Infelizmente hoje, o Corinthians tem duas torcidas!

Fórum do Corinthians
Tópico Lendário Entenda as regras

Carlos #914 @carlos.alberto.marce em 09/09/2019 às 11:55

Uma torcida pelo Carille, quando o time ganha ai vem torcedores falando, chupaaaa cadê os críticos do Carille, vocês merecem jair Ventura, Cristóvão etc...

Quando o time perde outros torcedores falam, cadê as carilletes? Apareçam técnico burro burrile covarde etc... Não sei se isso é culpa da red social, ou a torcida mudou mesmo... Vamos respirar as opiniões dos outros, sem ficar ofendendo a nossa própria torcida, vamos torcer para o Corinthians em primeiro lugar, e não para técnico e jogadores!

1.230 visualizações e 63 respostas neste tópico

Avaliação do tópico:

Responder tópico

Melhores respostas

Elton Gomes #859 @hellton em 09/09/2019 às 12:09

Isso sempre aconteceu ou alguém acha que em outras épocas não existia? Não existe 100% para o bem ou para o mal e a discordância faz parte, as vezes é justa e outras não. A grande diferença é que hoje existe a internet pra evidenciar.

Caio Cesar Santos Da Silva #46 @caio.cesarjn em 09/09/2019 às 17:25

A real é que hoje nossa torcida, tá uma vergonha.

Só choradeira!

Últimas respostas

Felipe Checkmat #799 @felipe.fiel em 11/09/2019 às 12:15

Mas vamos pensar assim, quando o Corinthians ganha um grupo some, e quando o Corinthians perde o outro grupo some.

Qual dos dois grupos podemos chamar de Corinthiano mesmo?

Sei lá, acho que quando o Corinthians perde, um dos grupos fica até contente.

Publicidade

Anisio Molim #94 @amoamolim em 11/09/2019 às 12:07

Vamos por parte como o Jack o estripador:

1º - Citei a Flávia, por que era normal ela comentar os meus comentários.

2º - Dei a dica do filme Bacurau, por se tratar de um filme absolutamente nordestino, uma metáfora da cartase que precisamos aqui nesse país, e que eu acredito que virá do Nordeste, pois, a união que se está fazendo entre os governadores Nordestinos, chamado de Consórcio, traz uma nova esperança ao povo brasileiro, eu disse ao povo brasileiro, não a Elite dominante, cuja a classe média (25% da população) insiste em apoiar, pois, o sul maravilha, já se esgotou e sobrou apenas o ódio, o rancor, o preconceito, a barbárie e o entreguismo da soberânia nacional. E penso que se deixasse esse filme em cartaz durante 6 meses nas principais cidades do nordeste, a Cartase não demoraria a chegar.

3º - Jamais ficarei ofendido por suas colocações, pois, você Tati, e mais alguns aqui desse espaço, são os que ainda me fazem interagir nesse site, poucos que me restaram para as interlocuções, os diálogos, e certamente não tenho a menor vontade de perdê-los, ainda que o 'novo' atrapalhe as vezes.

4º - e quanto ao Corinthians o maior mote, sou muito honesto em dizer que não farei comentários sem senso crítico jamais, principalmente em se tratando desse Corinthians ganhador de títulos, mas, de futebol medíocre, que dá a devida medida do quão o futebol brasileiro está na bancarrota da história e de sua natureza. Alguns estão tentando sair desse lugar comum em que a mediocridade tomou conta, e dá as cartas, mas, a grande maioria dos times chamados de 'grande' continuam trilhando esses caminhos.

Felipões, manos, luxemburgos, abeis, tites, ainda que hora lá, hora cá, são as grandes estrelas da mediocridade que se instalou no futebol brasileiro.

Contra-argumentar crenças, pontos de vistas, opiniões, nesse espaço aqui é nadar um pouco contra a correnteza. Estou velho, não tenho mais energia para isso. Prefiro gastar essa energia naquilo que ainda tenho como convicção.

E por fim insisto, Bacurau é um grande filme. É para poucos, impactante, nada sutil, pois, lida com uma realidade ainda muito escondida do povo, que ao mesmo tempo mostra o contrapondo de quem está acuado e transforma isso em força. O filme é de uma importância para reflexão, para um tomada de postura. Em todas as alegorias existem as identificações, num plano cinematográfico 'micro'(Bacurau ela é uma metáfora, nem existe nos mapas) que leva a uma reflexão implacavelmente macro.

Poucos filmes nacionais me impactaram, esse foi um deles.

Tatiane #420 @tatiane.prado1 em 11/09/2019 às 02:31

" " Concordo com tudo que você falou...Mas o micro aí, é que eu dou o nome dos bois, é uma gestão que não vai dar pra treinador nenhum um time técnico e equilibrado pra 2/3 anos.
Como cobrar um luxo se as condições são um lixo.
Prefiro ver o todo.
Do que achar que o efeito(técnicos, incluindo o Carille) é mais importante que a causa (direção, CBF, empresários como intermediários das grandes negociações, e dono de grandes porcentagens e o malfadado calendário).
Mas se você de alguma forma se sentiu ofendido você me desculpe, obrigada pela indicação do filme.(será feita a indicação para a Flavinha).

José C #1.465 @spain28 em 11/09/2019 às 02:35

Então, é porque tem pelo menos 3 fatores importantes, tá cheio de anti que vem tumultuar, o nível nutella cresceu muito e temos os melhores pseudo técnicos de futebol que acham que sabem tudo de futebol...Timão sempre.

Tatiane Prado #420 @tatiane.prado1 em 11/09/2019 às 02:31

Concordo com tudo que você falou...Mas o micro aí, é que eu dou o nome dos bois, é uma gestão que não vai dar pra treinador nenhum um time técnico e equilibrado pra 2/3 anos.
Como cobrar um luxo se as condições são um lixo.
Prefiro ver o todo.
Do que achar que o efeito(técnicos, incluindo o Carille) é mais importante que a causa (direção, CBF, empresários como intermediários das grandes negociações, e dono de grandes porcentagens e o malfadado calendário).
Mas se você de alguma forma se sentiu ofendido você me desculpe, obrigada pela indicação do filme.(será feita a indicação para a Flavinha).

anisio #94 @amoamolim em 10/09/2019 às 22:12

" "

Bem, todo esse contexto sobre esse mundo novo que me repugna, me enoja, porque privilegia atores do qual eu tenho dificuldades de engoli-los, como por ex: os canalhas (em geral os gestores dos clubes brasileiros e do futebol brasileiro, salvo raríssimas exceções; os Ienas que ficam na espera das carcaças (empresários); os pés de rato onde existe em excesso no futebol brasileiro; os técnicos defensores do futebol resultado; a mídia que fomenta esses pressupostos todos, sem tomar partido; e por fim aqueles que apoiam esse circo todo que virou uma imensa massa de manobra pelos núcleos da inteligência, que fazem vender um produto do qual já está vencido, estragado e que deveria ir ao lixo.mas, existe o júbilo da massa por que afinal deu resultado. Isso é chamado de futebol pragmático.

- No meu entender, futebol pragmático, é aquele que você pega um adversário, multiplas vezes inferior ao seu time de da-lhe uma lavada de 4/5/7/10x0, assim como em l983, em que o Corinthians pragmaticamente enfiou no Tiradentes 10x1 no Canindé, e não vi, pois, estava lá assistindo, nenhum esforço do Timão que pudesse justificar aquala lavada. Foi pragmático -.

Se observares melhor os meus comentários, verás que faço muitas analogias do que foi e do que é, o futebol aqui no Brasil, mas, você preferiu dizer que minha visão é no plano micro e não tem a abrangência necessária e que fica em cima apenas de um ator, o Carille, que certamente é vítima do ponto de vista da natureza do futebol, mas, vilão, do ponto de vista naquilo que ele acredita sobre futebol.

A Copa do Mundo começou em 1930, e o Brasil é o único país que participou de todas elas.

Em 1950, perdeu na final para o Uruguai e só foi conquistar a primeira copa em 1958, mas, já tinha times nacionais ganhando títulos lá fora, como o Corinthians por exemplo.

Portanto, o futebol para se construir aqui no Brasil, foi passo a passo para chegar onde chegou em 2002 a sua última conquista e para declinar e virar o que virou, levou-se pouco tempo, menos do que 20 anos, por conta do 'pragmatismo' do insuportável, abominável, repugnante, novo.

Abraços querida Tati! Estenda a nossa amiga Flávia Baianíssima, e recomende a ela o Filme Bacurau, Obra prima do atual cinema brasileiro, que Glauber Rocha certamente reverenciaria.

André Felipe #6.731 @andre.felipe4 em 10/09/2019 às 23:11

Penso assim também...sempre fomos extremistas e tóxico, mas nunca vi essa putaria entre ela mesmo...

Filipe Fernandes Alves De Oliveira #267 @fizzinho em 10/09/2019 às 22:42

A torcida tá igual a torcida do São Paulo, como diria Elias.

Só sabem reclamar e encher o saco de tudo

Celacanto Provoca Maremoto #365 @celacanto em 10/09/2019 às 22:19

A questão é que de um lado tem cérebro, tem visão crítica, observa, tira conclusões.

Do outro lado tem um bando de tonto, que torce como eu torcia quando tinha 10 anos, ou seja, sem enxergar nada sobre nada, apenas torcia e pronto.

Anisio Molim #94 @amoamolim em 10/09/2019 às 22:12

Bem, todo esse contexto sobre esse mundo novo que me repugna, me enoja, porque privilegia atores do qual eu tenho dificuldades de engoli-los, como por ex: os canalhas (em geral os gestores dos clubes brasileiros e do futebol brasileiro, salvo raríssimas exceções; os Ienas que ficam na espera das carcaças (empresários); os pés de rato onde existe em excesso no futebol brasileiro; os técnicos defensores do futebol resultado; a mídia que fomenta esses pressupostos todos, sem tomar partido; e por fim aqueles que apoiam esse circo todo que virou uma imensa massa de manobra pelos núcleos da inteligência, que fazem vender um produto do qual já está vencido, estragado e que deveria ir ao lixo.mas, existe o júbilo da massa por que afinal deu resultado. Isso é chamado de futebol pragmático.

- No meu entender, futebol pragmático, é aquele que você pega um adversário, multiplas vezes inferior ao seu time de da-lhe uma lavada de 4/5/7/10x0, assim como em l983, em que o Corinthians pragmaticamente enfiou no Tiradentes 10x1 no Canindé, e não vi, pois, estava lá assistindo, nenhum esforço do Timão que pudesse justificar aquala lavada. Foi pragmático -.

Se observares melhor os meus comentários, verás que faço muitas analogias do que foi e do que é, o futebol aqui no Brasil, mas, você preferiu dizer que minha visão é no plano micro e não tem a abrangência necessária e que fica em cima apenas de um ator, o Carille, que certamente é vítima do ponto de vista da natureza do futebol, mas, vilão, do ponto de vista naquilo que ele acredita sobre futebol.

A Copa do Mundo começou em 1930, e o Brasil é o único país que participou de todas elas.

Em 1950, perdeu na final para o Uruguai e só foi conquistar a primeira copa em 1958, mas, já tinha times nacionais ganhando títulos lá fora, como o Corinthians por exemplo.

Portanto, o futebol para se construir aqui no Brasil, foi passo a passo para chegar onde chegou em 2002 a sua última conquista e para declinar e virar o que virou, levou-se pouco tempo, menos do que 20 anos, por conta do 'pragmatismo' do insuportável, abominável, repugnante, novo.

Abraços querida Tati! Estenda a nossa amiga Flávia Baianíssima, e recomende a ela o Filme Bacurau, Obra prima do atual cinema brasileiro, que Glauber Rocha certamente reverenciaria.

Tatiane #420 @tatiane.prado1 em 09/09/2019 às 20:00

" "

Então Aniboy, tenho visto sua cruzada contra o futebol pragmático (logo contra o Carille).

Existe um contexto bem longevo pra debater esse assunto:

Perdemos a copa de 1982, e ganhamos a copa de 1994.

No meio disso apareceu um técnico como o Felipão ganhando uma Copa do Brasil com o Criciúma e nós perdemos 2 Libertadores jogando muita bola.

O futebol brasileiro virou de ponta cabeça.

Os conceitos mudaram e a mediocridade tomou conta.

Jovens sendo lançados sem fundamentos completos, e a escola de futsal não dando mais resultados.

Empresários mandando nos clubes e etc...

A instituição Corinthians naufragando em dívidas.(Se escondendo atrás do estádio pra vender jogadores o mais rápido possível, a qualquer preço).

Colocar na conta do Carille é na minha opinião ter uma visão muito micro, com todo o respeito, tem que abranger mais seu ponto de vista, porque ele faz mais do mesmo, em busca apenas de sobrevivência, dentro de uma fórmula que começou lá atrás com o Mano Menezes, ele é um produto do meio.

Abrindo a exceção do segundo turno do campeonato Brasileiro de 2015, sempre jogamos assim..

Nesse exato ano, que não tivemos nem a competência de tirar proveito técnico na Libertadores do ano seguinte devido ao desmanche vergonhoso.

Vejo algumas poucas exceções no futebol brasileiro, mas a mentalidade e a gestão naufragou a nossa escola, copiamos os europeus no jogo brusco, e eles fizeram o movimento contrário!(bem vindo, ao não adorável mundo novo).

Junior Paredes #938 @paredes em 09/09/2019 às 22:00

Os Corinthianos de verdade aparecem nas vitórias e nas derrotas. Agora esses modinhas/antis só aparecem quando o time não ganha. Bando de covardes.

Pedro Hércules #7.695 @pedro.hercules em 09/09/2019 às 21:59

Tem gente que torce pra perder só pra inflar o ego aqui no fórum