar que jogadores de grandes clubes estarão no auge neste momento, em final de temporada.

'Evidentemente que se prepara a equipe para estar no auge nos dois últimos meses, mas isso é meio utópico. Tem que estar no auge o tempo todo, não podemos ser hipócritas. Em qualquer campeonato que começar perdendo, cai todo mundo. O auge é o próximo jogo. O calendário brasileiro, extenso do jeito que é, te faz viajar para tudo quanto é lado. Para nosso torcedor, não interessa se o time está cansado ou não, cobra-se performance, o que é natural', respondeu.

O exemplo maior de desgaste no elenco é Liedson. O atacante, que tem três operações no joelho esquerdo (duas quando ainda pertencia ao Sporting e a última já sob cuidados do Corinthians), visivelmente vem sofrendo para estar em campo. Algo que Mahseredjian não precisa esconder.

'Vejo principalmente um atleta que está extremamente desgastado. É o caso do Liedson, pois ele não tem férias desde a Copa do Mundo de 2010 (em que defendeu Portugal). Ele veio direto do Sporting para o Corinthians depois. Ele não tem grande massa muscular, é mais frágil fisicamente falando. Os outros, nem tanto, não vejo dessa forma (como tem visto Paulo André)', emendou.

Para amenizar os males da reta final, a comissão técnica tem procurado dosar a programação de trabalhos. Desde a semana passada, não há mais os treinos em dois períodos às quartas-feiras. Por outro lado, se o volume de atividades diminuiu um pouco, a intensidade deles aumentou. Que digam os jogadores, como o meia Danilo, um dos poucos atletas fisicamente 'inteiros' do grupo.

'O Tite (técnico) está certo em cobrar, principalmente nos treinos de quinta-feira, quando é mais forte. No treino de sexta, é mais baixa (a intensidade)', analisou o camisa 20 do Corinthians.

Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Mais:

  • Love se junta a Pedrinho e também não volta ao Corinthians pós-paralisação do futebol

    Corinthians melhora termos de rescisão e economiza com saída de Love; cenário inverte com Jô

    ver detalhes
  • Vagner Love em atividade no CT Joaquim Grava; atacante deixa o clube

    Corinthians anuncia saída de Vagner Love

    ver detalhes
  • Corinthians pode voltar a treinar em breve

    FPF detalha reunião com clubes e aguarda aval do Governo para volta dos treinos

    ver detalhes
  • Essa informação da Europa desafia Tiago Nunes e pode afetar Corinthians em 2020

    [Vitor Chicarolli] Essa informação da Europa desafia Tiago Nunes e pode afetar Corinthians em 2020

    ver detalhes
  • Ainda não há previsão de quando o Corinthians voltará a entrar em campo nesta temporada

    Enquete do Meu Timão mostra que redução salarial no Corinthians deveria ser maior; veja resultado

    ver detalhes
  • Armador é um dos nomes mais antigos no projeto que trouxe o Corinthians de volta ao basquete

    Armador valoriza volta do Corinthians ao basquete e prioriza permanência caso projeto continue

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!