Oposição lança candidatura no Timão e faz críticas aos rivais

Oposição lança candidatura no Timão e faz críticas aos rivais

Em um hotel no centro de São Paulo, o empresário Paulo Garcia lançou oficialmente sua candidatura à presidência do Corinthians. Ao lado dos vices, Osmar Stabile e Celso Limongi, além de Miguel Marques e Silva, nome da chapa para liderar o Conselho Deliberativo, o candidato adotou uma estratégia de questionamentos ao rival, Mário Gobbi, indicado pela situação para suceder André Sanchez. As provocações começaram logo no discurso de apresentação.

'Vamos ter uma administração profissional, não vamos ter curiosos. Gostaríamos que a chapa (da situação) se apresentasse para ter um debate de ideias. O candidato se esconde', afirmou Paulo Garcia.

Este foi o tom das palavras do candidato oposicionista durante a coletiva. Em meio aos projetos para o seu mandato, Garcia aproveitava para retomar a ‘procura’ de Gobbi para debater. 'É chato debater com a parede. Acho que deveria aparecer e não ter porta-voz. Tem de mostrar a cara. Ele se esconde e não sei porquê', disse.

O carro chefe da campanha da chapa ‘Pró Corinthians’ segue sendo a reformulação das categorias de base. A principal reformulação está no aproveitamento dos garotos revelados no clube no time principal. Garcia projete um clube parecido com o Barcelona. 'Queremos revelar jogadores, retomar a tradição. Queremos fazer como o Barcelona, que tem apenas três jogadores que não vieram da base', ressaltou.

Além disso, a oposição promete uma administração mais transparente na construção do estádio e pensa até em cobri-lo. 'Se vencermos, vamos ver direito esse projeto', destacou Garcia, que também promete descentralizar o marketing e investir nos esportes olímpicos. 'Tem a Olimpíada de 2016, vamos atrás de patrocínios para os outros esportes. Vamos resgatar o clube. O sócio não tem nem estacionamento.'

O candidato também promete recolocar as estrelas no escudo do clube e reclamou do tratamento dado a Adriano. 'Se eleito vou dar uma lida no contrato e conversar com ele. Ele está até sendo humilhado', analisou o candidato da oposição.

Fonte: Marca Brasil

Veja Mais:

  • Flávio Adauto não é mais diretor de futebol do Corinthians

    Em nota oficial, Corinthians anuncia saída de Adauto e Piovesan

    ver detalhes
  • Andrade permanece à frente do Corinthians apenas até fevereiro de 2018

    Corinthians estima superávit em 2018; clube pretende arrecadar R$ 50 milhões em vendas

    ver detalhes
  • Alessandro falou sobre o planejamento do Corinthians para 2018

    Alessandro explica busca de reforços e comenta volta de dois emprestados: 'Díficil'

    ver detalhes
  • Super carros do Monster Jam já estão na Arena Corinthians

    Carros gigantes chegam à Arena Corinthians para evento deste sábado; veja fotos

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes