Corinthians quer assumir dívida e não ter Odebrecht de sócia na arena

Fórum do Corinthians
Tópico popular Entenda as regras

Tadeu #401 @azkaban em 15/08/2019 às 15:43

O acordo costurado entre Corinthians e Odebrecht para a renegociação da dívida do clube com a empresa, anunciado na noite de segunda-feira (12) pelo presidente do clube, Andrés Sanchez, prevê a saída da construtora do fundo que administra a arena. O acerto ainda depende da concretização do processo de recuperação judicial pelo qual ela passa.

A ideia encaminhada pelas partes prevê que a Odebrecht deixe o fundo. Assim, a dívida do financiamento feito pelo BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) com aval da Caixa, ficaria a cargo do Corinthians. O valor deste débito é estimado em R$ 470 milhões.

Além de assumir o financiamento com BNDES, o Corinthians teria que pagar um montante para a empresa. Segundo Sanchez, o valor desse débito é de cerca de R$ 160 milhões. Parte do pagamento deste montante seria feito com o saldo das CIDs (Certificados de Incentivo ao Desenvolvimento) que o clube ainda dispõe. Ainda restam 1.692 certificados, num montante que pode chegar a R$ 110 milhões.

1.535 visualizações e 11 respostas neste tópico

Avaliação do tópico:

Responder tópico

Melhores respostas

Roberto Carvalho #929 @roberto.carvalho4 em 15/08/2019 às 16:02

Ela saindo fica melhor pra imagem e conseguir naming rights

Amadeu Geraldo Colombo #253 @colombo em 15/08/2019 às 16:07

Boa! Isso se concretizando, mais da metade da dívida já estará liquidada! Aqui é Corinthians! Se orgulhe, somos honrados! Vai Corinthians...

Últimas respostas

FlÁvio Olliveira Da Silva #3.911 @dereky em 16/08/2019 às 14:05

Assim Deus queira!

MRCA #7760 @marcos.roberto.capuc em 16/08/2019 às 11:51

" "

Será que esse NR não esta acertado e uma das condições contratuais foi a exclusão da Oderbrecht do fundo responsável pela arena?
Andrés não da ponto sem nó!

Publicidade

Mrca 1989 #7.760 @marcos.roberto.capuc em 16/08/2019 às 11:51

Será que esse NR não esta acertado e uma das condições contratuais foi a exclusão da Oderbrecht do fundo responsável pela arena?
Andrés não da ponto sem nó!

Carlos Mg #247 @carlosmg em 16/08/2019 às 11:00

A melhor coisa é se livrar do nome dessa empresa.

Douglas Fernando Silva #48 @dougnando em 16/08/2019 às 10:32

Não sabia desse resto de CIDs, achei que tinham passado tudo nessa negociação.

Jack Tadeu Bahde #148 @tadeu54 em 15/08/2019 às 19:19

Em minha modesta opinião, se manter atrelado a essa construtora não é bom negócio, a Odebrecht se envolveu em propinas a governantes até a raiz dos cabelos, assim eliminar vínculos com tal empresa é algo inteligente.

Afinal, depois de tantos rolos, quem garante que a construtora vai continuar existindo?

Leandro Pinto De Oliveira Takusi #2.881 @leandrotakusi em 15/08/2019 às 18:18

A construtora está de certa forma nas mãos do Corinthians, principalmente porque ela passa por um processo de recuperação judicial, creio que esse plano de se livrar desses 160 milhões dará certo!

Cristina Fontinelli #99 @cristina.fontinelli em 15/08/2019 às 16:18

Li essa matéria na íntegra... Fiquei preocupado com a parte que fala que se os credores da Odebrecht não aceitarem, não sai acordo, e que mesmo que Corinthians e Odebrecht consigam autorização do juíz responsável por essa operação, basta um credor entrar na justiça e o acordo será desfeito, independente de quanto tempo passar... Espero que TD isso esteja sendo feito as claras, principalmente com os credores da empresa...a reportagem da Folha de São Paulo, orienta que tanto o clube, quanto a empresa, correm um sério risco...Mas acredito que O clube saiba o que está fazendo, que esse acordo esteja sendo feito as claras com todos os envolvidos.

Amadeu Geraldo Colombo #253 @colombo em 15/08/2019 às 16:07

Boa! Isso se concretizando, mais da metade da dívida já estará liquidada! Aqui é Corinthians! Se orgulhe, somos honrados! Vai Corinthians...

Roberto Carvalho #929 @roberto.carvalho4 em 15/08/2019 às 16:02

Ela saindo fica melhor pra imagem e conseguir naming rights