Mauro
Mauro

Mauro Kac


68 anos, de Campinas

Torcedor do site número: 549.010

cadastrado desde 19/10/2016

Aqui é Corinthians

male

Acessos no Meu Timão

Último acesso em 10/04/2021

Atividade de Mauro Kac no Meu Timão

Ranking do Fórum

7.793º lugar

Ver Ranking

Ranking de comentários

Faltam 38 comentários para o Mauro entrar no ranking

Ver Ranking

12 Comentários

92% de aprovação

187 Posts

76% de aprovação

49 Tópicos

12.017 Visualizações

6.009 Views por tópico

Última atividade no site em 10/04/2021 às 15h13

Mauro Kac avalia 88.57% como positivo

Jogos do Corinthians com Mauro Kac na torcida do Timão

1 jogo

33% de aproveitamento

2 Gols comemorados

2.00 Por partida

2 Gols não comemorados

2.00 Por partida

0 Vitórias

0% saiu
comemorando

1 Empate

100% sem sorrir e
sem chorar

0 Outro

0% Nem venceu e
nem empatou

Posts e comentários do Mauro

Última interação no site em 08/09/2020 às 23h20

  • Mauro

    Mauro postou em Bate-Papo da Torcida, no tópico "Sobre o time, tem que saber separar as coisas..."

    há 7 meses

    Concordo Marcelo. Mas acredito que simplesmente repetir a escalação não vá resolver. Talvez ele volte com Araos que começou bem a temporada mas quando ganhou s titularidade sumiu.

    Talvez ele deva tentar Ramiro na meia, com Léo Natel na direita e Otero na esquerda, ou ainda Otero na meia. Léo Natel desempenhou bem pelo lado direito, mas não é tão eficiente do esquerdo.

    Talvez ele tenha que tirar o Ramiro e tentar novamente Matheus Vital pelo lado esquerdo.

    De qualquer forma ele tem que alterar porque o time atual tomou sufoco de todos os times que enfrentou, dentro e fora de casa.

    Um abraço.

    Eu não trocaria o TN, também acho o elenco curto e desequilibrado, mas ele tem que encontrar o caminho. Mais um ano ruim sem classificação na Libertadores atrasaria mais a reconstrução do time.

    detalhes do post
  • Mauro

    Mauro postou em Bate-Papo da Torcida, no tópico "Uma retratação e um pedido de desculpa do Meu Timão"

    há 7 meses

    Mayara. Aproveitando o fato de que você é a editora vejo muita dificuldade em formar ideias ou criar conceito na estrutura atual da publicação. Talvez vocês devessem criar algumas salas de bate-papo temáticos que pudessem reunir grupos com o mesmo objetivo. Embora os posts possam ser categorizados, o número e a velocidade das publicações impedem que coisas importantes ganhem destaque. Acabam ficando pulverizadas.

    Desde 2016 coloco posts sugerindo formas de envolver a torcida na criação de um fundo para quitar a Arena, coisas que parecem que vão pegar mas não têm continuidade, ficam fragmentadas. Na época já sugeria venda virtual de ingressos como forma de arrecadar.

    Em 2020 a Gaviões fala em vaquinha digital e há inúmeros posts sobre venda simbólica de ingressos para gerar renda na pandemia, mas tudo se perde, não se consegue estruturar e definir um caminho a seguir.

    Vocês deveriam pensar na possibilidade de selecionar temas e formadores de opinião para ajudar a estruturar e desenvolver caminhos.

    Não sei se seria uma sala de bate-papo, se há limite de participantes, mas deveria ser algo que permitisse um número razoável de participantes e produzisse algo que pudesse ganhar destaque entre torcedores.

    Alguns temas que ganharam destaque são a quitação da arena e a arrecadação em tempos de pandemia.

    Como podemos discutir essa questão entre nós?

    detalhes do post
  • Mauro

    Mauro postou em Bate-Papo da Torcida, no tópico "Eita! Agora o BMG pegou pesado!"

    há 7 meses

    Márcio. Até entendo mas não concordo.

    A Globo tira os jogos da TV aberta e tenta empurrar a torcida para o PPV e é parceira exclusiva do Clube em todas as plataformas, algo que deve ser repensado no futuro.

    Todo banco cobra tarifas ou contrapartidas.

