Técnico Tite

Adenor Leonardo Bacchi

Nome: Adenor Leonardo Bacchi

Idade: 54 anos

Jogos como treinador: 285 jogos

Scout: 144 Vitórias, 87 Empates e 54 Derrotas

Gols marcados: 394

Gols sofridos: 213

Adenor Leonardo Bacchi

Técnico de futebol

Male

Biografia

Adenor Leonardo Bacchi

Treinador mais vitorioso em número de títulos da história do Corinthians, Adenor Leonardo Bacchi é treinador de futebol profissional e também ex jogador. Nascido em Caxias do Sul, o gaúcho apelidado de Tite treinou equipes grandes e de menor expressão no futebol nacional. Como jogador, foi volante no Caxias, na Portuguesa e também no Guarani, onde chegou à ser campeão. Foi obrigado a encerrar sua carreira como atleta por problemas de lesões.

Hoje apenas treinador, Tite conquistou títulos quase sempre pode onde passou. Depois de fazer sucesso no Grêmio conquistando o Campeonato Gaúcho e a Copa do Brasil de 2001, o técnico ainda foi comandante do Corinthians, onde teve uma primeira passagem apagada e ainda trabalhou no Atlético-MG e no Palmeiras, também sem sucesso. Já no Internacional de Porto Alegre, conquistou a Copa sul-americana de 2008, campeão gaúcho de 2009 e da Copa Suruga Bank e perdeu a Copa do Brasil de 2009 para o Corinthians. Adenor chegou à treinar o Al-Wahda, nos Emirados Árabes, depois voltando em 2010 ao Brasil para assumir novamente o Corinthians Paulista.

No início da sua segunda passagem pelo Corinthians, não conseguiu dar continuidade no Campeonato Brasileiro de 2010 e ainda acabou eliminado na pré-libertadores em 2011. Mesmo assim, continuou como técnico do clube e conquistou o Campeonato Brasileiro de 2011, a primeira libertadores do Corinthians em 2012 (título invicto), o Mundial de 2012, assim como o Campeonato paulista e a Recopa de 2013.

Em 2013, o Corinthians optou pela não renovação com o treinador, que anunciou sua saída do clube. A despedida emocionante e as homenagens feitas pelo clube e a torcida indicaram que apesar da saída, esse não era o fim da história de Tite no Timão. Mano Menezes assumiu o clube como seu sucessor. 

Com expectativas de receber um convite para treinar a seleção, Tite passou o ano seguinte como um ano sabático, e esteve estudando a atuação de grandes técnicos, como Carlo Ancelotti, comandante do Real Madrid. Frustado pela CBF, o treinador recusou todas as propostas que recebeu no período. 

Ao fim de 2014, com o trabalho de Mano Menezes rendendo menos que o esperado, a volta de Tite começou a ser especulada. Sem renovar com Mano, o Corinthians acabou por confirmar a terceira passagem de Adenor Bacchi no Timão. 

O que você acha do Tite no Corinthians?

  • 1000 caracteres restantes