André

de São Paulo

André de Oliveira

Torcedor do site número: 421.811, cadastrado desde 19/10/2013

Aqui é Corinthians

male

Estatísticas no Meu Timão

Última atividade no site em 27/05/2018 às 19h51

Ranking do Fórum

2.285º lugar

Ver Ranking

Ranking de comentários

3.297º lugar

Ver Ranking

256 Comentários

93% de aprovação

593 Posts

73% de aprovação

12 Tópicos

4.894 Visualizações

1.631 Views por tópico

Atividades do André no Meu Timão

Última interação no site em 27/05/2018 às 17h57

  • André

    André comentou na notícia: "Mantuan falha, Corinthians cede virada ao Internacional e perde a segunda com Loss"

    há 4 semanas

    Muita calma nessa hora.

    detalhes do comentário
  • André

    André comentou na notícia: "Comentário de Walter no Meu Timão"

    há 1 mês

    Sr.Walter,
    Com toda a certeza não me conhece, sou frequente não só na Arena mas como jogos fora de casa, e mesmo se eu não fosse, não me faz mais corinthiano que a ou b como o sr acha nessa terra sem lei que é a internet.

    Minha opinião é essa, ela é fraca e se der pra dar uma oportunidade pra outro(a) profissional, legal!

    Abraços, Vai Corinthians!

    detalhes do comentário
  • André

    André comentou na notícia: "'Salve, salve, Nação Corinthiana!': conheça Chris Lima, mulher que dá voz à Arena"

    há 1 mês

    Minha Humilde opinião,
    Voz com zero emoção, parece que tá orientando e apresentando um velório, e isso não tem nada ver por ser mulher ou isso ou aquilo, é porque é muito ruim mesmo, deveria abrir espaço pra outras pessoas independente do sexo.

    detalhes do comentário
  • André

    André postou em Humor, no tópico "Bandeirão PPV"

    há 4 meses

    Concordo, estão tirando a espontaneidade que sempre tivemos, estão aos poucos moldando a torcida para se comportar do jeito que a mídia ou o clube quer, time do povo, a torcida que tem um time, essas frases serve apenas para vender porque na pratica foi perdido a tempos, graças a conformidade da sua própria torcida.. Infelizmente

    detalhes do post
  • André

    André postou em Humor, no tópico "Bandeirão PPV"

    há 4 meses

    Rapaziada isso é além do bandeirão, fiz um post de manhã sobre o assunto tem um texto de uma mina que resume bem, não devemos cair no conformismo e tentar defender o indefensável.. O que vem acontecendo é terrivel!

    http://espnfc.espn.com.br/corinthians/corintia/17998-deixe-a-festa-pro-povo-corinthians-a-bandeira-que-importa-tremulava-enquanto-leiloavam-a-torcida http://espnfc.espn.com.br/corinthians/corintia/17998-deixe-a-festa-pro-povo-corinthians-a-bandeira-que-importa-tremulava-enquanto-leiloavam-a-torcida espnfc.espn.com.br

    Há alguns anos venho criticando o modo como o marketing do Corinthians se comporta em relação à torcida. Daqui de fora parece que nos enxergam como meros números, parte de nós como dinheiro e outra parte como objetos de leilão. Não é de hoje que reclamo disso, há dois anos fiz esse post sobre como nos tratam como moeda de troca.


    E aqui gostaria de tratar com a propriedade que posso sobre esse tema: acima de qualquer bom senso, o marketing do Corinthians vende nossas vozes, nossa festa e nossa paixão aos anunciantes como algo 'comercializável'.


    Se outrora o projeto da Nike chamado República Popular do Corinthians foi de grande sucesso, talvez um dos melhores projetos na relação torcedor-marca que já vi, isso teve um preço: a cada jogo, subia um bonito bandeirão no Tobogã do Pacaembu com os dizeres 'República Popular do Corinthians'. Não seria nada terrível não fosse um detalhe: logo abaixo do escudo do projeto havia um logo da Nike.


    Corta para 2017: na final entre Corinthians e Ponte Preta válida pelo Campeonato Paulista, um bandeirão sobe no setor Leste inferior da Arena Corinthians. Nele, os dizeres da campanha 'Fé Alvinegra' tremulavam em cima de milhares de torcedores. Ali, também figurava um logo da Nike.


    E então em 2018 novamente uma ação, dessa vez do Premiere. No setor Leste, uma bandeira é puxada pra cima revelando um carismático 'Vai Corinthians' com um logo da emissora nas laterais.


    Neste momento o torcedor pode até se perguntar 'Mas e daí? O que tem demais nisso? Tão dando dinheiro pra nós, é o que vale.' - e eu retruco a pergunta: devemos achar normal o clube rifar nossa torcida a quem pagar melhor?


    O problema em comum entre todos esses episódios esbarra em mais detalhes do que simplesmente patrocinar uma bandeira. Ainda que o torcedor aceitasse isso de forma passiva, sem questionar, apenas na boa vontade visando o bem do clube que recebeu esse dinheiro da marca, devemos pensar que há algo de muito errado nisso. Moralmente e éticamente errado.


