Libertadores: Corinthians busca vitória para ter melhor campanha

Libertadores: Corinthians busca vitória para ter melhor campanha

Estudioso que é, Tite sabe que uma boa vitória do Corinthians diante do Deportivo Táchira, nesta quarta-feira, às 21h50, no Pacaembu, trará benefícios para a sequência da Libertadores. Lutando para terminar entre os três melhores da fase de grupos, a ordem é partir para o ataque para buscar dois propósitos: garantir vantagem de decidir em casa até pelo menos as quartas de final e fugir das pedreiras já nas oitavas de final.


O treinador passou algumas horas da última semana analisando as probabilidades de confrontos nas oitavas de final e deduziu que, ganhando nesta quarta-feira, o Corinthians terá um jogo com menos grau de temor para seus torcedores. 'Nesse momento, não gostaria de enfrentar um time brasileiro, são muito fortes, consistentes. Também não queria pegar o Boca Juniors, por sua tradição. Mas não fujo do pau. Se tiver de encarar agora, vamos pra cima', afirmou Tite.

'Nunca abrimos mão da possibilidade de ser primeiro no Paulista. Agora, vamos continuar trabalhando assim, em busca da melhor colocação. Não podemos desistir da possibilidade de buscar o melhor. Vejo a importância de manter o bom futebol, mesmo com a pressão do resultado para uma melhor classificação', afirmou Tite, tentando manter o elenco corintiano motivado mesmo com a classificação para as oitavas de final já garantida. 'E já coloquei a pressão no time.'

Tite tenta evitar as pedreiras, mas faz questão de não diminuir a força dos outros classificados que pode ter pela frente. Nada, por exemplo, de menosprezar um possível duelo contra o Emelec, que se classificou no sufoco, depois de fazer competição de altos e baixos.

'Eu não queria ter o Corinthians como adversário, mas sei que uma melhor classificação agora não credencia a nada. É um campeonato muito difícil, são dois jogos e, se pega um dia ruim, pode ficar fora', disse Tite. 'Carrego exemplos de oito Libertadores que disputei, de resultados da Copa do Brasil e do próprio duelo com o Flamengo em 2010 para não ser surpreendido ou menosprezar alguém'.

Com várias opções para escalar o time nesta quarta-feira, Tite optou pelo 'melhor do momento' e repetiu a escalação utilizada diante do Nacional, semana passada, no Paraguai, também pela Libertadores. Assim, o meia Alex, de volta aos treinos com bola após se recuperar de contusão muscular, será preservado e fica fora até do banco de reservas diante do Deportivo Táchira, para ter mais dois treinos fortes para as decisões que vêm pela frente.

Fonte: Futebol Interior

Veja Mais:

  • Marquinhos Gabriel é aposta do Corinthians para triunfar em território hostil. Vale a aposta?

    Contra o Racing, Corinthians decide classificação às quartas da Sul-Americana

    ver detalhes
  • Fachada do estádio, no alto, com imagens de ídolos e os anos de glórias

    Estádio do rival do Corinthians cultua e respeita a história de quem fez história pelo clube

    ver detalhes
  • Carille conduziu trabalho do Timão no estádio Presidente Perón

    Carille explica mudanças no Corinthians e pede 'jogo inteligente' por vaga

    ver detalhes
  • Jô falou com a imprensa nesta terça-feira já na Argentina

    Jô admite toque no braço, nega trapaça e abre o jogo sobre polêmica no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes