Corinthians candidatíssimo. Edmundo e o Monstro do Pântano (CALANDO A BOCA DO EDMUNDO)

Fórum do Corinthians
Tópico Lendário Entenda as regras

Alexandre #4.688 @alexandre.felipe.sau em 10/04/2017 às 00:17

Pessoal Achei muito coerente o que o menon falou. Calou a boca do Edmundo.


É repetitivo falar do Corinthians monotemático. Mais uma vitória por 1 a 0. A sexta em 14 jogos. Houve também três empates por 1 x 1. O time tem apenas 15 gols marcados. E não dá mostras de que vai melhorar, ofensivamente falando. E daí? É candidato ao título. Por que? Ganhou dois clássicos e empatou outro. Sofreu apenas nove gols. Não corre riscos. Até quando pode chegar assim? Até que seus adversários consigam descobrir uma fórmula de vencer Pablo e Balbuena. E Cássio. E Fagner. E Arana.

Falar o que do jogo? Dominou, não correu riscos, fez um gol. Não tenho imaginação para fugir desta realidade. Já falei há algum tempo que Jadson e Clayton melhorariam tudo e que os gols sairiam. Disse que o time seria mais vertical, teria mais infiltração, quebraria as linhas dos rivais pelos lados do campo….Falei que iria evoluir. E nada do que vejo bate com o que eu previ. Com o que eu disse que poderia acontecer.

É como se eu tivesse um carimbo. Ganhou. Não correu riscos. Não brilhou. Não é agradável. É candidato ao título. Principalmente porque estamos falando de mata mata. No Brasileiro, fazendo tão poucos gols, fica no meio da tabela.

Pode ser repetitivo, mas é que eu vejo.

O que não pode falar é o que não se vê em campo. Foi o caso de Edmundo no jogo contra a Universidad de Chile.

Ele disse que o Corinthians venceu porque soube enfrentar a catimba dos chilenos.

É muita preguiça ficar repetindo a balela de catimba, catimba…

Papo de boleiro. Só isso.

Há muito tempo, os clubes estrangeiros chegam ao Brasil e mostram um futebol bem organizado, com as duas linhas bem conectadas, sem rifar a bola, sem pressa para jogar.

Exemplos? Strongest contra o São Paulo. Wilstermann contra o Palmeiras. Nacional contra o Palmeiras. Guarani do Paraguai contra o Corinthians.

Universidad de Chile contra o Corinthians. Os chilenos tiveram 54% de posse de bola. Finalizaram 13 vezes (cinco certas) contra 12 (oito certas) do Corinthians. 383 passes certos contra 306 do Corinthians. Seis cruzamentos certos contra um do Corinthians. 25 lançamentos contra 21 do Corinthians. 24 desarmes contra 20. Seis escanteios contra um. E, por final, prestem atenção: 11 faltas contra 13. E UM cartão amarelo contra três.

Onde está a catimba? Há outras maneiras de explicar a vitória do Corinthians. Muito mais elogiosas do que falar em catimba.

Jogadores brasileiros e ex-jogadores que ganham um microfone de presente gostam de falar em catimba e violência. Como se os jogadores brasileiros fossem virgens raptados por sequestradores catimbeiros. Como se uruguaios, argentinos, chilenos etc não soubessem jogar bola, não tivessem bons treinadores. Fossem apenas réplicas do Monstro do Pântano, atacando nosso jovens desprotegidos, jogadores inocentes como Fagner, Gabriel, Leandro Donizete, Fábio Melo, Wellington Nem…

Tá na hora de virar o disco. Falar que o Corinthians venceu porque superou a catimba, é desprestigiar o time que perdeu. E também o Corinthians que ganhou. É blablabla de quem não presta atenção ao jogo e vai comentar baseado em velhos preconceitos.

3.342 visualizações e 42 respostas neste tópico

Avaliação do tópico:

Responder tópico

Melhor resposta

Ciro Hey #65 @ciro.hey em 10/04/2017 às 02:15

Bom texto é bem colocado.

A realidade é que o time Chileno soube como jogar contra o Corinthians e não se acanhou.

Sorte nossa que temos Cássio e um sistema defensivo que vai a bola chegar mascada..

Tivemos jogadores que no momento certo foram mais decisivos.

A tendência é com o tempo esse time do Corinthians fazer a bola chegar mais fácil no ataque com entrosamento e sequência de jogos.

Se Rodriguinho, Jadson e Jô jogarem o que podem jogar, assim como Maycon e nossos laterais.. Temos um time com qualidade ofensiva.

Precisa achar a última peça e aos poucos os jogadores vão entendendo como o outro gosta mais de receber a bola.. Esse processo é mais lento que imaginam.

Aquele time de 2015 jogou junto o ano de 2014 inteiro e só foi engrenar após uma maratona de jogos no meio de 2015.

Carille aos poucos vai descobrindo como o sistema de jogo pode ser eficaz defensiva e ofensivamente de forma equilibrada.

Se chegar ao menos mais um jogador de qualidade, acho que brigamos por títulos sim.

Últimas respostas

Ari Bonifacio R Da Silva #3.915 @ariboni em 11/04/2017 às 09:16

Boa mano, certíssimo. A melhor profissão do mundo: comentarista de futebol, fala m. E fica por isso mesmo, ou dá ibope, pelo tamanho da repercussão. Está assim de idt. No ramo o professor se chama Milton Neves.

Publicidade

Davi .... #2.823 @mais.um.louco.doido em 11/04/2017 às 07:30

O que vocês preferem 1 x 0 ganhando títulos ou goleadas e sendo eliminado sempre?, argumento de placar magro não faz sentido o que importa é a VITÓRIA com vontade sempre.

Alex Bahu #20 @alexbahu em 11/04/2017 às 05:16

Tai um problemão, enquanto essa diretoria estiver aí os times que teremos serão do tipo que já se encontra em campo.

André #15 @andre.anjoss em 10/04/2017 às 22:47

" "

Mas a diretoria não se mexe. Nossos dirigentes são acomodados e covardes.

André Anjos #15 @andre.anjoss em 10/04/2017 às 22:47

Mas a diretoria não se mexe. Nossos dirigentes são acomodados e covardes.

Alex #20 @alexbahu em 10/04/2017 às 19:49

" " Verdade André, e concordo contigo quanto ao fato de precisar de atacantes que cheguem pra ser titular.

Paulo Paulo Paulo #59 @paulo.52 em 10/04/2017 às 20:30

Quem é esse Menon? Leio várias referências aqui sobre ele, mas até hoje não sei nem se é jornalista, cronista ou sei lá o quê. Se tem um blog ou se assina em um portal...

Alex Bahu #20 @alexbahu em 10/04/2017 às 19:49

Verdade André, e concordo contigo quanto ao fato de precisar de atacantes que cheguem pra ser titular.

André #15 @andre.anjoss em 10/04/2017 às 08:02

" "

No jogo do segundo tempo, o Corinthians arrepiou. Lembrou aqueles tempos onde o time contra atacava com força e qualidade. Só faltou colocar a bola pra dentro mesmo. Precisamos nos qualificar. Precisamos de atacantes de qualidade que cheguem pra serem titulares.

Alexandre Felipe Saulo #4.688 @alexandre.felipe.sau em 10/04/2017 às 17:10

Ainda vamos calar a boca de muito comentarista até o final do ano.

Marcelo #137 @marcelo1978 em 10/04/2017 às 15:57

" "

Daqui para frente, veremos como o time se porta diante de 'decisões a cada jogo'.

Alan Henrique Lucena #83 @ler12 em 10/04/2017 às 16:47

Ou coisa de quem vai comentar baseado nos vídeos de melhores momentos.

Gostei da parte. 'Jogadores e ex jogadores que ganham o microfone de presente'.. Isso resume a mídia esportiva em.sua maioria.

Marcelo Sccp #137 @marcelo1978 em 10/04/2017 às 15:57

Daqui para frente, veremos como o time se porta diante de 'decisões a cada jogo'.

Philippe Dutra #79 @phil.dutra em 10/04/2017 às 15:52

Não curto esse B A M B I do Menon de jeito nenhum. Mas esse texto aí mostrou velhos clichês e inverdades que há tempos não ocorre. Ninguém teme o futebol brasileiro ou os times brasileiros. Lá U é melhor que o Corinthians tecnicamente e dominou o jogo. Mas como futebol não é uma ciência exata, foi 2 a 0 pra gente.