    Pelo menos temos um banco digital que é dos corintianos, a custo zero, e deveríamos estar interagindo para criar uma parceria conosco ao invés da diretoria.

    A torcida tem memória curta. Quando o BMG assinou, estávamos a dezoito meses sem patrocínio master. O valor pode parecer baixo agora mas era zero à época.

    Provavelmente estabeleceram 32 milhões pois imaginaram que 1 milhão de contas seria o teto.

    Ao invés de lamentar o valor baixo do patrocínio deveríamos estar tentando ampliá-lo e desafiar o teto planejado, abrindo o maior número de contas possível.

    A Neo Química comprou nosso NR por 20 anos pagando 15 por ano que é quase o que o BMG está dando anualmente pela camisa, e há gente que acha que é pouco, que vale mais, ou que deveriam pagar em 10 anos.

    Em protesto não vamos falar o nome do estádio?

    Prefiro pensar que o valor acabou sendo o possível, que a Neo Química é uma parceira que veio apoiar a casa corintiana, assim como o BMG também é um parceiro.

    Quem tem a Crefisa como modelo porque paga 100 milhões na camisa do Palmeiras, devo dizer que aquele patrocínio não vale 100 milhões e portanto a motivação é de outra natureza, provavelmente política.

    Não precisamos disso.

    Um abraço.

    detalhes do post
  • Mauro

    Mauro postou em Estádio do Corinthians, no tópico "Solução para quitar a dívida do estádio do Corinthians: app 'Eu quito a Arena'"

    há 7 meses

    Também tenho a conta BMG e não acho que eles tenham medo que fechemos as contas.

    Também comecei a receber essas mensagens na época em que sugeri a eles um produto novo que achei que ajudaria inclusive a abir mais contas.

    Na época em que a Gaviões sugeriu a vaquinha virtual, mandei a eles a sugestão de criar a conta-poupança a Arena é Nossa. Como eles dão 20 reais por conta nova aberta, sugeri que combinassem com a diretoria que nas contas novas esse dinheiro iria para pagar a CEF.

    É lógico que 30 Mi de contas não é factível mas 1 Milhão é, e gerariam 20 milhões para pagar a Arena. Se cada corintiano que viesse a abrir a poupança depositasse 100 reais e resolvesse depois doar para a quitação da Arena, seriam 120 milhões de reais, 1/3 do que o NR vai pagar em 20 anos.

    Acho até que com uma campanha bem feita da pra quitar a Arena sem precisar do NR.

    Na minha proposta inclusive o site do BMG faria venda de ingressos virtual para cada jogo e o valor dos ingressos vendidos iria sendo transferido da conta poupança para o fundo de quitação da dívida. Seria uma forma de motivar os poupadores a irem transferindo dinheiro da poupança para a quitação da Arena.

    Mandei a proposta pra eles mas não tive resposta.

    Ao contrário da maioria dos torcedores que torcem o nariz, não acho a parceria Corinthians-BMG pecaminosa. A abertura da conta tem custo zero e há cestas de produtos que podem gerar custo, mas fica a critério de cada um.

    Como se qualquer outro banco não cobrasse tarifas ou exigisse contrapartida.

    Pelo menos temos um Banco Digital para corintianos

    Não precisa fazer muita conta. Trinta milhões de contas novas gerariam 600 milhões a custo zero, sem nenhum desembolso por parte dos torcedores.

    detalhes do post
  • Mauro

    Mauro postou em Bate-Papo da Torcida, no tópico "BMG se mexendo"

    há 7 meses

    Também tenho a conta BMG e não acho que eles tenham medo que fechemos as contas.

    Também comecei a receber essas mensagens na época em que sugeri a eles um produto novo que achei que ajudaria inclusive a abir mais contas.

    Na época em que a Gaviões sugeriu a vaquinha virtual, mandei a eles a sugestão de criar a conta-poupança a Arena é Nossa. Como eles dão 20 reais por conta nova aberta, sugeri que combinassem com a diretoria que nas contas novas esse dinheiro iria para pagar a CEF.

    É lógico que 30 Mi de contas não é factível mas 1 Milhão é, e gerariam 20 milhões para pagar a Arena. Se cada corintiano que viesse a abrir a poupança depositasse 100 reais e resolvesse depois doar para a quitação da Arena, seriam 120 milhões de reais, 1/3 do que o NR vai pagar em 20 anos.

