Libertadores

Titulos conquistados pelo Corinthians - Libertadores
Corinthians foi, pela primeira vez, campeão da Libertadores Feminina

O futebol feminino vem numa crescente no cenário nacional, e no que diz respeito à mulherada do Corinthians na temporada 2017, não há nada que reclamar! Pelo contrário, as meninas do Timão trouxeram para casa a taça inédita da Libertadores

Foto: Divulgação/Conmebol 

Para chegar até a finalíssima, as atletas tiveram que superar: Sportivo Limpeño, que era o atual campeão, pelo placar de 2 a 0; Deportivo Ita, por 6 a 1; Santa Fe, por 2 a 1; Cerro Porteño por 3 a 0. 

O jogo da final foi para cardíaco. Diante do Colo-Colo, o Corinthians começou pressionando, se lançando ao ataque, mas foi um lance que chamou a atenção no primeiro tempo, a jogadora adversária colocou a mão duas vezes na bola dentro da área, mas a juíza não assinalou pênalti para a equipe brasileira. E não foi somente essa vez, no segundo tempo, outra jogadora chilena encostou a mão na bola e arbitragem não anotou o penal. Haja coração!

Incrivelmente, a equipe brasileira teve uma jogadora injustamente expulsa. Raquel se levantou dentro da área e viu a jogadora chilena gritar no seu ouvido, ao passar por ela, a atleta do Colo-Colo simulou ter levado um golpe e a brasileira foi expulsa. 

Ainda antes do fim da partida, o Corinthians teve mais uma penalidade não marcada. 

Sendo assim, a decisão ficou para os pênaltis. Mas o Timão tinha do seu lado a goleira Lelê, que defendeu duas cobranças e deu o título, mais que merecido, ao Corinthians! 

DESTAQUES

Foto: Divulgação/Twitter

"Não tenho palavras ainda. Sem dúvida, é muita emoção, gratidão, felicidade. Sabíamos que ia ser no detalhe, pois batemos na trave duas vezes e falamos que não dava para fechar o ano sem um título. Deu um gostinho a mais conquistar a Libertadores", declarou Letícia (Lelê) à Gazeta Esportiva, referindo-se ao vice nacional e a eliminação nas semifinais do Campeonato Paulista. 

O gol do título inédito saiu dos pés de uma jogadora-prodígio. Ana Vitória tem apenas 17 anos e já tem muita história na bagagem. 

Foto: Divulgação

"A única coisa que passou em minha cabeça naquele momento era o modo de como iria bater o pênalti, pois estava bastante concentrada. Na hora da cobrança era como tivesse apenas eu, a bola e a goleira no estádio, mas eu estava muito concentrada e tive a felicidade em converter a cobrança e de certo modo ajudar minha equipe", declarou. 

A conquista alvinegra na modalidade feminina, é quarta do país na competição. Antes do Corinthians, Santos (duas vezes), Ferroviária e o São José. A taça levantada pela mulherada do Parque São Jorge foi destaque no site da FIFA

A publicação da entidade máxima do futebol, destaca o fato do título ter voltado para o Brasil.

"O Corinthians/Audax foi premiado campeões da Copa Libertadores pela primeira vez neste sábado, depois de uma vitória tensa contra o Colo-Colo, do Chile, nos pênaltis", diz o texto. 

Como a conquista, as meninas tiveram muito destaque e merecidamente receberam mensagens de carinho tanto de jogadores, do técnico Fábio Carille, quanto de estrelas mundiais, como a melhor do mundo, Marta

Apesar do sucesso obtido na parceria com o Audax, a equipe do Parque São Jorge não deve prosseguir com a parceria, lançando um time independente para a próxima temporada.  

O time feminino do Corinthians encerrou a temporada com números de se encher de orgulho. A equipe do técnico Arthur Elias tem média de três gols por partida, em 47 jogos anotaram 149 tentos, as redes alvinegras foram balançadas apenas 23 vezes, uma média de 0,4 gols por partida e 75% de aproveitamento nos pontos conquistados no ano de 2017. 

 

 

 

 

 

Comentários

  • 1000 caracteres restantes