    Ainda que eu seja contra muitas das pautas forçadas pela mercantilização do futebol, acredito que seja possível estabelecer uma boa relação entre marca e torcedores. Acredito mesmo na boa vontade daquele torcedor que compra das marcas que patrocinam o clube no intuito de fortalecer e ajudar o time. Acredito que o Corinthians possa fazer parcerias legais envolvendo descontos, promoções e diversas ações que não incluam leiloar seu maior bem que é a torcida.


    Enquanto a festa promovida pelo povo segue vetada, desde bandeirinhas, bandeirões, instrumentos e até papéis picados, as marcas se aproveitam para embutir uma festa pasteurizada e sem brilho goela abaixo dos torcedores.


    Aquilo que aconteceu em Itaquera obviamente não foi avisado a quem ficou debaixo do bandeirão. Quem levantou o mosaico também não sabia o que ele dizia. A festa promovida pelo próprio clube no setor Leste pode até ser com a melhor das intenções, mas fere profundamente o orgulho da torcida. Todos ali concordariam em levantar essa bandeira? Pergunto mais: depois de ver nossa torcida ser covardemente espancada muitas vezes por levantar faixas de protesto contra a Globo, o clube aceita um patrocínio desses?


    Quem quer ficar reconhecido por ter levantado o bandeirão de uma marca sem saber? Eu que não quero. E lamento pelos amigos que ali estavam, pois meu desgosto no setor Norte ao ver aquilo foi realmente grande.


    Ao marketing do Corinthians, deixo meu recado: deixem a festa para quem sabe fazer a festa como poucos. A Fiel Torcida é incrível, criativa, imensa em suas ações. Não existe torcedor que não se emocione com uma recepção da torcida corinthiana no estádio. Não tem jogador que não se arrepie com nossa paixão.


    Deixem a festa para o povo, Corinthians. É preciso enxergar os limites, é preciso entender que o ótimo muitas vezes é inimigo do bom. Não acho que exista maldade em muitos dos eventos promovidos pelo clube, mas 'vender' um bandeirão para uma marca, seja ela qual for, foi de um mal gosto tremendo. Na realidade muito mais que mal gosto, considero isso um desrespeito à muitos torcedores.


    Sabendo separar marca, torcida e essa parceria entre ambos, tudo dá certo. É preciso achar o meio termo sem precisar nos vender.


    gazetapress
    Resistir é preciso. Devolvam a festa para o povo.

    No meio de tudo isso, uma bandeirinha com o escudo do Corinthians tremulava presa em uma muleta logo atrás de mim. Uma das cenas mais bonitas que vi em Itaquera. Resistir e criticar é preciso.

    detalhes do post
  • André

    André postou em Bate-Papo da Torcida, no tópico "Deixe a festa para o povo, Corinthians! A bandeira que importa tremulava enquanto leiloavam a torcida"

    há 4 meses

    Respeito o seu modo de pensar Danilo e também não estou querendo impor a minha opinião mas não é qualquer empresa e sim aquela que reprimi o torcedor não só o nosso e sim de todos, ontem mesmo viralizou na internet torcedores de outros times ridicularizando o elo criado assim dando ao entender que somos favorecidos e beneficiados por ela, mas o texto vai além, é um alerta para enxergar o que tem acontecido com a nossa torcida que está deixando de ser espontânea e se moldando ao que o clube quer que aconteça.. Isso não é a Fiel Torcida

    detalhes do post
  • André

    André postou em Bate-Papo da Torcida, no tópico "Deixe a festa para o povo, Corinthians! A bandeira que importa tremulava enquanto leiloavam a torcida"

    há 4 meses

    Um fato muito importante aconteceu no último jogo que eu percebi porém passou despercebido por muitos, indico a leitura a todos Corinthians ..

    http://espnfc.espn.com.br/corinthians/corintia/17998-deixe-a-festa-pro-povo-corinthians-a-bandeira-que-importa-tremulava-enquanto-leiloavam-a-torcida http://espnfc.espn.com.br/corinthians/corintia/17998-deixe-a-festa-pro-povo-corinthians-a-bandeira-que-importa-tremulava-enquanto-leiloavam-a-torcida espnfc.espn.com.br

    Há alguns anos venho criticando o modo como o marketing do Corinthians se comporta em relação à torcida. Daqui de fora parece que nos enxergam como meros números, parte de nós como dinheiro e outra parte como objetos de leilão. Não é de hoje que reclamo disso, há dois anos fiz esse post sobre como nos tratam como moeda de troca.


    E aqui gostaria de tratar com a propriedade que posso sobre esse tema: acima de qualquer bom senso, o marketing do Corinthians vende nossas vozes, nossa festa e nossa paixão aos anunciantes como algo 'comercializável'.


    Se outrora o projeto da Nike chamado República Popular do Corinthians foi de grande sucesso, talvez um dos melhores projetos na relação torcedor-marca que já vi, isso teve um preço: a cada jogo, subia um bonito bandeirão no Tobogã do Pacaembu com os dizeres 'República Popular do Corinthians'. Não seria nada terrível não fosse um detalhe: logo abaixo do escudo do projeto havia um logo da Nike.


    Corta para 2017: na final entre Corinthians e Ponte Preta válida pelo Campeonato Paulista, um bandeirão sobe no setor Leste inferior da Arena Corinthians. Nele, os dizeres da campanha 'Fé Alvinegra' tremulavam em cima de milhares de torcedores. Ali, também figurava um logo da Nike.


    E então em 2018 novamente uma ação, dessa vez do Premiere. No setor Leste, uma bandeira é puxada pra cima revelando um carismático 'Vai Corinthians' com um logo da emissora nas laterais.


    Neste momento o torcedor pode até se perguntar 'Mas e daí? O que tem demais nisso? Tão dando dinheiro pra nós, é o que vale.' - e eu retruco a pergunta: devemos achar normal o clube rifar nossa torcida a quem pagar melhor?


    O problema em comum entre todos esses episódios esbarra em mais detalhes do que simplesmente patrocinar uma bandeira. Ainda que o torcedor aceitasse isso de forma passiva, sem questionar, apenas na boa vontade visando o bem do clube que recebeu esse dinheiro da marca, devemos pensar que há algo de muito errado nisso. Moralmente e eticamente errado.


    Ainda que eu seja contra muitas das pautas forçadas pela mercantilização do futebol, acredito que seja possível estabelecer uma boa relação entre marca e torcedores. Acredito mesmo na boa vontade daquele torcedor que compra das marcas que patrocinam o clube no intuito de fortalecer e ajudar o time. Acredito que o Corinthians possa fazer parcerias legais envolvendo descontos, promoções e diversas ações que não incluam leiloar seu maior bem que é a torcida.


    Enquanto a festa promovida pelo povo segue vetada, desde bandeirinhas, bandeirões, instrumentos e até papéis picados, as marcas se aproveitam para embutir uma festa pasteurizada e sem brilho goela abaixo dos torcedores.


    Aquilo que aconteceu em Itaquera obviamente não foi avisado a quem ficou debaixo do bandeirão. Quem levantou o mosaico também não sabia o que ele dizia. A festa promovida pelo próprio clube no setor Leste pode até ser com a melhor das intenções, mas fere profundamente o orgulho da torcida. Todos ali concordariam em levantar essa bandeira? Pergunto mais: depois de ver nossa torcida ser covardemente espancada muitas vezes por levantar faixas de protesto contra a Globo, o clube aceita um patrocínio desses?


    Quem quer ficar reconhecido por ter levantado o bandeirão de uma marca sem saber? Eu que não quero. E lamento pelos amigos que ali estavam, pois meu desgosto no setor Norte ao ver aquilo foi realmente grande.


    Ao marketing do Corinthians, deixo meu recado: deixem a festa para quem sabe fazer a festa como poucos. A Fiel Torcida é incrível, criativa, imensa em suas ações. Não existe torcedor que não se emocione com uma recepção da torcida corinthiana no estádio. Não tem jogador que não se arrepie com nossa paixão.


    Deixem a festa para o povo, Corinthians. É preciso entender os limites, é preciso entender que o ótimo muitas vezes é inimigo do bom. Não acho que exista maldade em muitos dos eventos promovidos pelo clube, mas 'vender' um bandeirão para uma marca, seja ela qual for, foi de um mal gosto tremendo. Na realidade muito mais que mal gosto, considero isso um desrespeito à muitos torcedores.


    Sabendo separar marca, torcida e essa parceria entre ambos, tudo dá certo. É preciso enxergar o meio termo sem precisar nos vender.

    No meio de tudo isso, uma bandeirinha com o escudo do Corinthians tremulava presa em uma muleta logo atrás de mim. Uma das cenas mais bonitas que vi em Itaquera. Resistir e criticar é preciso.

    detalhes do post
  • André

    André comentou na notícia: "Fiel se posiciona sobre possível volta de Guerrero ao Corinthians; veja resultado de enquete"

    há 5 meses

    Rapaziada, não existe a possibilidade, parem de passar vergonha pelo amor de Deus..
    só tá valorizando o cara a troco de nada
    Parabéns Neto, Você conseguiu!

    detalhes do comentário
  • André

    André comentou na notícia: "Corinthians apresenta time de basquete masculino no CT; estreia oficial acontece em março"

    há 5 meses

    Esporte da hora uma pena que no Brasil há pouco investimento,
    Mas a FIEL quer saber mesmo é das camisas kkkkk

    VAI CORINTHIANS!

    detalhes do comentário
  • André

    André postou em Notícias, no tópico "Corinthians renova com Nike até 2029 e recebe luvas de R$ 25 milhões;"

    há 6 meses

    Tem que ser investigado isso ai

    detalhes do post
`