Tropeço 'normal' em 2010 leva Emerson a confiar no Palmeiras

739 visualizações 0 comentários

Por Meu Timão

Passado quase um ano do revés do Palmeiras para o Fluminense, no fim do segundo turno do Campeonato Brasileiro de 2010, há corintiano que ainda não perdoa a suposta má vontade alviverde diante do adversário carioca, que em seguida seria campeão. Na época concorrente ao título, o Corinthians se sentiu prejudicado. Para Emerson, no entanto, o time tricolor não encontrou facilidade naquele jogo, em Barueri.

'Achei um jogo normal, como todos os outros do campeonato. Foi jogo difícil, contra um clube que tem uma história linda no futebol brasileiro, foi campeão várias vezes', analisou o atacante alvinegro, que na ocasião defendia o Fluminense.

Naquela partida, disputada em 28 de novembro de 2010, o Palmeiras inaugurou o marcador da Arena Barueri com arremate de longa distância do atacante Dinei, aos três minutos. Jogando como visitante, o Fluminense buscou o empate 15 minutos mais tarde e só confirmou a vitória depois do intervalo, sendo que o goleiro palmeirense Deola fez ótimas defesas e até foi vaiado por parte da torcida, que queria ver o time entregar a partida para não favorecer o arquirrival.

Nesta semana, o cenário lembra bastante o do fim da temporada passada. Sem pretensões maiores do que garantir matematicamente a permanência na primeira divisão, o Palmeiras recebe o vice-líder Vasco, na noite de quarta-feira. Um tropeço garantiria o time carioca ao menos na cola do rival Corinthians, que lidera a competição apenas por ter mais vitórias (17 contra 16).

Crente de que os comandados do técnico Luiz Felipe Scolari não facilitaram para o Fluminense em 2010, em Barueri, Emerson confia que o Palmeiras dará seu máximo também no Pacaembu.

'Existem grandes profissionais, que vão honrar a camisa do Palmeiras, porque é assim que tem que ser, porque é o clube que paga o salário e, acima de tudo, têm que ter profissionalismo. Mas não tenho muito que falar do Palmeiras. Nosso foco é o Ceará', destacou o camisa 11, fazendo menção ao jogo do Corinthians, diante do time cearense, no mesmo dia, no Presidente Vargas.

Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Mais:

  • Giovanny em ação na final da Copa do Brasil Sub-17, diante do Palmeiras, no Pacaembu, em novembro de 2017

    Chega ao fim contrato de atacante que não atuou pelo Corinthians por quase três anos

    ver detalhes
  • Corinthians fez vídeo para se posicionar contra o racismo

    Vidas negras importam: Corinthians destaca ídolos e vítimas recentes em vídeo contra o racismo

    ver detalhes
  • Passo a passo: a participação de torcedores no protesto pela democracia na Avenida Paulista

    VÍDEO: Passo a passo: a participação de torcedores no protesto pela democracia na Avenida Paulista

    ver detalhes
  • Gabriel fez o que poucos corinthianos (e brasileiros) fizeram

    [Vitor Chicarolli] Gabriel fez o que poucos corinthianos (e brasileiros) fizeram

    ver detalhes
  • Conflito entre policiais e grupo pró-democracia marcam domingo na Avenida Paulista

    PM explica uso de bombas para dispersar grupo onde protestavam corinthianos na Paulista

    ver detalhes
  • Cerca de 500 corinthianos marcam presença na Avenida Paulista neste domingo

    Torcida do Corinthians ganha apoio de rivais em ato pró-democracia na Avenida Paulista; veja vídeo

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!