Post de Lucas no fórum "Notícias" do Meu Timão

Vocês pensam que é fácil assim, que o cara vai chegar aqui, tomar conta do Clube, não vai mudar nada, e vai investir só porque 'gosta de Futebol'.

Quem dera.

Eles querem saber de DINHEIRO, LUCRO, a economia Brasileira está defasada desde 2014, só vai se recuperar daqui alguns bons anos, ou seja, se vierem pra cá serão aventureiros.

Tem Manchester City, Liverpool, PSG? Tem sim, mas tem também Málaga(segunda divisão), Manchester United(Não disputa nada a anos), Milan(Mesma situação do Man Utd).

Se tiver dando prejuízo, a primeira coisa que eles vão fazer é se retirar, a última coisa que eles vão pensar é na Torcida, é no lado cultural que envolve o Clube de Futebol.

Posso citar aqui o exemplo das Universidades, as públicas são destaques mundialmente, as privadas estão com escândalos e mais escândalos nas costas e porque? Muito porque o 'compromisso com a educação' não está nas privadas, elas querem LUCRO, já as públicas tem como objetivo maior formar bons profissionais e bons cidadãos, e é isso que gera maior destaque e maior reconhecimento.

Precisamos de gente COMPETENTE na frente do Clube, e a simples privatização não garante isso.

em Notícias > Rodrigo Maia quer abrir futebol brasileiro para investidores!

Em resposta ao tópico:

Rodrigo Maia quer abrir futebol brasileiro para investidores nos moldes dos clubes europeus

O presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), anunciou nesta terça-feira que pretende apresentar um projeto de lei para abrir o futebol brasileiro aos investidores estrangeiros. O parlamentar Fluminense disse que quer enviar ao Congresso nos próximos meses o pacote para profissionalizar a estrutura dos clubes.

Ele é favorável ao modelo adotado pelos grandes clubes europeus. O Paris Saint-Germain, o Liverpool e o Manchester City são controlados por grupos estrangeiros. O deputado contou que a intenção é tornar os clubes mais fortes financeiramente para conseguir manter os jogadores no país. Nesta terça, ele discutiu o tema com o presidente da CBF, Rogério Caboclo.


- Entendemos que o futebol brasileiro precisa de mais capital, de capital estrangeiro também. Na minha opinião, não vai ter capital privado sem uma estrutura profissional do futebol - afirmou Maia, que defendeu duas vezes a entrada de investidores estrangeiros no futebol brasileiro.

O presidente da Câmara disse que já discutiu com o Ministro da Economia, Paulo Guedes, o assunto. Maia contou que está preocupado com a situação financeira dos times brasileiros. Ele classificou a forma de administração da maioria de “primária, primitiva e atrasada”.
- Um clube associativo não vai atrair capital estrangeiro. Fora o Flamengo, o Corinthians e o Palmeiras, os demais clubes caminham para uma situação de inviabilidade. O atual modelo não gera bons clubes de futebol - disse o presidente da Câmara dos Deputados, que é torcedor do Botafogo.

De acordo com Maia, o novo projeto terá que obrigar os clubes a se tornarem empresa. Ele disse que a intenção é oferecer incentivos tributários para os times aderirem ao novo formato. Um dos incentivos seria transição de três até cinco anos sem pagar imposto.
- Temos que construir incentivos para que o novo modelo tenha mais vantagens que o modelo associativo. O benefício tem que ser para quem quer modernizar e não para quem vai manter no atraso - disse o presidente da Câmara.
O governo já tentou obrigar os clubes a se tornarem empresas, mas não conseguiu. Nos anos 90, a Lei Zico foi aprovada com a obrigatoriedade. No ano seguinte, com os cartolas se recusando a aderirem ao novo modelo, uma emenda tornou facultativo a transformação do clube em empresa. Em 2015, o governo editou o Profut, lei que auxilia na renegociação das dívidas dos clubes de futebol e federações. Quatro anos depois, clubes das Série A e B já acumulavam quase R$ 100 milhões de dívidas referentes aos débitos tributários e previdenciários.

Responder ao post do Lucas

Réplicas desse post

Avatar de Murilo Augusto

Por Murilo Augusto que tem 2157 posts no fórum
em 10/09/2019 às 13:15

É nada mais do que 'sorte', ter uma equipe profissional administrativamente. Mas creio que só de sair dessa palhaçada de políticos no comando de clubes vai melhorar, talvez infelizmente não pra nós, mas para o futebol brasileiro, pior que esta não fica mano

Avatar de Claudio

Por Claudio que tem 18592 posts no fórum
em 11/09/2019 às 01:05

Compartilho da sua opiniao!

Avatar de Wanderley

Por Wanderley que tem 459 posts no fórum
em 20/09/2019 às 18:00

Já que falou que eles visam o lucro em si, me fale um Clube-Empresa que de lucro