    Acho até que com uma campanha bem feita da pra quitar a Arena sem precisar do NR.

    Na minha proposta inclusive o site do BMG faria venda de ingressos virtual para cada jogo e o valor dos ingressos vendidos iria sendo transferido da conta poupança para o fundo de quitação da dívida. Seria uma forma de motivar os poupadores a irem transferindo dinheiro da poupança para a quitação da Arena.

    Mandei a proposta pra eles mas não tive resposta.

    Ao contrário da maioria dos torcedores que torcem o nariz, não acho a parceria Corinthians-BMG pecaminosa. A abertura da conta tem custo zero e há cestas de produtos que podem gerar custo, mas fica a critério de cada um.

    Como se qualquer outro banco não cobrasse tarifas ou exigisse contrapartida.

    Pelo menos temos um Banco Digital para corintianos

    Não precisa fazer muita conta. Trinta milhões de contas novas gerariam 600 milhões a custo zero, sem nenhum desembolso por parte dos torcedores.

    detalhes do post
  • Mauro

    Mauro postou em Bate-Papo da Torcida, no tópico "Ingresso simbólico para jogos do Corinthians sem torcida"

    há 7 meses

    Mandei a sugestão para a Gaviões inclusive com campanha para venda de ingressos em todos os jogos feitas no site do clube e do BMG.

    Seriam mais ou menos 30 rodadas (Brasileiro + Copa do Brasil) e a renda seria toda destinada ao pagamento da Arena. Foi na sequencia da sugestão deles de vaquinha digital.

    Com os estádios fechados no mundo todo seríamos o único com público virtual e renda real em todos os jogos.

    Nem responderam.

    detalhes do post
  • Mauro

    Mauro postou em Estádio do Corinthians, no tópico "Solução para quitar a dívida do estádio do Corinthians: app 'Eu quito a Arena'"

    há 8 meses

    Fernando.

    Já postei.

    Um abraço.

    detalhes do post
  • Mauro

    Mauro postou em Estádio do Corinthians, no tópico "Solução para quitar a dívida do estádio do Corinthians: app 'Eu quito a Arena'"

    há 8 meses

    Postei. Se puderem deem uma força.

    Um abraço

    detalhes do post
  • Mauro

    Mauro postou em Bate-Papo da Torcida, no tópico "Pagando a Arena"

    há 8 meses

    Embora o assunto NR aparentemente esteja resolvido, a questão do contrato com a CEF não está, e são muitas as incertezas pela frente.

    O montante da dívida aparentemente é de 556 milhões com a Caixa e 160 com a Odebrecht Participações e Investimentos, esta em recuperação judicial.

    Portanto estamos discutindo uma dívida de 720 milhões que só cresce.

    Devemos lembrar que a dívida original com a Caixa era de 420 milhões dos quais já pagamos 170 e ainda devemos 550.

    O acerto do NR com pagamento em 10 anos implicaria em um recebimento anual de 35 milhões e hoje por contrato temos que pagar 67 milhões anuais. A renda líquida da Arena o ano passado foi de 40 milhões.

    Aparentemente a renda e os NR permitem o pagamento, mas a conta é justa e não sabemos como se comportará a renda nos próximos anos em função da pandemia.

    Por tudo isso acho que devemos desconsiderar a venda do NR e as rendas e pensar numa solução que envolva a torcida e que não dependa de nada disso.

    Imaginemos que o público seja proibido ao longo de todo o campeonato ou na pior das hipóteses haja limitação física ao ingresso de torcedores, limitando o público a 10.000 pessoas. Os objetivos de arrecadação com certeza estariam comprometidos.

    Deveríamos então considerar uma bilheteria virtual para cada partida nas competições que o time vai disputar, e tanto faz se o jogo vai ser em casa ou fora. Entre Campeonato Brasileiro e Copa Brasil teremos algo próximo a 40 jogos e teríamos uma meta de vender pelo menos 200.000 ingressos virtuais por partida.

    E como operacionalizar?

    Minha sugestão seria envolver o BMG e o clube.

    Embora muitos torcedores tenham criticado o apelo pela abertura de contas e o próprio Neto tenha feito críticas, acho perfeitamente plausível, abri minha conta, e paguei minha anuidade de fiel torcedor através dela. Acredito que 90% das 60.000 contas abertas deve ser de fiéis torcedores que pensaram como eu.

    Não há necessidade de tornar essa conta virtual sua principal conta, nem ter muito recurso nela.

    E por que o BMG?

    O banco dá ao Corinthians 20 reais por conta aberta.

    A conta que ninguém faz é que se 30 milhões de corintianos abrissem a conta isso geraria 600 milhões a custo zero, já que existe uma modalidade de conta sem custo.

    Obviamente boa parte da torcida não tem conta em banco então não devemos colocar uma meta tão alta. Duzentos e cinquenta mil contas seria um objetivo bom, e geraria 5 milhões que deverão ir para o mesmo fundo da venda de ingressos e não para o Corinthians.

    Como é feita a venda de ingressos hoje?

    Você entra no site do fiel torcedor, reserva a partida e o lugar e gera um pagamento que pode ser via cartão ou boleto. Aí vai ao banco e paga.

    No caso da arrecadação virtual não há necessidade de reserva de lugar mas não sei ainda sobre o boleto.

    Numa operação simples basta entrar no APP BMG e comprar um ingresso. Finalizada a compra a transação deve transferir o dinheiro do ingresso virtual para essa conta destinada à CEF. Terminados os campeonatos e a temporada, teríamos um montante para abater ou quitar o financiamento do BNDES.

    Eu imagino ingressos de 10,20 e 50 reais para que se possa envolver todas as categorias de torcedor.

    O Fernando disse que daria 100,00 Reais.

    A minha sugestão é que quem abrir conta no BMG, deposite um valor mesmo que pequeno, que possibilite a compra de ingressos de todos os jogos. Se o Corinthians for jogar 8 vezes no mês deposite 80 reais e compre os jogos.

    O ingresso virtual não impede a vaquinha virtual da Gaviões que pode coexistir. A questão é que aberta a conta e feita a divulgação, é possível que a resposta seja fraca já que vivemos em crise e com o governo distribuindo auxílio emergencial, e as pessoas acabem se desestimulando. Não há como interagir com o torcedor nesse cenário.

    No caso do ingresso virtual, há como interagir e motivar.

    Podemos procurar aumentar o número de ingressos e a arrecadação a cada jogo e divulgar o borderô dos jogos.

    Essas informações com certeza passariam a trafegar pelos sites corintianos e pela mídia em geral.

    Se ninguém abrir conta mas os atuais 60.000 contistas comprassem a ideia, com um ingresso médio de 20 reais teríamos uma renda por jogo de 1.2 milhão e algo próximo a 50 milhões no final da temporada.

    É um ano e meio de naming rights.

    Saudações aos corintianos

    detalhes do post
  • Mauro

    Mauro postou em Estádio do Corinthians, no tópico "Solução para quitar a dívida do estádio do Corinthians: app 'Eu quito a Arena'"

    há 8 meses

    Fernando. Gosto de toda ideia que possa ajudar a resolver o problema da Arena e essa não é nova. É parecida com o impostômetro do colega @bunda.de.cobra de 6/11/2016. Eu mesmo dei sequência a essa ideia e sugeri um evento de venda de ingressos virtuais para arrecadar os fundos necessários. Montei um simulador que está disponível até hoje e cerca de 900 corintianos se inscreveram como potenciais doadores. Não era desembolso real, somente uma simulação.

    O título daquele Post é O corintianômetro e os milhôes possíveis de 10/11/2016 . Se você tiver curiosidade acesse. Creio que até a pesquisa está disponível.

    O APP parece ser simples e prático e pode até funcionar mas a questão é principal é torná-lo amplamente conhecido e motivar o corintiano, fazê-lo acreditar.

    Creio que o momento é favorável mas só o envolvimento do Marketing do Corinthians e das organizadas pode dar a visibilidade necessária ao projeto.

    O fato da Gaviões ter sugerido uma vaquinha virtual repercutiu em toda a imprensa o que é bom, mas o marketing do Corinthians parece não ter abraçado a ideia .

    De qualquer forma penso em algo semelhante e estarei postando mais tarde.

    Um, abraço.

    detalhes do post
`
x